Últimas indefectivações

sábado, 26 de março de 2011

Vitória sempre saborosa !!!



Final da 1ª fase, com uma vitória no derby, hoje além da ausência do Zaikin, o José Costa também não jogou.

Para a 2ª fase 'passam' 6 clubes com metade dos pontos, assim os Corruptos e o ABC têm 30 pontos, e o Benfica aparece em 3º com 27 pontos. Estamos numa situação complicada, mas dependemos exclusivamente do nosso esforço. O Zaikin vai fazer muita falta..!!!

Confirma-se: Chandler é mesmo reforço



1º lugar praticamente garantido (na 2ª fase!!!)



Vitória importantíssima. Na 1ª fase tínhamos perdido neste Pavilhão por números pouco 'normais', portanto psicologicamente uma derrota hoje podia ser um 'problema' caso o adversário na final do Campeonato seja o Fonte Bastardo (é muito provável que seja)...

Aquilo que se passou no aniversário do Jardel, na noite após o jogo com o Guimarães, na última jornada, não devia ter acontecido. Não sei de quem foi a culpa, nem é importante (para este espaço), os atletas do Benfica estão sujeitos a um escrutínio muito grande, independentemente da modalidade, é importante principalmente com jogadores estrangeiros, que exista um 'curso intensivo' de Benfiquismo!!! Exige-se aos atletas uma postura condizente com o clube... Não sei se o Jardel jogou hoje, caso ainda esteja a recuperar da fractura de crânio, as melhoras...

Dever cumprido


Vitória, num pavilhão sempre difícil



Parece que o descanso fez bem ao Joel!!! Outra boa notícia é o regresso do César Paulo aos treinos...

Tourada à Brasileira !!!

sexta-feira, 25 de março de 2011

Em casa

"Com razão, alguns jogadores da equipa do Benfica registaram e consideraram, no final do jogo com o PSG em Paris, no Parque dos Príncipes, que tinham «jogado em casa». É assim mesmo: a quase totalidade das equipas portuguesas nunca tem um jogo - a não ser com o Benfica - com 30 mil espectadores nas bancadas. Não falo de 30 mil mirones que vão ao estádio por desfastio ou porque não têm mais que fazer. Estou a falar de 30 mil adeptos, que vão ao estádio para puxar pela equipa, que sabem os hinos e as palavras de ordem, que conhecem os jogadores à distância e puxam pelo seu brio. E se é raro - se é que alguma vez aconteceu - 30 mil num estádio em Portugal a puxar por uma equipa - adeptos próprios, não estou a falar de claques reforçadas - lá fora, então, nunca, jamais, em tempo algum isso acontece, a não ser com o Glorioso Benfica. Como aconteceu recentemente em Paris.
Aliás, estou absolutamente convicto que não exagero se disser que isto não é uma excepção benfiquista falando do Futebol português, como que isto é uma absoluta raridade no Futebol mundial. Admito que um Man United ou um 'Barça' encham um estádio, em qualquer ponto do mundo, para os ver jogar. Mas do que eu estou a falar - e isso só mesmo o Benfica consegue - é de adeptos, não simplesmente de espectadores. E adeptos pelo Mundo fora, que tanto celebram um título fazendo de uma comemoração uma celebração global, como enchem um estádio para puxar pela equipa, isso é com o Grande, com o Único, com o Glorioso Sport Lisboa e Benfica. Cá em casa, ao pé do Benfica, são tudo clubes de bairro. Por mais títulos que comprem no supermercado, como diz o outro."
João Paulo Guerra, in O Benfica

Artur Agostinho, bom exemplo

"Artur Agostinho era, para além de um óptimo profissional, uma daquelas pessoas que irradiavam simpatia e boa disposição.
Vivia a vida e tinha prazer em vivê-la. Sportinguista, fazia do amor ao seu clueb um lugar de tolerância e respeito pelos adversários. A paixão pelo seu Sporting, sendo muito grande, não foi nunca algo que o limitasse nas amizades, nas análises e no fair play.
Em finais de Janeiro último, na Gala do Eusébio, rodeado por benfiquistas, soube com humor e rara sagacidade encher uma plateia de sorrisos e gargalhadas com a sua singular forma de comunicar. Mostrou como se pode ter escolhas, ter opções e não fazer delas nem um dogma nem uma doentia obsessão. Com a morte do motorista do Leão da Estrela, morreu um exemplo cada vez mais raro de civismo e cidadania.
Artur Agostinho será eternizado pela obra mas também ou sobretudo pela postura e educação.
Numa sociedade falha de exemplos é muito triste perder os melhores. Este é o maior tributo que posso fazer a alguém com quem privei pouco mas admirava muito.
O Benfica fez na Mata Real uma bela exibição, mas importante é poder jogar dia 7 contra o PSV no pleno das nossas capacidades.
O sorteio das competições europeias - quer nos quatro jogos da Liga dos Campeões, quer nos quatro embates da Liga Europa - apenas tem um duelo de campeões europeus: o Benfica-PSV. Jogo grande pela história e jogo grande pela ambição benfiquista.
Rivalidade doméstica, guerrilhas paroquiais, podem ser necessárias para alimentar o ego de pequenos clubes, mas só grandes jogos e conquistas significativas têm lugar na história que queremos escrever.
Jorge Jesus sabe disso e não irá facilitar naqueles que são verdadeiramente os nossos objectivos. Ganhar títulos. Taça da Liga, Taça de Portugal e dar mais um passo na Liga Europa."
Sílvio Cervan, in A Bola

O país dos cobardes

"Mais uma agressão cobarde, mais um momento de vergonha. Quando li a notícia de que o autocarro do Benfica e o automóvel do seu presidente haviam sido apedrejados, perto da cidade do Porto, só pude lamentar. O lamento pelo futebol, pelo país, pela banalidade com que se perpetra e encara a violência.
Estes actos são extremamente graves, recorrentes e recorrentemente são branqueados. Sabemos todos de quem é a mão escondida que atirou a pedra. Sabemos todos onde está o rosto da cobardia, da violência e do crime. Sabemos também que a impunidade do crime se deve a responsáveis políticos e judiciais que, durante décadas, se demitiram das suas responsabilidades.
Um dia – haverá sempre um dia – os que mais calaram, os que mais contribuíram para este reles estado de impunidade, serão os primeiros a rasgar vestes e a lamentar a tragédia que se adivinha. Caso não haja uma responsabilização clara e objectiva do maior dos responsáveis por esta camorra que mata o futebol e contamina o país, deixaremos as lágrimas do drama e entraremos no sangue da tragédia. Os indícios são claros e só os não vê quem tem algo a ganhar com a manutenção deste insustentável estado de podridão.
Perante mais uma agressão vil, importa que, por parte do benfiquismo, não se caia na tentação de responder na mesma moeda. Seria um erro, pois imediatamente as canetas de aluguer transformariam os verdugos em vítimas. Para aqueles que desesperam com a inoperância de quem tem de zelar pela lei e pela ordem; para aqueles que sentem ser impossível mudar esta cultura reles e suja que agride o futebol… resta confiar na certeza de que o impossível só demora um pouco mais. Mas chegará."
Pedro F. Ferreira, in O Benfica

