Últimas indefectivações

sábado, 16 de abril de 2011

Justíssimo !!!







A melhor equipa nacional de Voleibol venceu hoje a Taça de Portugal. A 13ª do seu palmarés, reforçando o Benfica o seu estatuto, conseguido com muito mérito e trabalho, de equipa mais vitoriosa de Portugal nesta competição.


O Benfica tem sido dominador esta época, praticamente sem mácula, devido às características da modalidade, e maneira como está organizada em Portugal, apesar de todas as vitórias, o primeiro título da época só agora foi atribuído, num jogo, onde ambas as equipas partiram em igualdade. Nas últimas semanas o Benfica tem sofrido várias contrariedades, com quase metade do 6 titular lesionado, mas hoje ninguém deu por isso, e para a semana quando começar a final do Campeonato, a atitude terá que ser a mesma... Tudo pelo Benfica Campeão, independentemente dos jogadores disponíveis, simplesmente, porque merecemos...!!!


Obrigado professor Jardim, pela dedicação e competância, aqui fica uma recordação de 1992, retirada do Blog Em Defesa do Benfica.
Aqui fica a FESTA:

Sem relaxar !!!





O resultado pode parecer 'curto', mas este Fundão é uma das equipas mais 'chatas' deste Campeonato, defendem muito, e são rápidos no 'contra'...

A uma jornada do fim da fase regular, existem 3 equipas que nos podem 'calhar' em sorte, na primeira ronda do Play-Off, o Fundão na minha opinião é a mais complicada, o actual Freixieiro, ou a Fundação são equipas mais 'amigas'!!! Tudo será decidido nos jogos Fundão-Boticas, e Freixieiro-Fundação Jorge Antunes...


11ª jornada - Juniores - Fase Final





Jogo fraquinho mas com um excelente golo do Benfica, tudo ao primeiro toque, com a habitual eficácia do Caramelo... Oportunidade perdida para subir na tabela...!!!

sexta-feira, 15 de abril de 2011

Bom prenuncio...






Competência... curiosa a veia triplista do Heshimu !!!

Imortal

Três títulos para disputar!

"Dezassete anos depois o Benfica está numa meia final europeia. Liga Europa é curriculum que falta na nossa gloriosa histórico.

Lembro-me bem daquele penalty falhado por Vítor Paneira no jogo da primeira mão (2-1) contra o Parma ou da precoce expulsão de Mozer na segunda (0-1), lembro-me de não ganhar aquela Taça das Taças mesmo sendo a melhor equipa em prova, e de quanto isso me custou na época.

Dezassete anos depois podemos honrar a história e mudar o guião. Guião que já teve ontem sofrimento em demasia para quem havia vencido 4-1, mesmo contra uma equipa que não perde em casa quase há três anos, e que tem valor considerável, devíamos ter sofrido menos. Luisão devolveu-me alguma serenidade, que quase perdia com aquele frenesim inexplicável de metade da primeira parte.

Agora o Bacalhau à Narcisa e o Pudim Abade de Priscos só serão gostosos se houver respeito por um Braga que nos limites já chegou muito além do horizonte pré estabelecido. Se o Benfica é superior ao Braga, pendo que é, a verdade é que Arsenal, Celtic, Liverpool e companhia também eram e já não os vemos por cá. Respeito e humildade para chegar a Dublin.

Neste regresso ao cabeçalho do futebol europeu é justo sonhar com a nona final europeia mas só depois de carimbar passaporte para o Jamor e de vencer a primeira competição da época dia 23 em Coimbra.

Três títulos para disputar e o campeonato para dar minutos aos menos utilizados. Concordo inteiramente.

Esta semana ouvi críticas a Jorge Jesus por ter rodado todos os jogadores e perdido na Figueira, o Porto rodou em Janeiro apenas alguns contra nacional e Gil Vicente e em vez dum jogo perdeu um título.

Faz bem Jorge Jesus porque quer ganhar títulos e não jogos. Esta segunda quinzena de Abril pode ser de sonho. Eu quero sonhar, e sinto que Jorge Jesus e os jogadores também."


Sílvio Cervan, in A Bola

"Comparações"

"1. Já o escrevi na semana passada: foi um 'tiro no pés' o 'apagão' verificado no final do Benfica-FC Porto. Demos um argumento aos nossos adversários para dizerem que somos iguais a eles e que não sabemos perder. Mas as reacções lidas e ouvidas ao longo da semana merecem outras ilações:

-a reacção negativa da larga (larguíssima) maioria dos benfiquistas mostra que a nossa cultura é bem diferente daquela que domina entre os apaniguados do FC Porto: nunca os vimos criticar atitudes semelhantes dos seus responsáveis, por menos relevantes que sejam;

-não há comparação possível entre este (apesar de tudo) triste fait-divers e as atitudes quase semanais dos responsáveis do FC Porto, dos constantes apelos à guerra contra o Benfica (e o Sul...), ao 'gozo' face a agressões a dirigentes do Benfica; do apoio ao comportamento dos seus Super-Dragões (com uma folha de serviços que o seu líder até se orgulha de apresentar em livro!) aos vários episódios de anos e anos de Apito Dourado e seus antecedentes.

Infelizmente, muitos opinadores colocam ao mesmo nível quem determinou ou permitiu (pelo silêncio) o pequeno episódio do 'apagão' e quem corrompeu árbitros ao longo de décadas sucessivas até ser desmascarado pelas Escutas.

A propósito: curiosa a pequena reportagem do Diário de Notícias de 2.ª-feira passada, com uma foto de Pinto da Costa com um grande penso na testa, uma semana depois de ter sido agredido e ter levado quatro pontos em Portimão, num célebre jogo no qual José Guímaro (um dos árbitros célebres da época) deu (mais) uma decisiva vitória ao FC Porto, a caminho do título, com uma arbitragem que ficou memorável. Os adeptos algarvios revoltaram-se, Pinto da Costa foi atingido e, uma semana depois, nas Antas, deu espectáculo...


2. Liga Europa, quinta-feira da semana passada, à mesma hora (20.05). Na Luz, o Benfica (vindo de derrota frente ao FC Porto e perca do Campeonato) teve mais de 60 mil espectadores no jogo com o PSV, em jogo transmitido em canal aberto (SIC). No 'Dragão', o FC Porto, no seu primeiro jogo depois do título conseguido na Luz, teve 38 mil espectadores no encontro com o Spartak, transmitido em canal pago (Sport TV). Diferenças..."


Arons de Carvalho, in O Benfica

E não se pode apagá-los?

