Últimas indefectivações

sábado, 14 de abril de 2012

Qualificação garantida, em bom estilo...


Benfica 5 - 1 Vic

Estamos na Final 8 (hoje, ainda não se sabe se vai haver uma Final 8, ou se vamos ter uns Quartos-de-final 'normais'!!! Só no Hóquei...!!!), após mais uma vitória clara, isto depois de um estranho 0-0 ao intervalo!!! Começamos a 2ª parte a perder, mas mais uma vez a nossa rotação, conseguiu desgastar o adversário... um Vic tacticamente muito bom, mas sem a nossa velocidade ofensiva...!!!
A equipa está de facto muito confiante, a prioridade é o Campeonato, mas seria bonito vencer esta competição Europeia que já fugiu vezes demais ao nosso Clube... O potencial existe...!!!

Adenda1: Mais uma excelente notícia: Corruptos eliminados!!! Parabéns ao Candelária que no grupo mais difícil conseguiu a qualificação... O sorteio é amanhã, e além dos Açorianos, temos o Barcelona, o Réus, a Oliveirense (o grupo era muito acessível), o Liceo da Corunha, o Valdagno, e o Lodi.

Adenda2: O sorteio ditou o Valdgano, equipa Italiana que na fase de grupos venceu por duas vezes os Corruptos...

Garra


Guimarães 2 - 3 Benfica
29-27, 21-25, 25-19, 21-25, 6-15

Foi preciso muito suor para sair vencedor de Guimarães, tivemos sempre em desvantagem, contra uma equipa super-motivada, que fez o jogo do 'ano' (e que ultimamente tem sido copiosamente derrotada em quase todos os jogos!!!), onde todas as 'bolas divididas' caíam para o lado dos Vitós, e que só na entrada do 5º Set 'baixou os braços', mas só um Benfica determinado a não perder, é que seria capaz de ganhar hoje...
Creio que foi o primeiro jogo do ano que o Benfica venceu na 'negra', é preferível vencer por 3-0, mas também são precisos estes momentos de esforço e sofrimento colectivo para a equipa ganhar a confiança necessária para ultrapassar todas as dificuldades... E hoje ainda 'ganhámos um jogador'!!! O Chino tem sido pouco utilizado esta época, mas a sua entrada foi fundamental na reviravolta...!!!
Amanhã, apesar do esforço de hoje, é necessário não relaxar, em caso de vitória, garantimos o 1º lugar, vingamos a recente derrota nos Açores, e na minha humilde opinião afastamos o adversário mais perigoso para a Final...!!!

Boa entrada no Play-off


Benfica 81- 58 Académica
15-15, 25-14, 17-13, 24-16

Resultado algo enganador, o jogo não foi assim tão fácil, o Benfica até começou mal, principalmente a atacar... desta vez defendemos quase sempre bem. A diferença pontual foi consolidada com a rotação da equipa, agora só com o Gentry lesionado, podemos rodar praticamente todos, algo que durante grande parte da época foi impossível. Mas como estamos nos play-off's a diferença pontual pouco importa, o importante é vencer, e faltam mais duas vitórias para passarmos às Meias-Finais...
A grande notícia foi o regresso do Sérgio Ramos, obviamente com falta de ritmo, mas a liderança e a combatividade que transmite à equipa fazem o Sérgio um jogador fundamental.

PS: Enorme exibição da nossa equipa de Sub-20 que a meio da semana deu uma cabazada ao Barreirense (um dos adversários mais difíceis a nível nacional)... temos muito talento na nossa formação. Estou confiante que desta vez o potencial não será desperdiçado!!!

Bom regresso do Imperador !!!



Benfica 3 - 1 Olivais

É verdade que o guardião adversário foi o 'homem' do jogo, mas tal como a semana passada parece que os jogadores já estão com a cabeça no play-off... e isso pode ser perigoso.

Finalmente...


Benfica 38 - 25 Madeira SAD

...jogo mais fácil do que seria de esperar. Sabe sempre bem vencer uma equipa que esta época tem sido uma autêntica 'besta negra' para o Benfica... Uma nota: arbitragem extraordinariamente incompetente!!! 18 minutos de exclusões para o Benfica, 10 minutos para o Madeira SAD, num jogo com níveis de agressividade até foram baixos...