Objectivamente (Palhaços)

"Enquanto alguns palhaços brincarem com a violência como o têm feito, episódios como os que aconteceram no regresso da comitiva do SLB de Paços de Ferreira, poderão sempre suceder com toda a impunidade!
Esta é a realidade que temos neste momento no País, principalmente na região perto da cidade do Porto, onde se têm registado, com preocupante incidência, actos abomináveis de violência que amedrontam qualquer pessoa!
Pergunta-se se é proibido algum adepto do Benfica, identificado com as cores do Clube, circular livremente pelo Porto ou pelas redondezas da chamada cidade Invicta? Mas não há autoridades neste País?
Também compreendo que não pode colocar-se um polícia atrás de cada energúmeno destes porque, infelizmente, lá por aquela região vão abundando! Mas exige-se que de cada vez que o Benfica for jogar por aquelas bandas que as vidas das pessoas estejam salvaguardadas! Sim, porque por este andamento um dia pode acontecer uma tragédia!
Mas mais importante que a atitude das autoridades é a atitude dos dirigentes do FC Porto, a começar pelo provocador presidente - que constantemente lança achas para a fogueira com discursos inflamados de ódio contra o Benfica - que deviam pensar a melhor forma de refrear os ânimos desta gente que apedreja, insulta e ofende só pelo facto de não vestirem as cores do seu clube preferido!
Da nossa parte, pedimos aos adeptos do Benfica que tenham sempre um comportamento cívico exemplar, isto porque nós somos pessoas de bem e deveremos SEMPRE dar o exemplo."
João Diogo, in O Benfica

Até quando?

"1. O Benfica já não pode ir ao Porto sem que o seu autocarro (e, agora também, o carro do seu presidente) seja danificado. Desta vez foi no regresso de Paços de Ferreira, à entrada da cidade. Culpa da polícia? Certamente alguma, não tanto por não proteger convenientemente os veículos do Clube (será difícil estar em todo o lado), mas principalmente por deixar impunes uma série de elementos reconhecidamente criminosos como, por exemplo, aqueles que há dias agrediram o nosso vice-presidente Rui Gomes da Silva. E culpa, também, de todos aqueles que continuam a bajular o presidente do clube ou a não denunciar os consecutivos focos de incêndio por ele ateados. Até quando? Até onde?
2. Rui Moreira foi, em tempos, forte crítico de Pinto da Costa. Mas, entretanto, vendo que assim nunca chegaria a presidente do FC Porto, mudou de estratégia e passou a elogiá-lo. Pretendeu há dias desculpablizar o seu clube da agressão ao nosso vice-presidente Rui Gomes da Silva, invocando uma série de acções alegadamente praticadas por elementos afectos ao Benfica contra elementos do FC Porto. Admito perfeitamente que alguns benfiquistas se tenham excedido aqui e ali e tenham cometido actos criticáveis. Infelizmente, em todos os clubes, nuns mais, noutros menos, há adeptos desses. Agora, o que nunca vi foi um alto dirigente de um clube (já nem falo em presidente...) vir a público, mesmo entre adeptos seus, regozijar-se a atirar piadas parvas a propósito do mau comportamento de elementos do seu clube para com altos responsáveis de um outro. Gostaria, pois, que Rui Moreira, que tem uma página semanal de A Bola ao seu dispor, comentasse as palavras do presidente do seu clube, em vez de tentar desculpar os energúmenos que agrediram um dirigente e um clube rival e, que pelos vistos até são conhecidos da polícia por actos anteriores.
3. O Benfica está, mais uma vez, nos quartos-de-final de uma competição europeia (afinal, quem dá pontos a Portugal?), após eliminar o PSG. Jogo de muita luta, muito sofrimento mas, também, bastante brilho. E num estádio em Paris 'virado' benfiquista. Estiveram quase tantos apoiantes do Benfica em Paris como adeptos do FC Porto no seu estádio, na passada quinta-feira..."
Arons de Carvalho, in O Benfica

Usurpação de funções!!! Como colocar os cómicos desta país no desemprego!!!

A NOVA:

AS VELHAS:


"No dia seguinte a um concerto dos Guns n' Roses ainda com os míticos Slash e o vocalista Axl Rose no Estádio de Alvalade, um repórter questiona o presidente do Sporting da altura : SOUSA CINTRA.
Repórter : "Sr. Sousa Cintra, que achou ontem de Axl Rose?"
Sousa Cintra : "É um bom jogador mas já temos o plantel fechado.""

Fonte: Cronicas de um chato do caraças...

quinta-feira, 24 de março de 2011

Triste UEFA

"Era um jogo da Liga dos Campeões. Os jogadores pretendiam simbolizar a sua solidariedade para com um colega, o francês Abidal do Barcelona que, por grave doença, foi sujeito a uma intervenção cirúrgica de urgência. Os jogadores eram de duas equipas: Lyon, por sinal, do seu país natal, e o arqui-rival Real Madrid.
Mas, a UEFA, capitaneada por esse, agora reeleito, insuportável Platini - que nem sequer é capaz de abotoar o casaco em cerimónias protocolares - proibiu a exibição, antes do jogo, de t-shirts, que apenas pretendiam simbolizar a homenagem a Abidal, num momento difícil da sua vida.
O que pretende, afinal, a UEFA? Transformar, de vez, um jogo numa competição desumana, entre autómatos sem coração ou mercenários sem sensibilidade? Separar, numa lógica contra toda a pedagogia, o jogador da força e capacidade exteriores, do homem da força interior da solidariedade, do humanismo e da partilha?
Uma UEFA tão palavrosa na defesa do chamado fair play, mas tão desumana e insensível nos 'detalhes' que podem tornar o futebol um desporto humanamente rico e belo.
Uma UEFA que acha equivalentes a punição de um jogador excessivamente faltoso, batoteiro ou violento no campo, e a de um atleta que mandou às malvas a compostura uefeira e fez o strip-tease de tirar, por uns segundos, a camisola para festejar o seu golo! Ou de um jogador que a levanta para dar os parabéns a sua mãe, como aconteceu com Messi, por isso multado!
Tudo tão tristemente ridículo. Cheirasse a euros, patrocínios, beberetes, sorteios e festarolas cheias de salamaleques e o senhor Platini aplaudiria. Claro está, tudo em nome da mais pura ética competitiva... Uma vergonha!"

