Últimas indefectivações

sexta-feira, 21 de setembro de 2018

FCP e SLB sentiram...

"... tão diferentes alemães! Por cá: enfim!, castigos, não multazinhas. Eureka! Governo anuncia decalque da Grã-Bretanha para liquidar 'hooligans'

Campeão e vice-campeão de Portugal face a vice-campeão e campeão da Alemanha. Assim, arrancou a nossa Champions. Desproporção de forças? Nadinha em Gelsenkirchen (este Schalke, que foi 2.º na Bundesliga, mas a 24 pontos do monstro Bayern!, ia agora apenas derrotas somando). Num despique chato, muitíssimo físico/atlético - duvido, que outra equipa portuguesa resistisse... -, o FC Porto mostrou claríssima supremacia em qualidade técnica. Empate soube a pouco. Na Luz, outra dimensão... do Bayern. Muito outra! Chama-se classe. Benfica bem tacticamente, amiúde sugerindo taco a taco (Odysseas com escasso trabalho); mas, nos decisivos pormaiores, a diferença ditou lei. Este Bayern possui um dos 3 melhores plantéis do mundo; com Neuer, Kimmich, Boateng, Hummels, Alaba, Javi Martinez, James Rodriguez, Robben, Ribéry, Lewandowski e mesmo Renato (menino que, lá está, como tantos outros, não houve poder financeiro para segurar em Portugal), mais lesionados, como Thiago Alcântara, e sendo Muller suplente (!), forma constelação de galáxia inacessível a lusitanos - e, frise-se, não só...

Regressa o campeonato. Benfica, SC Braga e Sporting no topo (3 vitórias, 1 empate), 1 ponto à frente do FC Porto campeão e do... Marítimo. Entretanto, no arranque da Taça da Liga, dos candidatos ao título nacional, só o FC Porto não venceu (empate, em casa, com o Chaves) - talvez não mera coincidência com a actual classificação no campeonato...
Parêntesis para pormaiores na Taça da Liga: aproveitada por quase todos os técnicos para dar tempo de jogo aos menos utilizados (Peseiro quase não o fez, decerto por urgência em sedimentar modelo de jogo e consistência de titulares), lógico que também o CA aproveite para lançar alguns novatos - só que correu muito mal no Dragão (Vítor Ferreira: 3 penáltis por assinalar! - ou 4, dois para cada lado?) e muito mal correu na Luz (Rui Oliveira: entre cartões amarelos absurdamente exibido e outros que muito se justificavam e ficaram no bolso, para caos disciplinar!). Em Alvalade, o experiente Manuel Mota foi traído por auxiliar: fora de jogo inexistente no lance que daria golo do Marítimo, logo se seguindo 2-0... Óbvio: árbitros, auxiliares inclusive, iniciando-se na alta competição mais necessitam de amparo do VAR - pago pela Federação. Mas está é Taça.. da Liga. Apelo à Liga: faça investimento; está bem-vinda Taça não deve ter marca de competiçãozinha.
Foi longo o meu parêntesis...
Braga, prato forte da 5.ª jornada. Abel Ferreira e José Peseiro parecem ir conseguindo afinar as suas equipas, cujas exibições têm sofrido tremeliques (nos bracarenses, brevíssima escala europeia foi mesmo catastrófica!). Aliciante confronto entre SC Braga - presidente persiste em vê-lo campeão - e Sporting - galvanizado por ressurgir de terramoto - tem a grande importância de ir mostrar níveis dessa afinação... Potenciando entusiasmante embalagem, ou angústia de estagnação, quiça retrocesso.
Setúbal, outro marco desta jornada e dos possíveis consequências. Simples: com todo o respeito devido ao Vitória, o FC porto não pode tropeçar outra vez...
Benfica? Na Luz, perante Aves que ainda só 1 ponto conseguiu, enorme surpresa provocará se desmentir ser a equipa com mais consistente rendimento - fruto de aceleradíssima, e vitoriosa, preparação com meta no acesso à Champions e nos soberbos €43 milhões, como mínimo...

Castigos. Enfim!, começaram a chegar, não limitados a multizinhas. De súbito, jogos sem espectadores e respectiva receita. Assim o IPDJ puniu o Benfica por não legalizar claques (guerra interna neste Instituto do Estado é curiosa estória... muito vasta). E também assim o Conselho de Disciplina puniu SC Braga, Benfica e P. Ferreira, por péssimo comportamento de adeptos. Porquê só agora? Presidente do CD explicou: regulamento da Liga (obra dos clubes) determina ser a punição após 2 multas por idêntico motivo: interrupção do jogo. Que fica deste estremeção? Premente necessidade de mais responsabilizar os clubes/SAD, de haver firme registo de adeptos membros de claque oficializada (indivíduo a indivíduo) e de, sobre cada infractor, haver dura acção... criminal (muito importante: câmaras de vigilância). O secretário de Estado do Desporto afirma que nova Lei de Segurança está pronta e será votada na AR. Essencial: os tribunais passarão a condenar com inibição de entrada em estádio e obrigatoriedade de apresentação numa esquadra à hora do jogo. Eureka! Há largos anos, a Grã-Bretanha assim liquidou os seus hooligans no futebol..."

Santos Neves, in A Bola

Sem comentários:

Publicar um comentário

A opinião de um glorioso indefectível é sempre muito bem vinda.
Junte a sua voz à nossa. Pelo Benfica! Sempre!