"No dia do Benfica-FC Porto, no Estádio da Luz, assistimos a uma das cenas mais baixas e canalhas da história do Futebol português. Onze mamíferos, sem honra nem dignidade, recusaram-se a entrar em campo de mão dada com crianças, como é prática nos jogos do Campeonato. A atitude é de uma pequenez repelente. Nenhum ser humano que se preze de o ser recusa dar a mão a uma criança. Os onze mamíferos recusaram.

Demonstraram com esse gesto uma ausência de carácter que os atira para o nível da escumalha social daqueles que arrancam cadeiras, destroem bares e quartos de banho e sujam as paredes com excrementos. São o «lúmpen». Restos humanos...

Perante tal atitude, que dizem os nossos doutos opinadores televisivos, os nossos plumitivos que diariamente assassinam a gramática e a ortografia? Gritam a sua indignação pacóvia:

-Ah! Que bandidos! Apagaram a luz!

Durante épocas a fio, os dirigentes do FC Porto dedicaram-se às mais infames distorções da verdade desportiva. O presidente da agremiação reunia-se em casa com árbitros na véspera dos jogos em que estes iam apitar o seu clube. Ofendidos, chocados, os jornalistas de fancaria soltaram de viva voz:

-Ah! Corrécios! Apagaram a luz!

Gente de espinha direita, que se opôs a esta nova forma de fascismo com epicentro nas Antas, foi perseguida, perdeu o emprego, foi sujeita a espancamentos bárbaros e à tortura de julgamentos de farsa. Que escreveram, solidários, os seus colegas mansos e de espinha mole?

-Ah! Que vergonha! Apagaram a luz!

Um garoto arruivado sem maneiras, a quem a Comissão de Arbitragem resolveu oferecer como prenda um Campeonato Nacional, gane contra os árbitros que, por vontade do seu dono, até ficam de cócoras se tiverem de entrar pela porta do seu estádio. Que solta a urba dos podriqueiros nas primeiras páginas dos seus pasquins?

-Ah! Inclementes! Apagaram a luz!

Na Luz, nesse domingo, os jogadores do Benfica entraram em campo com as mãos cheias de crianças. Os jogadores do FC Porto entraram de mãos a abanar. Nada na manga: muito menos dignidade. Os meninos ficaram a ganhar: não tiveram de desinfectar as mãos depois.

Não bastou apagar a luz; era preciso apagá-los todos. É no lado escuro da vida que se sentem bem."


Afonso de Melo, in O Benfica

Apagar o apagão?

"Ninguém apaga o apagão. Uma certeza: durante anos a fio, vai continuar a falar-se no inapagável apagão. Os nossos adversários e detractores sustentam que o Benfica apagou, naquele episódio, a sua cultura democrática. Foi mesmo? Quem abriu, no próprio jogo, as hostilidades? Não foram, desde logo, os jogadores do FC Porto, que recusaram dar a mão às crianças no momento da entrada formal em campo? Nesse preciso momento, deu-se o primeiro apagão. Apagou-se, pintada de azul, a disponibilidade para uma convivência cordial.

E o que se passou no decurso da partida? Os adeptos portistas mais não fizeram do que insultar os aficionados do Benfica. Utilizaram todos os impropérios, a maioria dos quais irreproduzível, vandalizaram as bancadas, até funcionários dos bares chegaram a sequestrar. Será que esse comportamento boçal justificava que fosse estendida, em casa alheia, a passadeira de honra aos novos campeões, para mais numa competição marcada por várias imoralidades, sempre em prejuízo do Benfica e em benefício do principal opositor?

Estranho, mesmo, é que alguns benfiquistas, num acesso súbito de misericórdia perante velhas e recentes atrocidades cometidas pelo rival nortenho, critiquem o apagão e apaguem mesmo a justeza dos históricos remoques vermelhos aos processos hediondos que têm sido apanágio do clube das riscas azuis. Como pode um benfiquista ficar indiferente à vergonha que tem pautado que tem pautado as competições nacionais no último quarto de século? Como pode um benfiquista aceitar que a sua casa sirva de palco à festa daqueles que, ao longo dos últimos anos, tudo fizeram para subverter a verdade desportiva?

O apagão é mesmo inapagável. Este Campeonato passará para a história como sendo o Campeonato do Apagão. Afinal, mais cristalino, mais genuíno, mais legítimo do que muitos dos triunfos, esta temporada, do novo (mas sempre velho) campeão nacional."


João Malheiro, in O Benfica

O famoso minuto 58

"Nos dias que correm, tudo, mas literalmente tudo, serve para atacar o bom nome do Benfica. Agora, até o presidente do Vitória de Setúbal insulta os profissionais do nosso Clube porque, pasme-se, o Benfica não conseguiu vencer o Portimonense e a Naval. Eu, como benfiquista, também fiquei agastado, mas não esperava encontrar em Fernando Oliveira um companheiro de lamentação.

O inesperado da situação prende-se, essencialmente, com dois motivos. De facto, já vira presidentes adversários a decidir nomeações de árbitros, árbitros assistentes, observadores e, inclusive, a decidir sobre a constituição de plantéis de clubes satélite disfarçados de adversários. Até já vira dirigentes a tomar decisões sobre a oportunidade das famosas lesões na glândula da decência que impedem alguns futebolistas de clubes adversários de defrontar o seu clube. Mas nunca vira nenhum presidente de nenhum clube onde essas práticas aparentam ser correntes a querer tomar decisões sobre a constituição da equipa do Benfica. Fiquei surpreendido, pois Fernando Oliveira chegou a pensar em poder fazer no Benfica o que outros, aparentemente, fazem no seu Vitória.

O segundo motivo que me leva a tal espanto, prende-se com o facto de só agora Fernando Oliveira ter incluído a expressão “um jogo entre amigos” no seu discurso. Eu, por exemplo, já a uso há bastante tempo. Uma das vezes em que a usei foi em Abril de 2009, num jogo entre o Vitória de Setúbal e o FC Porto. Para os mais distraídos, foi o jogo do famoso ‘minuto 58’, o fatídico minuto em que, certamente por coincidência, Leandro Lima e Bruno Gama, jogadores emprestados pelo FC Porto ao Setúbal, e que estavam a ser os dois jogadores mais perigosos dos sadinos, foram substituídos. Antes da substituição o jogo estava empatado. No final, os de Setúbal tinham perdido para os do Porto.

Nesse dia não ouvi o actual presidente do Setúbal falar em verdade desportiva nem no infame minuto 58. Possivelmente, estaria a festejar a vitória dos amigos sobre o seu Vitória. De facto, de “jogos entre amigos” percebe ele."

Pedro F. Ferreira, in O Benfica

O culpado !!!