Bagão Félix, in A Bola

Uma mão não lava a outra

"A Inglaterra da senhora Magaret Thatcher resolveu o problema do hooliganismo de uma penada. Criou especialmente para o efeito um War Gabinet - porque uma guerra ao crime é sempre justa. E, em 1989, o parlamento inglês aprovou uma lei - Football Spectators Act - regulando o comportamento exigido aos espectadores. Por exemplo, obrigava todos os delinquentes confessos e referenciados a apresentarem-se em esquadras da polícia à hora do futebol de modo a não contaminarem com a sua presença o ambiente familiar e pacífico de um jogo.
A senhora Thatcher, numa célebre conferência de imprensa que marcou o arranque da operação, concedeu plenos poderes à polícia para forçar, sem hesitações, o cumprimento da lei. E recomendou penas de prisão duras - stiff - para os delinquentes. Se alguém estiver interessado em consultar o célebre e eficaz Football Spectadors Act, o documento está disponível on-line (legislation.gov.uk)
Com a ajuda de câmaras nos estádios e nas suas redondezas, com o apoio incondicional dos clubes e dos adeptos, os hooligans foram sendo identificados, isolados e presos. Também é verdade que o problema inglês, talvez por ser inglês, não tinha os contornos do problema português que nunca, ao longo das últimas três décadas, ninguém com responsabilidades governamentais teve vontade e coragem política de resolver.
Porque o hoolinganismo em Portugal começa lamentavelmente no dirigismo. E se isto se passasse em Inglaterra, com a senhora Thatcher ou com outro primeiro-ministro qualquer, o problema do hooliganismo de top seria resolvido da mesma forma implacável aplicada exclusivamente aos spectators.
No fundo, o problema português não é mais do que um longo historial de impunidades celebradas como vitórias políticas e mediáticas sobre os adversários de circunstância. E, por défice de cultura civilizacional inata - aquilo a que vulgarmente chamamos de «terceiro mundo», abusivamente julgando que dele não fazemos parte - os nossos políticos têm literalmente medo dos senhores da bola e dos votos que os podem fazer perder as vantagens do pote.
É este o lugar onde vivemos. Nunca o nosso parlamento aprovará e fará cumprir uma lei anti-hooliganismo porque o nosso parlamento, quando se trata de futebol, serve apenas para recepções e estender de passadeiras às grandes referências do estado a que isto chegou.
Tudo isto é uma grande tristeza.
Quando em 1996 um very-light atirado de uma bancada do Jamor atingiu mortalmente um espectador da final da Taça de Portugal, houve um grupo largo de sócios do Benfica que subscreveu um abaixo-assinado exigindo à direcção do clube - então presidida por Manuel Damásio - que suspendesse imediatamente qualquer tipo de apoio ou de patrocínio a grupos organizados de delinquentes.
Este grupo de sócios do Benfica - Bagão Félix, Francisco Cunha Leal, Medeiros Ferreira são alguns nomes de que me lembro entre mais de uma centena - foi, na altura, muito criticado, até na imprensa, por se estar a «aproveitar» de uma fatalidade para ter protagonismo...
A semana e meia do próximo encontro entre o Benfica e o FC Porto assistimos a mais uma escalada de estupidez e violência. Melhor dito, a uma escalada de impunidade.
É este o lugar onde vivemos. Um lugar onde líderes de claques escrevem autobiografias com relatos épicos das suas proezas e continuam a ir ao futebol todas as semanas. Um lugar onde a cada selvajaria se contrapõe uma selvajaria adversária porque uma mão lava a outra no futebol, na política, em tudo.
Mas uma mão não lava a outra. Há sempre um dia em que uma mão não lava a outra. E esse dia, um dia, há-de chegar.
NUNO GOMES fez mais uma aparição notável em Paços de Ferreira e carpinteirou dois golos na Capital do Móvel em apenas 13 minutos. Nuno Gomes jogou 88 minutos esta época e fez 5 golos. A proeza confere-lhe um atributo único. Ninguém acredita que possa existir neste mundo outro jogador que marque 1 golo de 17 em 17 minutos.
É caso para se dizer que o Nuno Gomes está a envelhecer muito bem.
FOI, sem dúvida, uma excelente jornada para os benfiquistas estudiosos das estatísticas. Tomemos o exemplo de Óscar Cardozo que em Paços de Ferreira abriu o marcador concretizando um pontapé de grande penalidade o que para o nosso paraguaio é, praticamente, uma proeza. Com este pontapé certeiro, Cardozo deixou de ser um irregular marcador de penalties para passar a ser um modelo de regularidade: esta época, em 6 grandes penalidades, Cardozo falhou 3 e marcou 3 entrando na casa dos 50 por cento de hipóteses para cada lado.
Até Paços de Ferreira, Cardozo estava a perder este seu campeonato particular com os pontapés de onze metros e os adeptos do Benfica estavam a perder a paciência. Apenas Jorge Jesus conseguia mostrar fé no paraguaio, insistindo em conferir-lhe semelhante responsabilidade e explicando que sem Kardec em campo - segundo o técnico do Benfica, o brasileiro é exímio nessa arte - Cardozo será sempre o marcador natural desse tipo de castigos.
Até aprender, acrescentamos nós.
QUEREM saber o que é uma verdadeira relação de causa-efeito no futebol?
Então tomem lá: Paulo Bento convocou Rúben Micael para a selecção e, menos de 24 horas depois, o Tribunal Arbitral do Desporto anulou a suspensão ao ex-seleccionador Carlos Queiroz.
POR falar em Justiça... os estatutos da Federação Portuguesa de Futebol foram vagamente aprovados e a UEFA tentará agora, com muita dificuldade, perceber se a nossa Federação reúne os requisitos de legalidade obrigatórios para a comunidade internacional da bola. Aqui entre nós, todos os portugueses, sabemos bem que o que se passou na última assembleia-geral da FPF. Tratou-se de uma habilidade para estrangeiro ver e essa, com aplicações extra-futebol, é uma arte especificamente nacional.
No entanto, há pormenores em que a UEFA, nem com uma brigada de tradutores, conseguirá, destrinçar. Por exemplo, o presidente da Associação de Futebol do Porto proferiu no final da magna reunião a sua opinião sobre o referido acto associativo e, em particular, sobre «os três artigos que ficaram por resolver». Em declarações proferidas a este jornal, Lourenço Pinto referiu que esses mesmos artigos em falta «são aqueles que», no seu modo de ver, «carecem de ilegalidades».
Carecem de ilegalidades? Têm ilegalidades a menos?
Foi lapso? Foi gralha?
MIGUEL SOUSA TAVARES escreveu na edição de terça-feira de A BOLA que o FC Porto «é o maior caso de sucesso individual e colectivo que Portugal protagonizou nos últimos trinta anos».
Estão a ver como o FC Porto é o clube do regime?
COM as sondagens a falar verdade, Bruno Carvalho vai ganhar as eleições para presidente do Sporting e Marco Van Basten vai ganhar as eleições para treinador. Se, depois, tudo correr bem, Van Basten será bestial e, certamente, uma figura de culto em Alvalade. Se tudo correr mal, já se imaginam as manchetes dos jornais dedicadas ao treinador besta: Van BASTA! A imaginação também não dá para mais."
Leonor Pinhão, in A Bola

quarta-feira, 23 de março de 2011

Esclarecedor !!!