Iniciados - Fase Final - 1ª jornada

Aurélio Buta

Benfica 2 - 0 Sporting

Bom jogo, com é normal nestas idades ainda existem muitos momentos de desconcentração, o Sporting podia ter aproveitado alguns contra-ataques, mas o Benfica nos 70 minutos foi muito superior, criando várias oportunidades, muitas delas desperdiçadas... O valor destes jovens jogadores do Benfica está muito próximo às duas equipas do Glorioso que recentemente foram Campeãs neste escalão...
Só amanhã os Corruptos defrontam o Vizela, no outro jogo desta jornada inicial.

sexta-feira, 13 de abril de 2012

É obrigatório vencer

"Amanhã, vencer a Taça da Liga é obrigatório. Desde logo porque é um título, depois porque seria a quarta vitória consecutiva, feito inédito no nosso palmarés. Tenhamos, no entanto, a convicção de que será difícil, quer pela qualidade e motivação do Gil Vicente, que este ano já venceu FC Porto, SC Braga  Sporting, quer porque há sempre obstáculos extras que por vezes se tornam os mais eficazes do jogo.
Conversava ontem com um dirigente desportivo sobre a hipótese de a Taça da Liga ficar em risco se o Benfica vencer. E ele confirmou-me que bem pode acontecer. Não há estômago na concorrência para ver o Benfica vencer. Como se viu este ano no Campeonato mais fraudulento dos últimos 10 anos. Quando digo fraudulento quero significar, também, viciado, aldrabado, vigarizado, adulterado. Julgo portanto que perceberam o meu ponto de vista.
Irei a Coimbra ver a final com respeito pelo Gil Vicente mas desejoso que os folhetins desta semana em nada tenham alterado a vontade de vencer. O Benfica ganhou a sua primeira Taça da Liga ao Sporting, venceu a segunda ao Jorge Sousa (muito forte nesse jogo) e ao FC Porto (muito fraco nesse jogo), ambos os jogos disputados no Algarve. Duas vitórias em solo algarvio e logo se mudou a final para Coimbra certamente por vantagens logísticas. Ora, depois de vencer o Sporting nas meias-finais do ano passado, o vencedor foi o mesmo numa final difícil contra o P. Ferreira de Rui Vitória. Este ano era bom vencer novamente.
Vencer tem de ser um vício. Vencer tem de ser uma obsessão. O Benfica que se fez grande e nacional pelo ciclismo, fez-se enorme e mundial pelo seu hábito de vencer no futebol e em todas as modalidades em que participa. É esse ADN que se tem de implementar. Vencer é uma obrigação natural e não vencer é um drama, um flagelo a combater. As equipas do Benfica não são grupos folclóricos excursionistas, são grémios de campeões."

Sílvio Cervan, in A Bola

Parabéns sr. Zé Augusto

quinta-feira, 12 de abril de 2012

Acuso!!!

"Acuso os Homenzinhos de Cócoras de serem venais! Acuso-os de enriquecerem num País de pobres exercendo miseravelmente o que nem sequer é a sua profissão.
Acuso-os de serem autistas, cobardes e mentirosos! Acuso os Homenzinhos de Cócoras de inventarem cabalas sem nunca apontarem um culpado nem assumirem uma vítima. Acuso-os de uma insuportável vaidade, logo eles que são grotescos, incultos e trapaceiros! Acuso-os de serem o braço silvador de D. Palhaço, Imperador dos Corruptos, e dobrarem a espinha a cada palavra sua.
Acuso-os de se porem em bicos de pés, algo de profundamente ridículo sabendo nós que não passam de anões. Acuso os Homenzinhos de Cócoras de fraudes reiteradas! Acuso-os de soberba, de perverter e adulterar, de malfeitorias multiplicadas ao infinito! Acuso-os de serem corporativos e de serem dirigidos em manada por quem lhes oferece prebendas.
Acuso os Homenzinhos de Cócoras de serem invertebrados! Acuso-os de estarem vendidos ao poder de quem lhes gere as carreiras!
Acuso-os de errarem propositadamente em favor de uns e prejuízo de outros. Acuso-os de mais canalha das falsidades! Acuso-os de desrespeito por quem ainda está convencido que se desenrola na sua frente um espectáculo são!
Acuso-os de medo, um medo que fede, um medo que se percebe à distância de quilómetros, medo da própria sombra e de sombras alheias. Acuso os Homenzinhos de Cócoras de se deixarem subornar por um prato de lentilhas e promessas vãs. Acuso-os de serem, nos dias que correm, o mais abastardado dos poderes, falsificando a seu bel-prazer, atingido velhacamente quem ousa fazer frente à tutela consporcada da sua seita infame! Acuso-os de premeditação! Acuso-os de prostituição pura e simples! Acuso os Homenzinhos de Cócoras de não serem nem sequer homenzinhos e de viverem sempre de cócoras! Não sabem quem são os Homenzinhos de Cócoras??? Então atenção à vossa carteira!"