Fado maldito !!!


quinta-feira, 14 de abril de 2011

Fazer História...




Digo com muita sinceridade: estava com muito medo antes deste jogo!!! Tenho testemunhas!!! Disse-o a vários amigos durante o dia, e como óbvio chamaram-me maluco!!! Não gosto de vitórias antecipadas. Tenho alguma dificuldade em gerir a ansiedade no pré-jogo nestas circunstâncias. As vitórias do Benfica nunca são fáceis, não temos 'fruta', nas finais nunca tivemos 'Monacos', entre outros 'fados'. Existe sempre a possibilidade de tudo o que pode correr mal, correr mesmo mal, sejam ressaltos, arbitragens, azares de qualquer tipo!!! É um pessimismo um pouco 'triste', mas não é agora que vou mudar... E infelizmente o jogo deu-me razão, felizmente o resultado final acabou por ser o desejado...

Até entrámos bem no jogo, podíamos ter marcado em mais do que uma ocasião. Mas a lesão do Salvio 'desconcentrou' a equipa. É sempre perigoso apostar no 'fora-de-jogo' do adversário, e assim sofremos o primeiro, já sem o Salvio, e com 3 jogadores à procura do novo posicionamento, sofremos o segundo, após dois ressaltos!!! Como o nosso El Mago disse na Benfica TV no início da semana, o Benfica é sempre 'protagonista', não fica à espera do erro do adversário, e isso às vezes é um problema!!! A falta de um 'plano B' defensivo no Benfica de Jesus é um facto, eu prefiro um Benfica ofensivo, do que um Benfica de contenção, mas hoje o 'Benfica do Koeman' (na Europa) tinha ganho este jogo!!! Curiosamente o próprio Jesus já percebeu esta limitação do Benfica, e por isso colocou o Peixoto ao lado do Javi, mas com a lesão do Toto voltou tudo à primeira forma (sem o nosso melhor flanqueador...), e com o Benfica mesmo assim em vantagem na eliminatória, foram sempre os Holandeses a jogar em contra-ataque, e não o contrário...

Com o PSV a jogar muito duro, com a complacência disciplinar do árbitro (comparar as recentes expulsões na Champions do Van Persie, do Crouch, e do Ramires, com a forma envergonhada como o segundo amarelo nunca saiu neste jogo, diz muito dos critérios da UEFA), estava a faltar alguma competência nas muitas situações de bola parada que tivemos, foi necessário esperar pelos descontos da primeira parte, e por uma pequena falha, do excelente guarda-redes do PSV, para o nosso capitão, marcar um grandíssimo golo. Tanto o gesto técnico, como o momento, foram 'enormes'!!!

Na segunda parte, com a cabeça e o coração no sitio, controlámos o jogo, o Coentrão 'desceu' menos, não deixou tanto espaço nas costas, e tudo pareceu mais fácil. O futebol é um jogo colectivo, às vezes as analises individuais são muito injustas, com o reposicionamento defensivo da equipa ao intervalo, o Jardel deixou de ter tantos problemas... O Peixoto 'mereceu' o penalty, pois fez mais um excelente jogo (creio ter sido a primeira vez que vi um dos árbitros da linha de fundo a terem alguma utilidade!!! Creio que o árbitro 'sozinho' não marcaria penalty...), o Cardozo 'mereceu' o golo, pois espero que volte a demonstrar a confiança que parece estar em baixo... Mais uma vez Roberto voltou a ser decisivo no resultado deste jogo, nos próximos dias a doentia obsessão anti-Roberto vai 'descansar'!!!

Nenhum jogador ficou de 'castigo' para o próximo jogo, estava com muito receio, especialmente por causa do Maxi, até porque o extremo esquerdo Búlgaro é um excelente jogador, mas safou-se.

O sofrimento foi desnecessário, mas este PSV é uma boa equipa, o segundo melhor ataque da Europa, é verdade que a defender são fraquinhos, mas a vitória nesta eliminatória tem que ser enaltecida, estamos numa Meia-final Europeia, e temos que dar os Parabéns aos jogadores aos técnicos e aos Directores (só uma curiosidade: somos a única equipa nas Meias-Finais sem derrotas na actual edição da Liga Europa!!!), e ainda a todos os Benfiquistas que estiveram em Eindhoven...

E é exactamente pelas mesmas razões que estava com muito receio antes deste jogo (sobranceria de adeptos e da equipa), que estamos obrigados a encarar os jogos com o Braga com muita humildade, os jogadores e nós (adeptos) também, porque não podemos deixar 'infiltrar' no grupo de trabalho qualquer ideia de facilidade, portanto nada de conversas sobre Dublin, os Corruptos ou o Villareal. Jogo a jogo, com muita raça, querer, e ambição, e ainda muita concentração...




PSV Eindhoven vs Benfica 2-2 UEL - Goals _... por AndreasColor

PS1: Repetimos o mesmo resultado, que tínhamos obtido em Eindhoven na nossa última visita, nessa ocasião com 2 golos do Nuno Gomes. Gostei de ouvir a dedicatória do Carlos Martins ao Nuno, e ao Rúben...


PS2: Esta é a 12.ª Meia-Final Europeia do Benfica (ou 13.ª conforme o critério!!!), e a boa notícia é que em 8 ocasiões chegámos à final, aliás o nosso aproveitamento nas Meias-Finais é melhor do que nos Quartos-de-Final!!! Aqui ficam as 3 (ou 4!!!) desilusões:

1972, Ajax, 0-1 na Holanda, 0-0 na Luz (Taça dos Campeões Europeus)

1981, Carl Zeiss Jena, 0-2 na Alemanha, 1-0 na Luz (Taça das Taças)

1994, 2-1 na Luz, 0-1 em Itália (Taça das Taças)

(91/92 na 1.ª edição da Champions (com um estranhíssimo formato) disputámos a fase grupos com Barcelona, Dínamo Kiev e Sparta Praga, tendo o vencedor do grupo acesso directo à final, algo que falhámos na última jornada em Barcelona!!! Para alguns esta fase de grupos poderá ser considerada uma Meia-Final!!!)

Aqui ficam as eliminatórias do nosso contentamento, todas da Taça dos Campeões Europeus, com uma excepção:

1961, Rapid Viena, 3-0 na Luz, e 1-1 na Áustria

1962, Tottenham, 3-1 na Luz, 1-2 em Londres

1963, Feyenoord, 0-0 na 'banheira', 3-1 na Catedral

1965, Raba ETO Gyor, 0-1 na Hungria, 4-0 em Lisboa

1968, Juventus, 2-0 na Luz, 0-1 em Turim

1983, Craiova, 0-0 na Luz, 1-1 na Roménia (Taça UEFA)

1988, Steaua Bucareste, 0-0 na Roménia, 2-0 na Catedral

1990, Marselha, 1-2 em França, 1-0 na Luz


PS3: E por favor se no Domingo com o Beira-Mar, jogando com a 'equipa B', o resultado for negativo, nada de histerismos parvos...!!!