Para quem tenha dúvidas sobre a estratégia provocatória dos Corruptos, para o final desta época, o comunicado desta noite é esclarecedor!!! Começa a faltar adjectivos para qualificar tanto descaramento, as obscenidades são tantas que eu nem me vou debruçar sobre todas elas. Deixo só uma nota para a nova obsessão Corrupta: Todos eles, dirigentes, jagunços, paineleiros e afins estão constantemente a mostrar a sua indignação contra o facto do Benfica apelar à 'não violência'!!! O facto dos Benfiquistas recordarem os valores que os nossos fundadores nos deixaram, para eles, é uma ofensa!!! Cumulo do ridículo...
Afirmo mesmo que não haverá nenhum blogger Corrupto que consiga 'bater', em hipocrisia, má educação, e mentira, os comunicados oficiais da Organização Criminosa mais impune deste País!!! Depois de assumirem-se publicamente como Corruptos, agora assumem-se publicamente como incendiários!!!
PS: Como eu tenho defendido constantemente, o Benfica nada ganha com a utilização dos métodos terroristas dos Corruptos. Para os Benfiquistas que atiraram as pedras em Coimbra, aqui está a prova: Estão a fazer exacatamente o que os Corruptos querem.

Boa resposta...



Ser velho

"No jogo entre o Benfica e o PSG, Giuly entrou a vinte minutos do fim. Os comentadores televisivos logo sentenciaram que, embora tratando-se de um atleta de invulgares qualidades, não iria causar mossa ao Benfica. A implacável razão era, tão simplesmente, a idade. Um jogador velho de 34 anos, disseram. Como se tal não bastasse, somaram a idade dele com a de Makélélé: 72 anos, imaginem!
Esta métrica da eficácia de um jogador sempre me fez confusão. Percebo que, com esta idade, não se joguem os 90 minutos com a mesma constância de um jovem. Mas, para os derradeiros 20 minutos, com a adversário já com quilómetros nas pernas, será que ter 34 anos é assim uma tão previsível inferioridade? Arriscaria até a dizer o contrário. Que pode ser uma vantagem assinalável. O que falta (se é que falta) em pulmão, sobra em cabeça e maturidade.
Não é por acaso que se ouve constantemente esta ladainha contra os trintões no futebol. Nada de diferente do que se ouve sobre quem já chegou aos sessenta nas suas profissões. A expressão ser 'velho' apresenta-se, não raro, desqualificada, desconsiderada e mesmo discriminada. A 'ancianidade profissional' convive, dificilmente, com um mundo dominado pelo produtivismo sem humanismo, pelo utilitarismo sem limites, pelo individualismo exacerbado.
Será preciso saber muito de bola para perceber a utilidade inteligente de um Nuno Gomes (34 anos) nos tais 20 minutos finais, como ainda esta segunda-feira se viu no jogo com o Paços de Ferreira? Ou de Rui Costa que ainda era precioso no Benfica, aos 36? Ou de João Tomás, com 35? Ou de Zanetti(37) no Inter, Scholes(36) e Giggs(37) no M. United? E de tantos outros?"
Bagão Félix, in A Bola

Demasiados erros




Infelizmente os dois jogos do Campeonato com os Corruptos foram muito parecidos, o Benfica a fazer os seus dois piores jogos da época, e os Corruptos com uma extraordinária, e muito pouco comum percentagem de lançamentos longos (dos 103 pontos, 51 foram com triplos!!!). Este jogo decidia pouco, o Benfica dificilmente passaria os Corruptos na classificação da época regular, mas... Depois da tremida vitória na última jornada com o Ginásio parecia-me que o Benfica não estava num bom momento, com o Sérgio e o Jenkins a marcarem um total de 7 pontos o Benfica não pode ganhar!!! É necessário reagir, trabalhar, e na final do Play-Off ganhar. Como já fizemos em duas competições nacionais com os mesmos Corruptos.
A nota positiva da noite vai para a estreia do Chandler, ofensivamente poderoso, necessita de melhorar na defesa, mas vai ser muito útil...

7ª jornada - Juniores - Fase Final


Ainda não estamos afastados do titulo, mas é complicado, para já, temos que ganhar em Alcochete no Sábado. Sofrer um golo de penalty aos 3 minutos, reagir no final da primeira parte, começar a falhar golos de baliza aberta no inicio da segunda, e sofrer o outro golo contra a corrente, não facilita o trabalho. Esta equipa dos Corruptos, é Bi-Campeã de Juvenis, portanto no inicio da época eles eram os favoritos, mas o Benfica tem demonstrado em alguns jogos muita qualidade, mas não tem conseguido manter a regularidade...
adenda: Podem ver aqui o resumo do jogo. A cultura porca daquela casa começa cedo!!! Num dia cheio de sol resolveram alagar o campo!!! Como pode ser visto nas imagens, junto ao banco Corrupto andaram a distribuir 'fruta'!!! A iniciação começa cedo... Estou com alguma expectativa para ouvir as declarações dos responsáveis do Benfica.

Em busca da grandeza

"O desporto apareceu para benefício das pessoas. Nas suas formas mais primitivas não tinham dirigentes para o enquadrarem nem treinadores para orientarem. Mas praticantes sempre teve! São estes que dão sentido à actividade. Técnicos, dirigentes e gestores surgiram numa fase mais evoluída e encontraram justificação na missão de melhorar todos os factores da prática desportiva, dos atletas e do seu envolvimento, de tal forma que o desporto realize a finalidade última de contribuir para o bem-estar geral das sociedades.
A estes princípios devem obedecer todas as organizações, onde se inclui o desporto e, portanto todas as condutas dos seus actores. Porventura obra dos demónios ou da má formação das pessoas, ou da falta de entendimento sobre a finalidade do que fazem, ou da sua falta de competência, os que devem gerir e enquadrar tendem, demasiadas vezes, a visar o benefício próprio. Vaidade sem ética, poder com ausência de valores, benesses materiais ou sociais à sombra do estatuto justificam o envolvimento de alguns e consequente desregulação dos sistemas e práticas desportivas. Muito melhor estaria o desporto se o ser humano fosse mais respeitado, se não se fosse além do que se conhece e é capaz, se o interesse dos que se deve servir não fosse secundarizado, se a cultura vencesse a esperteza. Será isso exclusivo do desporto? A observação da realidade quotidiana prova que não. O País é disso o mais dramático exemplo. No desporto há quem pense que a vitória do clube, mesmo ilícita, se sobrepõe aos valores do bom desempenho ético no campo, como no País o interesse dos partidos e seus líderes se colocou acima do interesse nacional. Em algumas federações os pequenos interesses mesquinhos de alguns arruinaram anos de trabalho e a prática dos atletas. Tal como vemos Portugal ser destruído por políticos que não percebemos se têm potencial de competência, mas verificamos que almejam derrotar os adversários mesmo que assim destruam o País e sacrifiquem o povo. Será difícil os políticos entenderem que nunca podem ser homens e mulheres em confronto pessoal buscando vitórias sem honra, porque a nobreza da missão que os transcende é juntarem-se para defender Portugal e os portugueses? Mas para isso é preciso ser-se Grande."
Sidónio Serpa, in A Bola