Afonso de Melo, in O Benfica


Hoje, não vou publicar a coluna do Bagão Félix, concordo muitas vezes com as suas opiniões, mas hoje discordo totalmente da sua posição, se alguém a quiser ler pode o fazer aqui no Planeta Benfica. O Bagão está «cansado de desculpas com a arbitragem», pois, eu, estou cansado do discurso Benfiquista que: desculpa as arbitragens criminosas contra o Benfica e culpabliza os jogadores, os treinadores e os directores, pelos insucessos! Muitos Benfiquistas continuam a não perceber que ao 'apontar as facas' para dentro do Benfica, estão a branquear os Corruptos... Proponho um exercício teórico:
1) Mudem tudo dentro do Benfica, jogadores, treinadores e direcção, e mantenham toda a estrutura da Arbitragem nacional (ao resto da FPF e da Liga façam o que quiserem!!!);
2) Mantenham toda a estrutura do Benfica, e troquem todos os árbitros!!! (o resto da estrutura da FPF e da Liga pode também ficar!!!) Imaginem uma época apitada só por árbitros Ingleses!!! (mesmo com todos os erros que ainda no fim-de-semana passado existiram nos jogos em Inglaterra).
E agora pergunto, em qual deste cenários o Benfica tem mais probabilidades de vencer o Campeonato???

Os Benfiquistas que têm acesso aos órgãos de comunicação social são cada vez menos, e é triste verificar que aqueles que ainda estão por lá (se calhar é exactamente por isso que ainda estão por lá!!!), em vez de escreverem colunas 'parecidas' com as do Afonso de Melo, insistem na destabilização interna endémica do Benfica... Estamos a chegar ao fim, de um dos mais aldrabados Campeonatos que há memória (como a arbitragem criminosa do Soares Dias, no Alvalixo, foi um exemplar perfeito, como o vídeo no final do post demonstra. Com uma dualidade de critérios durante os 90 minutos tão gritante, que só pode ter sido propositada, é absolutamente impossível alguém ser tão incompetente durante tanto tempo, em tantas decisões, sendo o beneficiado sempre o mesmo, e o prejudicado sempre o mesmo...), e em vez de um grito de revolta a uma só voz, contra os Ladrões, declarados, que nos roubaram, preferem o caminho fácil da demagogia do treinador de bancada, das tácticas e estratégias infalíveis que em teoria são sempre perfeitas... Nós que tantas vezes criticamos os jornaleiros por serem avençados, vendidos ou cobardes por não assumirem as suas opiniões publicamente (mesmo que o façam na 'taberna'), por não denunciarem o Sistema Mafioso que nos sufoca... como é que os podemos criticar se os próprios Benfiquistas não o fazem?