O 'penalty'

"O Benfica disputa, hoje, o jogo europeu, com um resultado relativamente confortável. Por isso, espero que não haja lugar a desempate por grandes penalidades. É que, ao PSV, associo um desgosto. Em 1988, o Benfica perde ao 12.º penalty, depois de uma primeira e rara série sem falhanços de nenhuma equipa. Veloso - um exemplar jogador - falhou e o Benfica perdeu ingloriamente a final.

A marcação de um penalty é sempre uma hipérbole emocional. Ali, frente a frente, perante uma atrofiada ou desmedida baliza, o jogador que não pode falhar e o guarda-redes que não é obrigado a defender.

Não alinho na ideia de um penalty ser uma lotaria. Embora marcado com o pé que é a parte mais tosca do corpo, é um momento em que as variáveis estão bem fixadas: a bola está parada, o guarda-redes imóvel, a baliza bem enquadrada. Assim sendo, o remate tem de ser a síntese perfeita da capacidade motora com o equilíbrio psíquico.

Hoje, com as câmaras radiografando o cérebro e a alma dos jogadores, através da sua face, quase podemos estimar a probabilidade de êxito ou de fracasso naqueles segundos implacáveis. E uma das causas de falhanços tem a ver, já após o ponto de não retorno, com a alteração da decisão do modo de marcar, entrando-se em conflito com a programação cerebral e motora.

Mas, se para o atleta se trata de um duro exame, perante milhares ou milhões de olhos, para os adeptos, o coração fica descompassado entre a paradinha auricular e a do rematador. O segundo entre o ir marcar e o ter marcado é uma eternidade e a baliza oscila entre o seu dobro e a sua metade.

Momentos cruelmente belos e que perduram na memória. Por esfuziantes razões ou por desconsolados motivos."


Bagão Félix, in A Bola

Pela primeira vez ouvimos Antero sem ser nas escutas da Polícia Judiciária

"COM Pinto da Costa na qualidade de assistente com lugar na primeira fila da plateia, Antero Henrique deu-se finalmente a conhecer ao País para denunciar os quinze erros cometidos pelo árbitro Duarte Gomes, erros que lesaram o FC Porto não impedindo, contudo, a vitória dos novos campeões nacionais no Estádio da Luz.

Do ponto de vista dos seus interesses, foi bem jogada esta iniciativa política do FC Porto que, a falar verdade, se está perfeitamente nas tintas para o Duarte Gomes e para o observador da Liga posto em causa. Mas que não se está nada, mas mesmo nada nas tintas, para o Benfica-FC Porto da meia-final da Taça de Portugal e para o árbitro e para o observador que irão estar na Luz na próxima quarta-feira.

Antero Henrique é director-geral da SAD do FC Porto e está longe de ser aquilo a que se convencionou chamar uma figura mediática do universo portista. Até à última segunda-feira, Antero Henrique era praticamente um desconhecido do grande público.

E, por essa razão, a conferência de imprensa no Estádio do Dragão constituiu um momento histórico do regime. Pela primeira vez, todos tivemos a possibilidade de ouvir Antero Henrique falar sem ser nas educativas escutas da Polícia Judiciária.



FERNANDO OLIVEIRA, o presidente do Vitória de Setúbal, está ofendido com o Benfica. Chega mesma a insinuar que Jorge Jesus fez o que estava ao seu alcance para não ganhar o jogo com a Naval 1.º de Maio, o que atrapalha um bocadinho as contas do Vitória tendo em vista o seu legítimo propósito de manutenção na Liga principal.

Parecendo não confiar muito na capacidade da sua equipa, que luta honestamente para não descer de divisão, o presidente do Vitória de Setúbal conhece bem o regime em que se vive e entendeu, a quatro jornadas do fim da prova, ser este o momento ideal para se indispor contra o Benfica.

E, consequentemente, fazer-se bem visto e estimado na Estádio do Dragão, recolhendo, de imediato, o elogio de Pinto da Costa, que lhe há-de valer de muito como teremos oportunidades de comprovar.

Como convém, o presidente do Vitória de Setúbal não se limitou a condenar o Benfica como se esmerou em elogios ao FC Porto e ao ser treinador André Villas Boas, a quem apelidou de «homem com H grande», porque, apesar de ter apresentado em Portimão uma equipa desfalcada de inúmeros titulares habituais, ganhou o jogo aos algarvios que lutam com o Vitória pela manutenção.

Triste e errada ideia esta de Fernando Oliveira pois, apesar de ser dirigente experiente, parece acreditar que serão fenómenos do outro mundo a decidir quem desce e não desce à Liga Orangina. E, pelo sim pelo não, resolveu pôr-se a coberto nesta fase final da prova. Mas a coberto de quê e de quem?

Todos temos por certo que o presidente do Vitória de Setúbal é um homem ajuizado, em determinadas circunstâncias. Jamais se atreveria a espalhar-se ao comprido acusando, por exemplo, o guarda-redes do Portimonense, o jovem Ventura, de ter consentido de propósito aquele bonito golo de Hulk com o intuito de prejudicar a vida do Vitória.

E registe-se a contenção de Fernando Oliveira porque, na primeira volta do campeonato, quando o Vitória foi ao Dragão e Jailson, já em período de descontos, foi obrigado pelo zelota Elmano Santos repetir o pontapé de grande penalidade que daria o empate aos visitantes nem se atreveu a discutir a decisão do árbitro.

Optou, como estarão recordados, por criticar o seu próprio jogador. «Com um pontapé daqueles até parecia que fez de propósito», disse. E disse tudo.

O «fazer de propósito» faz parte da cultura futebolística de Fernando Oliveira? Sem dúvida, o histórico Vitória de Setúbal merecia ter quem pensasse melhor em sua defesa. As coisas, no entanto, são como são e apenas há a estranhar o silêncio de Fernando Oliveira, até na sua condição de simples adepto vitoriano, quando, em 2009, o Público titulou a crónica do jogo FC Porto-Vitória de Setúbal assim: «O estranho caso do minuto 58».