Arrasador



Jogo com pouco história, um Benfica demolidor sem dar qualquer hipótese...
A 'história' da jornada foi a reviravolta dos Corruptos no Pico, que a perder por 3-1 a 50 segundos do fim, venceram por 3-4!!! Não vi o jogo, mas infelizmente tendo em conta o passado recente da modalidade não posso deixar de desconfiar do que se terá passado. Aliás a nomeação do mais 'amigo' de todos os árbitros, para o jogo mais complicado dos Corruptos fora de casa, até final da época, já tinha sido um sinal bastante explicito...!!!
Ao Benfica resta ir ganhando todos os seus jogos, com a mesma atitude de hoje, e esperar por um milagre!!!

Apelo para ser seguido...


Fonte: Eu Só Quero o Benfica Campeão

"Ontem, uma hora e trinta e cinco minutos depois do fim do jogo em Paços de Ferreira, a comitiva do Sport Lisboa e Benfica, num acto premeditado e executado com precisão, foi cobarde e violentamente atacada.
O País, através das imagens, foi testemunha deste ataque inqualificável, que diz bem do carácter e do propósito dos seus autores.
Todos assistimos – chocados e incrédulos - à repetição de actos que, infelizmente, vêm manchando o futebol português.
O que se passou ontem – que fique bem claro – não representa o futebol ou os seus adeptos. Não representa uma região ou uma cidade. Representa, apenas, um grupo de vândalos, que tem beneficiado da clandestinidade das suas acções.
Todos temos a obrigação de condenar, com clareza, actos deste tipo.
O que aconteceu ontem nada tem a ver com rivalidade ou com futebol; tem a ver com criminalidade.
O que se passou ontem também não tem a ver com o Sport Lisboa e Benfica, mas com o País que somos e com o País que queremos ser.
Já houve demasiados incidentes e o de ontem à noite – só por um feliz acaso – é que não ganhou proporções maiores, que hoje todos estaríamos a lamentar.
Mas a nossa obrigação não pode passar apenas por condenar a violência, qualquer que seja a forma por que ela se manifeste.
A nossa obrigação, porque somos um Clube responsável, com uma história centenária, é evitar agir da mesma forma.
Esta Direcção do Sport Lisboa e Benfica não se revê em quaisquer tipo de represálias que possam resultar da sequência dos sucessivos incidentes de que os nossos atletas e dirigentes têm sido vítimas.
A nossa grandeza e o nosso carácter devem levar-nos a pensar que somos o que somos porque não nos revemos neste tipo de acções.
Quero acabar, em nome da Direcção do Sport Lisboa e Benfica e da Administração da SAD, repetindo o nosso apelo para que, independentemente do repúdio a este tipo de actos, nenhum sócio, simpatizante ou adepto do Benfica, caia na tentação de reagir da mesma maneira.
O futebol é paixão e rivalidade, não é violência nem criminalidade. Não pode valer tudo e aqueles que acham que sim, estão a matar o futebol!"
Em sentido oposto, a Organização Criminosa responsável directa pela violência, e pela mentira desportiva que se vive em Portugal reagiu com um comunicado abjecto, tentado empurrar as responsabilidades para as vitimas. Eu recordo que é a 5ª vez nos últimos 10 meses que uma comitiva do Benfica é apedrejada, curiosamente em todos estes os incidentes, o apedrejamento do carro do Padrinho na deslocação ao Estoril foi sempre apontado como a 'causa'...!!!

terça-feira, 22 de março de 2011

Artur Agostinho

Hoje foi dia despedida para um grande profissional, e um grande Sportinguista. Um exemplo para muitos, que infelizmente não é seguido pela maioria... Foi a voz das nossas primeiras grandes conquistas Europeias, ficará assim ligado para sempre, à história do Benfica.


NeoBlanc 24

Tabela Anti-NeoBlanc:

Benfica......... 55 (-12)... 67 (-2)
Corruptos..... 68 (+12)... 56
Sporting........ 38 (+6)... 32
Braga............ 34 (+5)... 29


Com tudo decidido, aparentemente não faz muito sentido em continuar com este trabalho, mas como os criminosos e os seus cúmplices tem a memoria curta, e selectiva, vou continuar esta coluna. Com uma diferença, vou contabilizar separadamente os pontos que o Benfica, e os Corruptos vão perder, quando jogarem com equipas B, como aconteceu com o Benfica no jogo com o Portimonense (ex: -2).



Em Paços, a surpresa foi a não expulsão do Javi Garcia, quando foi atingindo por um murro!!! Sem o Coentrão, e o Salvio em campo, o trabalho do Soares Dias ficou facilitado, assim não teve que inventar amarelos...!!!
-Cohene devia ter sido expulso no penalty.
-Golo do Paços nasce de uma falta inexistente. (Fico contente pelo Carole demonstrar sentido de baliza, espero que na próxima marque na baliza correcta!!!)
-Maykon também deveria ter sido expulso, pois isto é futebol e não boxe!!!
Resumindo voltámos a ser prejudicados, mas em versão 'light'!!! Sem influência no resultado. Recomendo vivamente a leitura deste post do Alberto Miguéns sobre o Rui Vitória.


Vou cometer um sacrilégio!!! No Dragay, acho que o Rolando não cometeu penalty!!! A razão é simples: não foi um acto deliberado. Aliás recentemente no Alvalixo os Lagartos venceram o Beira-Mar com um penalty parecido, que eu defendi ter sido mal marcado. É daqueles lances que em 99% das vezes os árbitros marcam penalty, em Portugal contra o Benfica marcam em 100% das ocasiões, mas revendo na televisão, acho que não é penalty. O desvio do Diogo Valente, 'engana' o Rolando.
Não vi o jogo todo, mas acompanhei o final da primeira parte, onde não foram marcados 2 foras-de-jogo ao ataque dos Corruptos, o primeiro ao Falcao (quilómetros!!!), e o segundo ao Varela, que por acaso não foram golo, mas só por acaso!!! O curioso é que focaram o focinho do fiscal-de-linha, e não é que eu reconheci o símio!!! Pois é, o Xistra foi para a jarra, mas o Marcelino não foi!!! Sim, o putanheiro que marcou um fora-de-jogo ridículo ao Saviola em Guimarães, e que em Braga anulou MAL dois ataques ao Benfica por foras-de-jogo mal assinalados (um dos quais dava golo), e ainda inventou uma falta do Saviola quando este se isolava, desta vez no Dragay utilizou um 'critério' muito diferente, coincidência do camandro!!!!