Alegremente

"A 19 de Fevereiro o Benfica era alegremente o comandante isolado do campeonato com 5 pontos de avanço sobre o segundo classificado. No dia seguinte jogou em Guimarães e desde aí perdeu 13 pontos. É incompetência a mais para assacar em exclusivo a um quadro tão rico de jogadores e a um treinador com provas dadas como é Jorge Jesus.
Haverá, obviamente, variadas responsabilidades de todos, jogadores e treinadores, neste inacreditável desmoronamento do Benfica. Mas é por isso mesmo, por ser inacreditável o desmoronamento, que todo o seu entulho não pode caber inteirinho no balneário do Estádio da Luz.
Como seria de esperar, teorias há muitas para explicar a débacle.
A primeira é sempre a teoria dos árbitros e de como eles se conluiaram para oferecer o título ao FC Porto. Não subscrevo. Os árbitros não se conluiam. Apenas fazem o melhor que podem e que sabem.
E de arbitragem sabem muito mais do que nós. Eu, por exemplo, não sabia que nos primeiros 41 segundos do jogo não se marcam grandes penalidades porque, enfim, é chato porque houve pessoal que ainda nem se sentou.
A segunda teoria da conspiração. O Benfica entregou alegremente o poder na Federação Portuguesa de Futebol a um vice-presidente do FC Porto, entregou alegremente o poder na Liga a um advogado que trabalhou no escritório de onde saiu a defesa do Apito Dourado e dá-se por satisfeito, há anos, com a presidência do Conselho de Arbitragem exercida por um sócio de mérito do Sporting.
Também não subscrevo porque bem me lembro de ouvir o senhor Pinto da Costa, tantas e tantas vezes campeão, repetir vezes sem conta que se para o Benfica o importante era meter gente de confiança nos órgãos do futebol, para o FC Porto o importante era ter bons jogadores e bons treinadores que valessem títulos.
Dizem que este FC Porto não terá um bom treinador. Mas vai um exagero daí até dizer-se que passou a ser mais importante para o clube da Invicta meter gente na Liga, na Federação, na RTP e na Avenida dos Aliados do que ter melhores jogadores e treinadores do que os adversários.
A terceira teoria é puro nonsense. Prende-se com matéria áudio-visual e financeira. Há quem garanta que a equipa de Jorge Jesus iniciou a sua débacle mais ou menos pela altura em que a comunicação social anunciou alegremente a renovação do contrato do Benfica com a Olivedesportos.
E há quem jure a pés juntos que o posterior desentendimento entre as duas partes não passa de um arrufo que se extinguirá alegremente no próximo defeso, ou mesmo antes.
Para a história desta temporada, diga-se que o Benfica em Alvalade só teve canetas para 20 minutos. E para história do derby, diga-se que depois de 6 vitórias e de 2 empates, o Benfica perdeu ao 8.º jogo com o Sporting e terá perdido também a ténue esperança que levava de ser campeão. Foi o suficiente para que surgissem as já referidas teorias.
E não só. Surgiram também ex-dirigentes do clube a clamar pelo fim de uma era. Como em Outubro há eleições é de prever uma cuidadosa gestão da insatisfação popular. Já há algum tempo que não se via disto.

A invulgar noite-não de Hugo Viana e a milésima noite-sim de Hulk deram a vitória ao FC Porto na sua visita a Braga. Nada a obstar.
O Sporting de Braga jogou bem e o FC Porto foi mais feliz. Ninguém precisou de chamar nomes ao árbitro. E nem sequer foi preciso chamar o electricista do estádio. O único apagão foi o de Álvaro Pereira depois de ser substituído, mas o incidente foi logo apagado.