E explicava aos seus leitores o cronista de serviço: «De uma assentada, Leandro Lima e Bruno Gama foram substituídos por dois colegas de equipa. Coincidência ou não, Leandro Lima e Bruno Gama, jogadores emprestados pelo FC Porto ao Vitória de Setúbal estavam a ser os jogadores mais perigosos dos sadinos. Coincidência ou não, o jogo que estava empatado ganhou outra vida quatro minutos depois com o primeiro dos dois golos do FC Porto. O tiro no pé de Carlos Cardoso deu uma segunda vida ao campeão nacional.»

Ora é nisto mesmo que Fernando Oliveira tem de se concentrar nesta fase aguda do seu campeonato: no futebol, em querendo, há sempre uma segunda vida... e verá como não desce de divisão.



TEM razão e bom senso Pablo Aimar quando diz que será «duríssima» jogar com o Sporting de Braga na meia-final da Liga Europa, isto se os dois clubes portugueses em questão conseguirem afastar hoje à noite o PSV Eindhoven e o Dínamo de Kiev, o que nenhum dos casos está garantido.

Era bom que passassem os dois à meia-final. Trata-se de uma competição europeia, tem o seu prestígio ainda que nascente mas o melhor de tudo seria podermos assistir a dois jogos escaldantes de importância com organização competente e atenta da UEFA no lugar da organização complacente e distraída da nossa querida Liga portuguesa.

Garantido estaria, por exemplo, que a instalação sonora do Estádio Axa não transmitiria o Hino Nacional ao intervalo. Mas onde é que já se viu uma coisa destas?



O OLEGÁRIO BENQUERENÇA, a par de Carlos Xistra, está apontado para dirigir o Benfica-FC Porto da próxima quarta-feira. O tal jogo que vai decidir qual dos dois emblemas assegura a presença na final da Taça de Portugal. Benquerença esteve anteontem em acção num palco importante. Em Inglaterra dirigiu o jogo entre o Manchestar United e o Chelsea e podemos dizer que fez uma arbitragem ao seu nível. Deve ter saído feliz de Old Trafford porque conseguiu, uma vez mais, expulsar um jogador do Benfica... Sim porque Ramires, mesmo longe, continua a ser dos nossos. Pelo menos é o que nós sentimos. E, certamente, é o que Benquerença sente também. Ramires foi muito mal expulso, o que foi pena.



NÃO foi há muito tempo que o semanário Expresso se enganou e deu a notícia de que Pinto da Costa tinha sido internado de urgência no Hospital da Luz vitimado por um ataque cardíaco. O jornal reparou o erro pedindo desculpas ao presidente do FC Porto e o presidente do FC Porto aproveitou o erro para se virar com vulgaridade e deselegância para o Benfica:

«Estava a caminho das urgências quando passei pela morgue e vi que lá estava grande parte do Benfica e aí melhorei». disse Pinto da Costa à revista Caras, como que provando a sua excelente saúde física e mental, já para não falar da sua celebrada «ironia do costume».

Esta semana, desgraçadamente, um comentador da Benfica TV caiu na tentação de responder ao presidente Pinto da Costa utilizando a arma da «ironia do costume» e saiu-se mal da situação, como não poderia deixar de acontecer porque aconselha o bom senso a nunca, mas nunca na vida, respondermos em níveis retóricos, baixos ou altos, quando o interlocutor é mais experiente e qualificado, como é o baixo caso em questão.

Explicando melhor com exemplos à parte desta contenda mórbida: uma discussão entre idiotas, ganha sempre o idiota mais experiente e mais qualificado na área específica da idiotice. E numa discussão entre labregos vencerá sempre o maior labrego porque é o que está mais à vontade e domina na perfeição a arte da labreguice.

A Benfica TV é um canal de sucesso, uma alegria para os benfiquistas e tem produzido conteúdos próprios de qualidade que pede meças a outras estações televisivas igualmente vocacionadas para o desporto. Faltará apenas umas horas extras de formação para os seus colaboradores. Para não se repetirem coisas destas."


Leonor Pinhão, in A Bola

quarta-feira, 13 de abril de 2011

Demolidor





Que banho de Hóquei, cabazada das antigas facilitada pela atitude do adversário, que nunca se preocupou em jogar, estiveram exclusivamente preocupados em condicionar a arbitragem!!! Ainda o jogo não tinha começado, já se ouvia o treinador a queixar-se por antecipação dos árbitros... A arbitragem foi vergonhosa, é verdade, mas o beneficiado foi a Oliveirense!!! Mais de metade das faltas contra o Benfica, não existiram. Os Palhaços da Oliveirense, principalmente o seu jogador-treinador, simularam quedas, atrás de quedas... É triste, lembrar que este senhor já recebeu ordenados por parte do Benfica, se calhar por isso depois de ser expulso (demasiado tarde, chegou mesmo a agredir o Caio à stickada, com o árbitro a marcar a falta, mas incrivelmente, a não mostrar qualquer cartão...!!!), foi ver o resto do jogo, mesmo à frente dos Diabos!!! Estaria à espera de uma reacção?!!! Mais uma vez teve azar...!!! Referir ainda a entrada para o Túnel ao intervalo, onde os nossos jogadores foram provocados, e pelas imagens pareceu-me mesmo que houve agressões... Durante todo o jogo assistiu-se ainda a comportamentos animalescos, inclusive com perseguições a árbitros dentro do ringue, e discussões de alto nível linguístico com a gentalha do banco da equipa da casa. Estou curioso para verificar se a Oliveirense vai ter o mesmo comportamento na última jornada quando defrontar os Corruptos.


O Benfica jogou muito bem, defendeu bem, pressionou alto, não respondeu às provocações, não se desconcentrou com as constantes simulações do adversário, e atacou muitíssimo bem, principalmente na segunda parte. Quando o resultado ainda não estava definido falhámos alguns livres directos, mas hoje os jogadores só merecem elogios, a jogar assim, ninguém nos consegue vencer, nem com os ringues 'inclinados' (infelizmente neste momento já não dependemos de nós, no Campeonato, mas temos as Taças). Uma nota obrigatória: marcámos vários golos de belo efeito, alguns com combinações muito bonitas, mas o 6º golo, do Luís Viana aka Zorro, foi genial...


PS: O Benfica é mesmo grande!!! Depois da Benfica TV ter sido pioneira na televisão em Portugal, sendo o primeiro canal clubistico no País, agora encapotadamente (como é habitual para aqueles lados!!!) o Porto Canal 'transformou-se' no segundo canal desportivo Português, mas o primeiro do 'género' no Mundo!!! Explico: é que no resto do Planeta, os canais clubisticos apoiam fanaticamente um determinado clube, mas o Porto Canal é mais abrangente, pois é um canal Anti-Benfiquista por convicção!!! Não interessa a modalidade, não interessa o clube, pode ser a Oliveirense, o Sp. Espinho, o Guimarães, o ABC ou outro clube qualquer, se o adversário for o Benfica a linha editorial está definida!!! Mais uma vez, o Benfica está à frente de todos, 'somos' pioneiros todos os dias, até a nível internacional...!!! Eu sei que a Sporttv e a RTP já seguiam em grande parte esta linha editorial, mas tinham (têm) excepções, mas estes do Porto Canal saíram do 'armário' e assumem todo o seu ódio...