Continuar a analisar os jogos do Braga, e do Sporting é um martírio que não mereço!!! Esta semana parece que o único erro foi o penalty sobre o João Tomas não marcado. O contacto existe, o João Tomas 'força' a queda, mas o contacto existe, e o guarda-redes do Braga estica a perninha!!!




Anexos:

Benfica

1ª-Académica, Prejudicados, Com 3 pontos
2ª-Nacional, Prejudicados, Com 3 pontos
3ª-Setúbal, Prejudicados, Sem influência no resultado
4ª-Guimarães, Prejudicados, Com 3 pontos
5ª-Sporting, Nada a assinalar
6ª-Marítimo, Prejudicados, Beneficiados, Sem influência no resultado
7ª-Braga. Nada a assinalar
8ª-Portimonense, Prejudicados, Sem influência no resultado
9ª-Paços Ferreira, Beneficiados, Sem influência no resultado
10ª-Corruptos, Prejudicados, Beneficiados, Sem influência no resultado
11ª-Naval, Prejudicados, Sem influência no resultado
12ª-Beira-Mar, Prejudicados, Sem influência no resultado
13ª-Olhanense, Prejudicados, Sem influência no resultado
14ª-Rio Ave, Prejudicados, Beneficiados, Sem influência no resultado
15ª-Leiria, Prejudicados, Sem influência no resultado
16ª-Académica, Prejudicados, Beneficiados, Sem influência no resultado
17ª-Nacional, Prejudicados, Sem influência no resultado
18ª-Setúbal, Prejudicados, Sem influência no resultado
19ª-Guimarães, Prejudicados, Sem influência no resultado
20ª-Sporting, Prejudicados, Sem influência no resultado
21ª-Marítimo, Prejudicados, Sem influência no resultado
22ª-Braga, Prejudicados, Com 3 pontos
23ª-Portimonense, Nada a assinalar -- (equipa B -2)
24ª-Paços Ferreira, Prejudicados, Sem influência no resultado
Corruptos

1ª-Naval, Beneficiados, Com 3 pontos
2ª-Beira-Mar, Beneficiados, Impossível de contabilizar no resultado
3ª-Rio Ave. Beneficiados, Com 2 pontos
4ª-Braga, Beneficiados, Com 2 pontos
5ª-Nacional, Beneficiados, Impossível de contabilizar no resultado
6ª-Olhanense, Nada a assinalar
7ª-Guimarães, Beneficiados, Prejudicados, Sem influência no resultado
8ª-Leiria, Prejudicados, Sem influência no resultado
9ª-Académica, Nada a assinalar
10ª-Benfica, Beneficiados, Prejudicados, Sem influência no resultado
11ª-Portimonense, Nada a assinalar
12ª-Sporting, Prejudicados, Com 2 pontos
13ª-Setúbal, Beneficiados, Com 3 pontos
14ª-Paços de Ferreira, Beneficiados, Prejudicados, Impossível contabilizar no resultado
15ª-Marítimo, Nada a assinalar
16ª-Naval, Nada a assinalar
17ª-Beira-Mar, Beneficiados, Com 2 Pontos
18ª-Rio Ave, Beneficiados, Com 2 pontos
19ª-Braga, Beneficiados, Prejudicados, Impossível contabilizar no resultado
20ª-Nacional, Prejudicados, Sem influência no resultado
21ª-Olhanense, Nada a assinalar
22ª-Guimarães, Nada a assinalar
23ª-Leiria, Prejudicados, Sem influência do resultado
24ª-Académica, Nada a assinalar
Sporting

1ª-Paços de Ferreira, Nada a assinalar
2ª-Marítimo, Nada a assinalar
3ª-Naval, Beneficiados, Com 2 pontos
4ª-Olhanense, Beneficiados, Com 1 ponto
5ª-Benfica, Nada a assinalar
6ª-Nacional, Nada a assinalar
7ª-Beira-mar, Nada a assinalar
8ª-Rio Ave, Nada a assinalar
9ª-Leiria, Prejudicados, Sem influência no resultado
10ª-Guimarães, Beneficiados, Sem influência no resultado
11ª-Académica, Nada a assinalar
12ª-Corruptos, Beneficiados, Com 1 ponto
13ª-Portimonense, Nada a assinalar
14ª-Setúbal, Nada a assinalar
15ª-Braga, Beneficiados, Com 2 pontos
16º-Paços de Ferreira, Prejudicados, Com 3 pontos
17ª-Marítimo, Beneficiados, Impossível contabilizar no resultado
18ª-Naval, Nada a assinalar
19ª-Olhanense, Beneficiados, Prejudicados, Sem influência no resultado
20ª-Benfica, Beneficiados, Sem influência no resultado
21ª-Nacional, Beneficiados, Sem influência no resultado
22ª-Beira-Mar, Beneficiados, Com 3 pontos
23ª-Rio Ave, Nada a assinalar
24ª-Leiria, Nada a assinalar
Braga

1ª-Portimonense, Nada a assinalar
2ª-Setúbal, Nada a assinalar
3ª-Marítimo, Beneficiados, Com 2 pontos
4ª-Corruptos, Prejudicados, Com 1 ponto
5ª-Paços de Ferreira, Nada a assinalar
6ª-Naval, Nada a assinalar
7ª-Benfica, Nada a assinalar
8ª-Olhanense, Beneficiados, Sem influência no resultado
9ª-Rio Ave, Nada a assinalar
10ª-Beira-Mar, Prejudicados, Com 2 pontos
11ª-Guimarães, Beneficiados, Prejudicados, Sem influência no resultado
12ª-Nacional, Beneficiados, Com 2 pontos
13ª-Leiria, Nada a assinalar
14ª-Académica, Nada a assinalar
15ª-Sporting, Prejudicados, Com 1 ponto
16ª-Portimonense, Nada a assinalar
17ª-Setúbal, Nada a assinalar
18ª-Marítimo, Nada a assinalar
19ª-Corruptos, Beneficiados, Prejudicados, Impossível contabilizar no resultado
20ª-Paços de Ferreira, Nada a assinalar
21ª-Naval, Nada a assinalar
22ª-Benfica, Beneficiados, Com 3 pontos
24ª-Rio Ave, Beneficiados, Com 2 pontos