PELO segundo ano consecutivo a Liga Europa chega às suas meias-finais com um quadro de pretendentes 100% ibérico. Na última época até houve maioria portuguesa nesta fase derradeira da competição com FC Porto, Sporting de Braga e Benfica a acompanhar o Villarreal, representante único do país dos vizinhos.
Este ano é precisamente o contrário. Nas meias-finais da Liga Europa de 2011/2012 é o Sporting o único representante de Portugal enquanto a Espanha vai a jogo com três emblemas: Atlético de Bilbau, Valência e Atlético de Madrid.
O Atlético de Madrid foi, aliás, o primeiro vencedor desta prova que a UEFA inventou para suceder à Taça UEFA que já estaria estafada nos seus moldes e com rendimentos insuficientes.
No seu ano inaugural, 2008/2009, a Liga Europa foi levada de vencida pelo Atlético de Madrid que, na final, precisou de ir a prolongamento para triunfar sobre o Fulham, um honesto mas irrelevante clube inglês.
A segunda edição foi conquistada pelo FC Porto numa final lusitana com o Sporting de Braga. A terceira edição, a que está correr, tanto pode ter um final espanhola ou uma final luso-espanhola.
Ou seja, a Liga Europa é a nova espécie de Taça Latina e tem constituído vasto campo de legítima animação nos dois países vizinhos.
Aparentemente, a UEFA não está a achar graça nenhuma à brincadeira. Na semana passada, o jornal alemão Bild avançou com a notícia de que Michel Platini estaria já a preparar um plano para acabar com a Liga Europa em 2016 promovendo um alargamento de 64 clubes para a Liga dos Campeões, que passaria a única prova internacional de clubes organizada pela UEFA.
É uma possibilidade altamente verosímil. A organização que superintende os milhões da indústria europeia de futebol não tem grande paciência nem tempo a perder com uma competição de não-milionários e que, muito objectivamente, vem fazendo as delícias das equipas espanholas de segundo plano e das equipas portuguesas de primeiro plano.
Já a sua antecessora, a defunta Taça UEFA, terá morrido do mesmo mal.
Nas suas últimas 7 edições a Taça UEFA viu cair o seu palmarés nas mãos dos remediados e, pior do que isso, de alguns inesperados que se fizeram convidar para a festa. De 2002/2003 até 2007/2008, o ano da sua última edição, a Taça UEFA foi conquistada por um clube português, o FC Porto, e por dois clubes espanhóis: pelo Valência e duas vezes pelo Sevilha, todos do grupo dos remediados.
Como se não bastasse, ainda vieram da outra extremidade da Europa três dos tais emblemas inesperados: dois russos, CSKA de Moscovo e Zenit de Sâo Petersburgo, e um ucraniano, Shaktar Donetsk. Assim ficou completo o ramalhete de desvalidos triunfantes.
E por coincidência ou não, assim que o Shaktar Donetsk ganhou a sua Taça UEFA, em 2008, a UEFA deu imediatamente por encerrada aquela competição.
Este ano, enquanto os dois Manchesters, o United e o City, por lá andaram, a Liga Europa até poderá ter parecido um negócio promissor aos olhos dos grandes industriais do futebol. Mas o Atlético de Bilbau e o Sporting mostraram-se pouco impressionados com o poderio dos cabedais dos dois clubes ingleses e atiraram-nos para fora da competição, devolvendo-lhe aquele ar pobretanas que a pode colocar em perigo.
É aproveitar enquanto dura, clubes portugueses de primeira e clubes espanhóis de segunda! Até 2016 todos poderão sonhar alegremente com a Liga Europa. Depois disso, logo se verá.
Vai uma aposta que a nossa querida Taça da Liga ainda sobreviverá muitos e bons anos a essa tal Liga Europa?

E por falar em Taça da Liga. É já este sábado a final. António Fiúsa, o presidente do Gil Vicente, já fez as suas contas: «Dos quatro grandes só nos falta ganhar ao Benfica.» E é verdade, este Gil Vicente já ganhou alegremente ao FC Porto, ao Sporting de Braga e ao Sporting.
Ao Gil Vicente só falta ganhar ao Benfica para que Barcelos possa celebrar condignamente uma época de sonho.
Convinha que o pessoal lá da Luz se lembrasse disso."

Leonor Pinhão, in A Bola

Pré-História "Esverdeada" !!!


Bem, parece que o Neandertal mais conhecido de Portugal, tentou enganar os seus ex-colegas, mas com a competência que lhe reconhece, foi facilmente desmascarado... no meio disto tudo, o Urso do Circo Cardinal, lixou-se!!! ou talvez não!!!!!!!!
No meio desta palhaçada, sou obrigado a reconhecer, que a intenção do bicho até podia ser válida, caso o objectivo fosse somente apanhar os Corruptos, mas como não sou ingénuo, parece-me que a intenção neste caso ia um bocadinho mais longe, e aquilo que se pretendia era intimidar, para começar a ser beneficiado...
Quanto tento explicar a qualquer estrangeiro aquilo que se passa no Portugal desportivo, tenho cada vez mais dificuldades, acho que só um 'Tarantino' (no seu melhor) poderá contar todas estas estórias com algum sentido... Só não sei se Hollywood quando fizer o registo destes eventos, o deveria fazer num Policial violento, num familiar de Gangsters, numa Tragédia grega, ou numa Comédia bufa, ou ainda num Clássico Naturalista com girassóis!!! ou ainda um Pornográfico amador low-cost pseudo-burlesco !!!

PS: Gostaria de comparar as imagens de vídeo-vigilância do Banco madeirense, onde o funcionário do Neandertal depositou os euros, com as imagens do Estádio da Luz, na noite onde o Bota-Fogo do Lumiar se emancipou!!! Se calhar...

quarta-feira, 11 de abril de 2012

A minha compilação...