Devia sempre assim...









Bom jogo, continuamos na luta, mas no fim-de-semana na Madeira a vitória é obrigatória. Continua-se a notar cansaço no Benfica, principalmente no Carneiro. A comentadora de serviço anunciou que o Zaikin estará perto do regresso, algo que será muito importante, nem que seja pela rotação...

Com dedicatória...!!!

Como será difícil até ao próximo dia 20 voltar a acertar com pedras o autocarro do Benfica, ou no carro do seu presidente, como não será fácil encontrar um dirigente do Benfica a sair de um restaurante, nada melhor para atiçar o ambiente, do que comunicados surreais, onde os indignos fingem estar indignados... Mais uma vez, o mais provocador, o mais bélico, o maior instigador de violência que Portugal teve (e continua a ter) que aturar nos últimos 30 anos, vem agora fazer queixinhas: '...querem me bater...!!!'. Não gostas da fina ironia?!!! Vai...!!!

Parabéns ao Sérgio Bordalo (SLB) pois deve considerar esta 'referência' como uma medalha.

O objectivo secundário deste processo, é a intimidação da Benfica TV, que na sua curta existência, tem incomodado o poder Corrupto instalado, continuem a denunciar sem pejo toda a imundice Andróide (em todo o seu esplendor), sem medo, e sem auto-censura, eles que enfiem as queixas no sitio onde mais lhes agradar !!! Se for preciso um peditório nós contribuímos, não será com a censura judicial que nos vão calar...!!!


adenda1: Aconselho vivamente a leitura do comunicado Corrupto descodificado pelo Éter no Céu Encarnado.


adenda2: Já agora, e apesar de já estar na caixa de comentários, aqui fica uma citação do próprio presidente da Organização Criminosa (não foi um comentador anónimo): «Estava a caminho das urgências, quando passei pela morgue e vi que lá estava grande parte do Benfica. Aí, melhorei e vim embora»


adenda3: Engraçado como nenhum acéfalo jagunço rafeiro corrupto, entendeu as seguintes palavras como um desejo que os Corruptos só voltem a ser Campeões no próximo milénio!!!


adenda4: O Sérgio falou e explicou-se, e por acaso fiquei surpreendido. Como é normal após o jogo, não vi televisão, nem li jornais, portanto 'passou-me' ao lado a dedicatória do Padrinho à sua família (só não sei qual delas!!!), pelos vistos nem a Administração do Corruptos SAD ouviu tal declaração!!! Assim o presunção (que eu também fiz) que o Corrupto-mor tinha dedicado o título aos defuntos estava errada!!! E se alguém desconfia desta explicação pode rever todo o programa, onde o tema principal nem foi o título dos Corruptos, foi o facto da festa desse título ter sido na Luz, portanto agora estou curioso para saber se as virgens do costume vão reagir...!!!

segunda-feira, 11 de abril de 2011

Pecuária em Portugal, e os seus derivados !!!

Portugal é o País dos fenómenos, e não estou a falar do Ronaldo, nem do Entrocamento!!! Quando os suínos se queixam da merda onde vivem, é porque alguma coisa está errado...

O descaramento é realmente infinito. Quando uma das principais personagens do Apito Dourado, se vem queixar de Arbitragens e dos Observadores, é o cumulo da falta de vergonha!!!

Quando 90% dos Observadores dos árbitros vivem acima do Mondego, quando a estrutura totalmente corrupta da Liga escolhe esses mesmos Observadores ao seu belo prazer, quando todos os árbitros das primeiras categorias são no mínimo cúmplices do Sistema Corrupto imposto nas últimas 3 décadas pelo Padrinho, quando o clube condenado por Corrupção desportiva continua a ser beneficiado constantemente por arbitragens vergonhosas (mantendo nos seus quadros todos os dirigentes condenados), quando a Liga continua a decidir constantemente a favor dos Corruptos em todas as instâncias (disciplina, calendarização dos jogos...), quando os dirigentes da Liga são adeptos confessos dos Corruptos, quando o próprio presidente do CD da Liga, tem cativo no antro da Corrupção, quando o regulamento disciplinar a Liga é alterado ao sabor das conveniências dos Corruptos, quando os próprios Corruptos e seus afilhados boicotam todas as tentativas de uma revisão série das leis desportivas deste País, tanto na Liga como da FPF, quando ao serviço desta complexa Organização Criminosa, se montou uma máquina de lavagem de imagem na (des)comunicação social com televisões, rádios e jornais totalmente amestrados, com Juízes e Políticos literalmente no 'bolso', com representantes espalhados inclusive nas instâncias internacionais como a UEFA e os organismos anti-dopagem, quando muitas das provas de todos estes esquemas estão publicadas no Youtube sem que ninguém alguma vez as tenha sequer tentado desmentir, quando depois de tudo isto (e muito mais...), dá-se conferências de imprensa bufas, reclamando justiça, é realmente o cumulo da falta de integridade. Faltam adjectivos para classificar tais atitudes.

Imagine-se Tony Soprano a reclamar um mundo sem crime!!! Imagine-se Bin Landem a exigir paz e harmonia entre religiões!!! Imagine-se Berlusconi a promover as relações celibatárias!!! Imagine-se o Khadafi a defender a democracia!!! Muito sinceramente já não há pachorra!!! Nem para os actores (marionetas) que se prestam a estes serviços de putas de berma de estrada, nem para os copistas, repetidores de ecos bacocos, propagandistas baratos, que insistentemente tentam divulgar, com uma fidelidade canina, e uma inteligência taurina, a mensagem criminosa, tentando perpetuar a mentira, a falsidade, a canalhice, a desonestidade, os roubos descarados, tentando transformar os medíocres em gente de mérito, quando não passam de uma espécie virulenta de uma mescla merdosa, mas altamente contagiosa, repleta de rafeiros, e cobardes. São indignos do ar que respiram.