Impunidade


Mais uma cobarde emboscada, e mais um inquérito policial que vai acabar arquivado!!!
(Curiosa outra noticia de esta noite que descreve a detenção de cinco adeptos do Benfica, por supostamente terem tentado roubar um cachecol!!! Extraordinária eficácia policial...!!!)
De realçar mais uma vez, a informação privilegiada que os criminosos obtiveram...
Resumindo impunidade total, até porque os culpados de todos estes incidentes são conhecidos...
Não são só os juízes dentro das quatro linhas que gostam de Fruta, fora do campo, existe muito Fruticultor espalhado pelas autoridades deste País!!! O Benfica, directores e adeptos, têm que denunciar esta cumplicidade criminosa, a nossa resposta tem que ser dada a este nível...
Repito aquilo que já escrevi, estes últimos incidentes, têm um único propósito: incendiar o ambiente do próximo jogo na Luz.
De imediato vão querer INTERDITAR o Estádio da Luz, algo extremamente fácil, basta um dos 'porcos' ficar mais 5 minutos no chão, depois de ter sido supostamente atingindo por um qualquer objecto, isto a acontecer fará que a 2ª mão da Taça de Portugal não seja jogada em Lisboa!!!
Em segundo lugar vão querer arranjar 'desculpas', para futuras agressões terroristas, por eles efectuadas, argumentando sempre que somos todos iguais!!! Aliás amanhã os cumentadeiros do costume, vão começar a defender a teoria cobarde e mentirosa que o Benfica é igualmente culpado por este ambiente!!! Mais do mesmo, portanto...

segunda-feira, 21 de março de 2011

"Cruise control"



-Um daqueles jogos onde todos os golos foram marcados por jogadores do Benfica, e mesmo assim sofremos um golo!!! Já agora, o Carole tem um pezinho canhoto de elevadíssima qualidade, mais uns minutos nas 'pernas', e temos jogador para várias épocas...
-Curioso, como um penalty bem marcado logo no início do jogo, tem a capacidade de transformar um jogo previsivelmente difícil, num jogo mais 'acessível'. Onde até foi possível 'gerir' o esforço físico, e emocional da equipa. Algo que durante muitos jogos desta época não foi possível, devido à 'não marcaçao' dos tais penalty's e afins...!!!
-Então o Javi Garcia leva um murro e não é expulso?!!! Estamos a chegar ao fim do mundo...!!!
-Nuno Gomes está-se a transformar no novo Nené!!! E com isto não estou a insinuar nada sobre a vida particular dos seus descendentes!!! Estou só a recordar o final da carreira do Grande Nené, a 'saltar' do banco, para marcar das mais variadas maneiras, e aparentemente sem se esforçar muito!!!
-Espero que os jogadores, e os adeptos, não fiquem convencidos que a final da Taça da Liga com este Paços será fácil!!! Bem pelo contrário, hoje além do 'nosso' David, faltaram os dois 'caceteiros' do meio-campo. A final de Coimbra será um jogo muito complicado, ainda por cima vamos ter muito pouco tempo de preparação para essa final...
-Não se arranja uma lesãozinha nos internacionais para evitar o desgaste das Selecções, principalmente nos Argentinos, que vão fazer viagens 'enormes'?!!!
-Eu sei que o Rui Vitória 'vive' com o estigma de ter trabalhado para o Benfica!!! É se calhar, o único treinador das Ligas profissionais com essa 'cruz às costas'!!! E por isso compreendo, que de vez enquanto, é necessário fazer umas declarações, mais 'ríspidas', dando a entender um 'afastamento' em relação ao Benfica, que não corresponde à realidade. Mas também não é preciso exagerar...!!!

Paris Rouge Live Tour





















Honra

"From: Domingos Amaral
To: André Villas-Boas
Caro André Villas-Boas
Apesar do título estar decidido, como aqui previ no final da quarta jornada (!), há ainda uma questão pendente entre o teu FC Porto e o meu Benfica. Lembras-te da tua provocação quando falaste em 10-1 no score entre os dois clubes? Certamente que sim. Foi enviesada, pois só levavas em conta o único jogo da era Jesualdo que te dava jeito. E deu mau resultado, pois a seguir perdeste.
Contudo, consolidar é pertinente. Eu explico: na época passada, em três jogos, o Benfica ganhou dois (na Luz, por 1-0, e no Algarve, por 3-0) e apenas perdeu no Dragão, por 3-1. O score dessa época é-nos assim favorável com 2-1 em vitórias e 5-3 em golos.
Depois, chegaste tu, ganhaste 2-0 em Coimbra, para a Supertaça, 5-0 em casa para o campeonato, perdendo depois, no Dragão para a Taça, por 0-2. Este ano, o score de vitórias está pois em 2-1 para ti, e 7-2 em golos.
Consolidemos agora as duas épocas: até aqui, em seis jogos, há 3 vitórias para cada lado, e o goal-average é favorável ao FC Porto, com 10 marcados contra 7 sofridos. A tua brincadeirinha dos 10-1 já parece intelectualmente desonesta, não é verdade?
Mas, olhe-se ainda para este essencial detalhe: desses seis jogos apenas um foi na Luz. E três foram no Dragão. Portanto, para as contas estarem fechadas, faltam os dois embates na Luz que aí vêm. Só aí, caro amigo, se poderá ver quem foi melhor, esta época ou, se preferires, no consolidado das duas! E, prometo-te que, para o Benfica, é uma questão de honra ganhar esses dois confrontos. Iremos encher a Luz para te fazer engolir a fraude aritmética dos 10-1. E provar que o que hoje alguns chamam, com um deslumbramento pacóvio, de “mind game”, às vezes não passa de uma mera “chico-espertice”."

domingo, 20 de março de 2011

Sem abrandar !!!



Mesmo sem o Renan, a equipa esteve muito bem, voltámos a demonstrar uma excelente atitude defensiva, e isso facilitou. Não sei o que se passou no 3º set (onde perdemos), já que a Benfica TV interrompeu o jogo para colocar o grande Jesus a falar...!!!
Na próxima jornada, vamos à Terceira defrontar o Fonte Bastardo, local de uma das duas derrotas da época!!! (em 32 jogos) Uma vitória será muito bem-vinda, nem que seja só para 'marcar terreno' psicologicamente, contra a equipa que muito provavelmente vamos ter que defrontar na final da competição...

Sem margem para erro, a partir de agora...



Nas duas jornadas que faltam da primeira fase estamos obrigados a ganhar, porque se assim for iniciamos a segunda fase com 3 pontos a menos, em relação aos Corruptos, o que deixa o titulo dependente exclusivamente dos nossos jogos, isto partindo do principio que eles não perdem com mais ninguém!!!
Não vi o jogo, foi a nossa primeira derrota da época para os Corruptos, e pelos números da estatística o jogo foi equilibrado, e até parece que os árbitros não tiveram mal (pela estatística!!!), os dois livres de 7 metros falhados custaram-nos a vitória (pela estatística!!!)...