...muito já foi dito, após o jogo de Segunda, muito mais será dito entretanto... deixo aqui a minha compilação dos post's que eu subjectivamente considero os mais 'iluminados'!!!
O Boloposte no BnrB (gabo-lhe a paciência em aturar tantos Corruptos e Submissos ...!!!), o Constantino, no Mão de Vata tem direito a duas postadas!!! O Master Groove também merece uma dupla!!! O Tiago Pinto no BenficaDependente, o GauchosVermelhos também bisa (com tripla)!!! O No.Worries no Antitripa. O João Tomaz no Benfiquistas desde Pequeninos. O Águia Skywalker no Fórum Benfica, o Farfalho, o Maltês no Monti d'Ubotas, o Nuno Aleixo no O que eu vejo daqui, by Pl@ka, e o Benfiquista Duval no Anarcobenfiquista... e ainda o Apanhados no Apanhados Quânticos!!! E ainda o Daniel (e o Vitto Vendetta) no Cabelo do Aimar!!!

Posso até não concordar com tudo, mas no geral está lá tudo...

Adeus definitivo


Corruptos 24 - 22 Benfica

Matematicamente ainda é possível, mas a vitória hoje era o único resultado que nos deixava com alguma esperança em vencer o Campeonato... não foi hoje que perdemos o Campeonato, com tantas 'brancas' durante a época, provavelmente não merecíamos mais... Esta noite, novamente, os nossos Laterais praticamente não marcaram golos, assim é difícil...
Uma época muito abaixo do potencial da equipa, mesmo assim acho que o treinador, depois de conhecer por dentro a realidade do Benfica, deverá ter mais uma hipótese...

Não esquecer a reza!!!

"Braga reza
O Porto trabalha
Coimbra estuda
Lisboa diverte-se

Foi esta a melopeia que ensinaram ao pobre desmiolado do Janeca, embora com as premissas baralhadas e sem Braga e sem reza. Não sei se o pacóvio do Janeca é luterano, e não aprecia rezas, se ainda não percebeu que para cima do tão trabalhador Porto também há um naco de Portugal bastante razoável. No fundo, o estrovinhado Janeca não tem culpa: papagueia o que lhe ensinam, e ensinam-no mal. Se calhar, lá na terrinha cheia de altos e baixos dos Halsburgos, também há uma cantilena igual. Qualquer coisa como:
Salzeburgo compõe
Innsbruck esquia
Viena valsa
e Linz produz homenzinhos de bigode rídiculo que não gostam de judeus.
O avoado Janeca trocou tudo, algo que não se estranha de um bom aluno daquela escola vil cujos mestres espalham a palavra ódio e assentam como regra que não se dá a mão nos meninos que vestem de vermelho. Trocar é um princípio básico. E mentir, e enganar, e agredir, e comprar, e corromper. O perplexo Janeca encontrou, mal largou as malas num dos apartamentos que serviram para albergar, in illo tempore, algumas das flausinas do patrão (muito convenientemente rodadas pela cáfila dos Senhores de Cócoras), um mundo podre no qual convém ler pela cartilha do Madaleno. Talvez aí o asinino Janeca tenha percebido que não há Deus acima do Palhaço-Mor nem Portugal acima da trabalhadora e invicta cidade, nem gargalhadas fora da antiga capital do império. Ah! Lisboa diverte uma Lisboa inteira! Só não diverte Braga, demasiado ocupada a rezar, nem Coimbra, demasiado ocupada a estudar. Quanto ao Porto, bem, quanto ao Porto, se é este o trabalho que anda a fazer, transformando austríacos em autênticos lorpas/néscios, bem pode limpar as mãos à parede. E voltar a transformar meretrizes em candidatos ao prémio Nobel da Literatura. Sempre em mais divertido..."