NeoBlanc 26

Tabela Anti-NeoBlanc:

Benfica...... 55 (-12)...67 (-5)

Corruptos..... 74 (+12)...62

Braga............43(+5)...38

Sporting........ 42 (+7)...35

Um fim-de-semana onde praticamente não vi futebol, alguns minutos do Benfica, e mais nada... Mesmo assim deu verificar o 'fabuloso' critério nos foras-de-jogo do Naval-Benfica, eu não os contei, mas parece que foram 7 foras-de-jogo mal marcados ao Benfica, a maior parte deles em situações de muito perigo para a baliza da Naval!!! Eu sei que o Luís Filipe falhou um golo no último minuto, completamente isolado, mas em 7 oportunidades, creio que pelo menos marcávamos 2 !!! Mantendo o critério, é impossível contabilizar estes erros, no resultado final. O Benfica 'mudou' os 11 jogadores em relação ao jogo do PSV, sendo assim tenho que adicionar 3 pontos perdidos ao facto dos objectivos da equipa neste momento não passarem pelo Campeonato (e espero que assim continue até ao final da época, será bom sinal!!!). Os outros jogos não vi, não me interessam, e também não me chegou aos ouvidos erros com muita gravidade (além de um fora-de-jogo mal marcado ao Portimonense favorável aos Corruptos!!!)...



Anexos:


Benfica


1ª-Académica, Prejudicados, Com 3 pontos

2ª-Nacional, Prejudicados, Com 3 pontos

3ª-Setúbal, Prejudicados, Sem influência no resultado

4ª-Guimarães, Prejudicados, Com 3 pontos

5ª-Sporting, Nada a assinalar

6ª-Marítimo, Prejudicados, Beneficiados, Sem influência no resultado

7ª-Braga. Nada a assinalar

8ª-Portimonense, Prejudicados, Sem influência no resultado

9ª-Paços Ferreira, Beneficiados, Sem influência no resultado

10ª-Corruptos, Prejudicados, Beneficiados, Sem influência no resultado

11ª-Naval, Prejudicados, Sem influência no resultado

12ª-Beira-Mar, Prejudicados, Sem influência no resultado

13ª-Olhanense, Prejudicados, Sem influência no resultado

14ª-Rio Ave, Prejudicados, Beneficiados, Sem influência no resultado

15ª-Leiria, Prejudicados, Sem influência no resultado

16ª-Académica, Prejudicados, Beneficiados, Sem influência no resultado

17ª-Nacional, Prejudicados, Sem influência no resultado

18ª-Setúbal, Prejudicados, Sem influência no resultado

19ª-Guimarães, Prejudicados, Sem influência no resultado

20ª-Sporting, Prejudicados, Sem influência no resultado

21ª-Marítimo, Prejudicados, Sem influência no resultado

22ª-Braga, Prejudicados, Com 3 pontos

23ª-Portimonense, Nada a assinalar -- (equipa B -2)

24ª-Paços Ferreira, Prejudicados, Sem influência no resultado

25ª-Corruptos, Prejudicados, Beneficiados, Impossível contabilizar no resultado

26ª-Naval, Prejudicados, Impossível contabilizar no resultado -- (equipa B -3)


Corruptos


1ª-Naval, Beneficiados, Com 3 pontos

2ª-Beira-Mar, Beneficiados, Impossível de contabilizar no resultado

3ª-Rio Ave. Beneficiados, Com 2 pontos

4ª-Braga, Beneficiados, Com 2 pontos

5ª-Nacional, Beneficiados, Impossível de contabilizar no resultado

6ª-Olhanense, Nada a assinalar

7ª-Guimarães, Beneficiados, Prejudicados, Sem influência no resultado

8ª-Leiria, Prejudicados, Sem influência no resultado

9ª-Académica, Nada a assinalar

10ª-Benfica, Beneficiados, Prejudicados, Sem influência no resultado

11ª-Portimonense, Nada a assinalar

12ª-Sporting, Prejudicados, Com 2 pontos

13ª-Setúbal, Beneficiados, Com 3 pontos

14ª-Paços de Ferreira, Beneficiados, Prejudicados, Impossível contabilizar no resultado