Matar a verdade em 6 passos

"1) Arbitragens escandalosas de juízes e auxiliares afilhados do 'Sistema' - completamente impune graças a uma 'Justiça' decrepita e ineficaz -, puxam o Benfica para baixo, e empurram o FC Porto para cima, subvertendo todo o decurso do Campeonato.
2) A empresa detentora dos direitos de transmissão televisiva, e sintonizada a Norte, filtra as imagens que passa, procurando desarmar as razões de queixa benfiquistas. Os comentários de narradores e convidados ajudam ao festim.
3) Nos programas de debate televisivo, o alinhamento editorial privilegia, sistematicamente, os momentos de polémica contra o Benfica - nem que seja uma falta a meio-campo, ou um inócuo cartão amarelo por mostrar -, passando quase sempre ao de leve pelos muitos lances que lesam gravemente o clube da Luz.
4) Neste tipo de programas, dois opinadores sistematicamente coligados (de FC Porto e Sporting), valendo-se de uma maioria absoluta em estúdio que contrasta claramente com o peso social dos respectivos clubes, fazem os telespectadores de parvos, pretendendo convencê-los do contrário daquilo que (ainda assim) vêm, e, por entre sorrisos cínicos e interjeições odientas cumprem o seu papel de branqueamento da realidade, perante a galhardia, mas também o sistemático isolamento, do representante do clube mais popular.
5) No fim da época há festejos na Avenida dos Aliados, e há também quem suspire de alívio em Lisboa. A gestão do FC Porto é amplamente elogiada por toda a Comunicação Social, inclusivamente por aquela que se esquece rapidamente dos motivos e meios que a levaram a ganhar.
6) O ciclo das vitórias garante estabilidade e dinheiro para se alimentar a si próprio, e poder voltar a vencer, nem que seja com bolas de golfe, intimidação, agressões impunes, manipulações mediática, cartões amarelos distribuídos a preceito, penalties inventados, ou sabe Deus, mais o quê - permitindo que sinistras personagens, próprias do mundo do crime, vão dando largas aos recalcados complexos provincianos que nunca conseguiram esconder."
Luís Fialho, in O Benfica

O rosto da violência

"A inqualificável reacção de Pinto da Costa à cobarde emboscada de que o nosso vice-presidente, Rui Gomes da Silva, foi vítima na cidade do Porto, só pode ser entendida como uma verdadeira confissão de culpa. Deste, como de outros actos de violência (Carlos Pinhão, Ricardo Bexiga, Marinho Neves, bolas de golfe, apedrejamentos a autocarros, etc), não há como dissociar o comportamento cínico, arrogante, provocador e incendiário que o presidente portista trouxe para o Futebol, e para a própria sociedade portuguesa. Além de todos os esquemas subterrâneos de favorecimento do seu clube, Pinto da Costa criou um clima de hostilidade e de guerrilha que ninguém sabe onde, ou como, poderá terminar. Se não é ele o responsável material, é, pelo menos, o autor moral de todos estes tristes episódios, coisa que a Comunicação Social não pode continuar a ter medo de dizer ou de escrever.
Quanto a Rui Gomes da Silva, não tenho quaisquer dúvidas que irá continuar a defender o Benfica e a verdade, com a coragem e a elevação que têm caracterizado a sua intervenção mediática."
Luís Fialho, in O Benfica

Objectivamente (MST)

"O articulista fanático do FêCêPê, Miguel Sousa Tavares, vem esta semana, mais uma vez, 'cuspir na sopa', isto é, no jornal que lhe dá guarida, dizendo que a maior força do Benfica reside na Comunicação Social, através de jornais e jornalistas militantes que alimentam FÁBULAS de 'Sistema' e 'batota' para justificar o sucesso do Fc Porto e os fracassos do SLB!
É preciso não ter vergonha na cara! Primeiro, porque escreve no jornal que ele classifica como benfiquista-militante e, cego, não enxerga que se esse jornal o deixa escrever aquelas bacoradas, é porque não é tão faccioso como ele! Depois, porque aproveita o facto de estar prestes a conseguir mais um título de vigarices para desancar no Benfica! Nós sabemos - e não só os benfiquistas, os figueirenses, os pacenses, os setubalenses e os conimbricenses também - como é que este título foi conseguido!
Amealhando ao longo das primeiras jornadas os pontos necessários através de miseráveis arbitragens! Tudo voltou ao mesmo. O que já todos nós conhecemos dos últimos 35 anos de Futebol português! E ele ainda se refere às modalidades que lidera «sem espinhas»! Claro. Basta lembrarmo-nos o que aconteceu não há muito tempo no Hóquei em Patins, no Andebol e no Basquetebol, para sabermos como fazem estes obcecados por títulos, vitórias, conquistas, etc... Não interessa como! É preciso é ganhar, nem que para isso tenhamos que utilizar todos os truques!
Esta forma miserável de pensar e de agir é que já ninguém suporta! É por isso que, tirando meia dúzia de pessoas lá do sítio, poucos vão festejar mais um título obtido à boa maneira dos últimos 35 anos!
Para tirar dúvidas, basta atentar nisto: nos últimos 35 anos o FCP arrebanhou 20 campeonatos, SLB ganhou dez, SCP, quatro e Boavista um. Só por este resumo se vê quem foi o mais beneficiado!
João Diogo, in O Benfica

Considerações (Início)

"As pessoas devem interrogar-se porque é que eu 'bato sempre na mesma tecla'. É fácil. Vivo aqui, desde sempre, sei o que por estas bandas se vai fazendo, assisti a espectáculos chocantes em pavilhões e recintos desportivos, e sei o ódio que é cultivado contra o S.L.B.. Mas nunca tive medo. E dei sempre a cara, mesmo quando o antigo presidente João Santos, e Gaspar Ramos, vice-presidente para o Futebol, foram postos em tribunal, pelo dito cujo, na cidade do Porto. Estive presente. Sem qualquer receio. Solidário com quem defendeu o Sport Lisboa e Benfica na época.
Tem sido um roubo constante desde 1979. Foi aí que tudo começou. Antes do 'Apito Dourado', já existiam grandes movimentações que se foram aprimorando ao longo dos anos, até chegar à pouca vergonha que é hoje o nosso Futebol.
E, como toda a gente sabe, é mais fácil destruir do que voltar a construir.
O nosso vice, Rui Gomes da Silva, foi vítima de uma cilada. O palhaço diz que não fala de palhaçadas. Sabem porquê? Para desviar as atenções dos não pagamentos às modalidades, da situação de falência que as contas mostram no último relatório, da falta de interesse dos clubes de nomeada nos seus jogadores, dos negócios ruinosos que são camuflados por toda a imprensa, etc, etc.
Cada vez vai ficando mais complicado, quer para os 'paineleiros', quer para os escribas, defenderem a sua dama. Ou até, talvez não. Afinal 'é tudo farinha do mesmo saco'.
Fátima Felgueiras, dois crimes prescritos e o terceiro, peculato, vai repetir julgamento. É esta a justiça que temos, desportiva ou não."
José Alberto Pinheiro, in O Benfica