15ª-Marítimo, Nada a assinalar

16ª-Naval, Nada a assinalar

17ª-Beira-Mar, Beneficiados, Com 2 Pontos

18ª-Rio Ave, Beneficiados, Com 2 pontos

19ª-Braga, Beneficiados, Prejudicados, Impossível contabilizar no resultado

20ª-Nacional, Prejudicados, Sem influência no resultado

21ª-Olhanense, Nada a assinalar

22ª-Guimarães, Nada a assinalar

23ª-Leiria, Prejudicados, Sem influência do resultado

24ª-Académica, Nada a assinalar

25ª-Benfica, Beneficiados, Prejudicados, Impossível de contabilizar no resultado

26ª-Portimonense, Nada a assinalar


Sporting


1ª-Paços de Ferreira, Nada a assinalar

2ª-Marítimo, Nada a assinalar

3ª-Naval, Beneficiados, Com 2 pontos

4ª-Olhanense, Beneficiados, Com 1 ponto

5ª-Benfica, Nada a assinalar

6ª-Nacional, Nada a assinalar

7ª-Beira-mar, Nada a assinalar

8ª-Rio Ave, Nada a assinalar

9ª-Leiria, Prejudicados, Sem influência no resultado

10ª-Guimarães, Beneficiados, Sem influência no resultado

11ª-Académica, Nada a assinalar

12ª-Corruptos, Beneficiados, Com 1 ponto

13ª-Portimonense, Nada a assinalar

14ª-Setúbal, Nada a assinalar

15ª-Braga, Beneficiados, Com 2 pontos

16º-Paços de Ferreira, Prejudicados, Com 3 pontos

17ª-Marítimo, Beneficiados, Impossível contabilizar no resultado

18ª-Naval, Nada a assinalar

19ª-Olhanense, Beneficiados, Prejudicados, Sem influência no resultado

20ª-Benfica, Beneficiados, Sem influência no resultado

21ª-Nacional, Beneficiados, Sem influência no resultado

22ª-Beira-Mar, Beneficiados, Com 3 pontos

23ª-Rio Ave, Nada a assinalar

24ª-Leiria, Nada a assinalar

25ª-Guimarães, Beneficiados, Com 1 ponto

26ª-Académica, Nada a assinalar


Braga


1ª-Portimonense, Nada a assinalar

2ª-Setúbal, Nada a assinalar

3ª-Marítimo, Beneficiados, Com 2 pontos

4ª-Corruptos, Prejudicados, Com 1 ponto

5ª-Paços de Ferreira, Nada a assinalar

6ª-Naval, Nada a assinalar

7ª-Benfica, Nada a assinalar

8ª-Olhanense, Beneficiados, Sem influência no resultado

9ª-Rio Ave, Nada a assinalar

10ª-Beira-Mar, Prejudicados, Com 2 pontos

11ª-Guimarães, Beneficiados, Prejudicados, Sem influência no resultado

12ª-Nacional, Beneficiados, Com 2 pontos

13ª-Leiria, Nada a assinalar

14ª-Académica, Nada a assinalar

15ª-Sporting, Prejudicados, Com 1 ponto

16ª-Portimonense, Nada a assinalar

17ª-Setúbal, Nada a assinalar

18ª-Marítimo, Nada a assinalar

19ª-Corruptos, Beneficiados, Prejudicados, Impossível contabilizar no resultado

20ª-Paços de Ferreira, Nada a assinalar

21ª-Naval, Nada a assinalar

22ª-Benfica, Beneficiados, Com 3 pontos

23ª-Olhanense, Nada a assinalar

24ª-Rio Ave, Beneficiados, Com 2 pontos

25ª-Beira-Mar, Nada a assinalar

26ª-Guimarães, Nada a assinalar

O apagão

"From: Domingos Amaral


To: Pinto da Costa


Caro Pinto da Costa Ainda bem que o senhor se divertiu com o “apagão” na Luz. Eu também. Ao contrário dos indignadinhos, benfiquistas ou não, considero o “apagão” a melhor ideia de que o Benfica se podia ter lembrado. E explico porquê:

1 – No bélico presente, a postura de superioridade moral pacifista é tonta. O Benfica não é o Ghandi. Tão-pouco deve defender um apaziguamento “à la Chamberlain”. Prefiro a fibra de Churchill e sofisticados contra-ataques de “marketing de guerrilha”. Quando o “speaker” do seu estádio no Freixo grita aos microfones “SLB, filhos da p..., SLB”; quando o nosso autocarro é fustigado à pedrada; e quando o senhor chama “palhaço” ao nosso vice-presidente; a melhor resposta é um inovador “apagão”. Sem violência ou insultos, limitámo-nos a surripiar a luz à sua festarola, um ato perversamente pacífico. Palhaços e filhos da p...? Sim, mas geniais.

2 – Desligando a luz na Luz, entrámos para a história. Tal como para si o último dos campeonatos é o “dos túneis”, este será o do “apagão”. Daqui a 30 anos, ninguém se vai lembrar dos “mind games” do Villas-Boas ou dos golitos do Hulk. Mas todos, até os portistas, recordarão o nosso “apagão”! Será o que, à lareira, os avós contarão aos netos. “Naquele ano, o Benfica apagou a luz à festa do Porto...” Parabéns, pois, ao autor da ideia. 3 – Por fim, o “apagão” é a suprema metáfora desta época. O senhor é campeão pois, coisa rara, Benfica, Sporting e Braga sofreram um “apagão” simultâneo no início do campeonato e nunca recuperaram.

PS: Para a Taça, proponho que os benfiquistas mostrem 60 mil rabos ao léu ao FC Porto. Contra o dragão, depois do “apagão”, o “rabão”! Diga lá se não era uma galhofa?"


domingo, 10 de abril de 2011

Temos que subir de nível, para garantir o Tri






Final da fase regular, vamos jogar com a Ovarense na primeira ronda e muito provavelmente com a Académica nas Meias-Finais (prevejo bastantes dificuldades para esta eliminatória).

Dar tudo pelo Tri é a obrigação desta equipa, tenho a certeza que a concentração defensiva vai aumentar. Espero que o Carreira volte rapidamente à melhor forma, porque o plantel parece 'curto' na posição de base...

Treino na Figueira


Naval 2 - 1 Benfica

Kardec

-Luís Filipe, ouve, o objectivo é desviar a bola do guarda-redes...!!!

-Mesmo com o Campeonato decidido, parece que a linha do fora-de-jogo continua 'torta'... tortíssima!!!

-Então o fantasma do Gaitán anda à 'solta' para os lados da Figueira?!!!

-Só espero que lesão do Carlos Martins não seja grave.

Vergonha

"Antes do último fim-de-semana havia duas coisas que o Benfica tinha e a que muito dificilmente o FC Porto podia ainda almejar: uma delas é a Taça Latina; a outra é uma certa superioridade moral. Concentremo-nos nas boas notícias: ainda temos a Taça Latina. A outra, pela qual tinha mais estima, terá ficado seriamente comprometida pelos apedrejamentos em redor do estádio e bolas de golfe lançadas para o relvado, mas sobretudo pela decisão oficial de, num ato que desrespeita a história e os valores do clube, se tentar impedir os naturais festejos dos jogadores campeões.

Agora, uma autocrítica. Um dos problemas desta coluna é que cito mais frequentemente o Sousa Tavares e o Rui Moreira do que indivíduos famosos pela sua perspicácia, mas sem por isso deixarem de possuir um notável sentido de humor. Trata-se de uma falha que urge reparar, desde já: depois dos 5-0 escrevi neste espaço que “o campeonato da revolta é um que o clube da Luz nunca ganhará. A revolta é a marca dos pequeninos”. Lamentavelmente, o último domingo fica na história como o dia em que o Benfica foi pequenino. Não é fácil, convenhamos, para um clube desta envergadura.

Dito isto, resta-nos o consolo de assistir à expressão pública e privada da indignação que inúmeros benfiquistas sentiram perante a decisão dos responsáveis encarnados, e estabelecer um paralelo com a atitude complacente que a totalidade dos adeptos portistas toma perante, entre outros escândalos, o apito dourado. Se fôssemos como eles, quando nos falassem no apagão da Luz, diríamos: não vi nada, isso não está provado. E se nos dissessem para irmos ao YouTube ver, que estava lá tudo, responderíamos: o Benfica nem sequer foi condenado nos tribunais civis, limitou-se a sofrer uma punição inconsequente no âmbito da justiça desportiva. Seria fácil. Mas não o fazemos. Ainda há esperança."


Juvenis - 2ª jornada - Fase Final

João Gomes



Dois jogos, duas vitórias, liderança isolados, e mais um dos nossos pontas-de-lança puros a marcar...!!! Recordo que esta equipa do Padroense, é um 'Corruptos B'(!!!), tendo na 1ª jornada, apesar do estatuto de filial, ter dado luta, perdendo com os Corruptos somente por 3-2 no Olival (o tal pago com dinheiro dos nossos impostos!!!).


Classificação:

Benfica........6

Corruptos....4

Sporting.....1

Padroense..0

6ª Corrida do Benfica



Eu também precisava de fazer umas corridas...!!!

RAP falou, e está dito !!!

RAP apagao luz

Por acaso vi o Ricardo no final do dito jogo, estávamos ambos com cara de enterro, nem meti conversa...