Afonso de Melo, in O Benfica

Objectivamente (árbitros)

"A polémica sobre os árbitros. Conselho de Arbitragem e afins esfriou depois do passado fim-de-semana. E, curiosamente, ainda ninguém perguntou porquê depois de tanta agitação nos últimos dias. Recordo que se chegou ao cúmulo de anunciar greves (como? se não são profissionais... pelo menos oficialmente), visitas a Secretários de Estado, Ministros e Presidente da República através da Liga. Bastou para tanto que a generalidade dos árbitros não fizesse tantas burrices. Bastou que os fiscais e os juízes não tivessem cometido tantas atrocidades como as que vinham cometendo com tanta insistência (vá lá saber-se porquê) nas últimas semanas para tudo acalmar. E estamos a falar de erros brutais que podem decidir títulos, que mexem seriamente com as finanças dos clubes e, claro, ninguém gosta de ser prejudicado de forma tão severa.
No Benfica, tão cedo não se esquecerá aquele golo de Maicon que deu três pontos ao FC Porto e os colocou no 1.º lugar com mais hipóteses de ser campeão que qualquer outro candidato.
O erro da equipa de Pedro Proença já está. Não há volta a dar. Mas, pelos vistos a gritaria que se fez ouvir a partir de então por todos aqueles que foram prejudicados - e não foi só o Benfica - surtiu efeito. Pelo menos na última jornada tudo serenou. Os erros foram normais. Não influenciaram resultados e... os árbitros não foram criticados.
Aliás, ainda não percebi porque é que os árbitros são «vacas sagradas». De todo o universo futebolístico: jogadores, treinadores, jornalistas, fotógrafos, seguranças, polícia, etc, etc. os «Senhores Árbitros» são os únicos que não podem ser criticados.
Aqui está uma boa solução. Não cometam atrocidades e ninguém vos criticará!"

João Diogo, in O Benfica

Vamos a isto!

"1. Gostei fracamente da atitude da nossa equipa ao longo de todo o jogo com o SC Braga. Nada que se compare à de Olhão. Assim, jogando 'à Benfica', vamos lá, mesmo falhando no capítulo da finalização. Agora, em Alvalade, terá de ser igual. Vamos a isto!
Ao contrário do habitual - os No Name têm sido incansáveis no apoio à equipa - achei a nossa claque muito pouco activa no último jogo. O que se passou? Desta vez, nós, adeptos, não estivemos à altura dos jogadores...
2. O Sporting tem muito o hábito de falsear a história. Tem vindo a dizer que o seu jornal, que agora 'faz' 90 anos, é o mais antigo jornal de clube da Europa. Mentira!
Resumo o que Alberto Miguéns provou, com imagens e tudo, no nosso jornal, em Novembro de 2006. O Sporting tinha, desde 1922, um boletim interno (como o Benfica também teve, aliás), de distribuição gratuita aos sócios, de publicação muito irregular (média de 6 números por ano mas chegou a haver um período de quatro anos de paragem, entre 1940 e 1944). Em Abril de 1949 (mais seis anos depois da fundação do nosso Jornal), o Sporting publicou o n.º1 do seu jornal. E, em 1977, deu a 'golpada': a 23 de Março publicou o n.º1359 e na semana seguinte o... n.º1528! Meteu lá os 168 antigos boletins e passou a considerar-se o mais antigo da Europa! Resta acrescentar duas coisas: o Jornal do Benfica, fundado em 1942, vai no seu n.º 3545, enquanto o do Sporting tem quase 200 menos, mesmo considerando os tais 168 boletins; o Benfica também teve um Jornal oficial, entre 1912 e 1915. Mas, obviamente, não o considera nas contas...
3. Importante e esclarecedor artigo do New York Times sobre o nosso hino 'Ser Benfiquista' e as origens humildes do Benfica. O depoimento de um benfiquista, Ricardo Costa, é sintomático: 'Enquanto alguns clubes tinham tudo de mão beijada, nós jogávamos em campos emprestados, os jogadores tomavam banho em água fria e tinham um mau equipamento. E, apesar de tudo, o Benfica prevaleceu com coragem e união. Isto é Ser Benfiquista. Um Clube que começou como sonho de pessoas humildes e se tornou paixão de milhões em todo o Mundo'. Está ali tudo, em meia dúzia de palavras."

Arons de Carvalho, in O Benfica

Camisola

"O presidente do Benfica, dirigindo-se recentemente aos praticantes de Atletismo que tantas vitórias e alegrias têm dado ultimamente ao Clube, pediu-lhes que «dignifiquem cada vez mais a nossa camisola». Oportunas palavras que tantas vezes me fazem pensar, designadamente quando assisto a qualquer competição envolvendo formações do Benfica. Este Clube multinacional e multicultural, que junta milhares de atletas de dezenas de modalidades, em escalões etários da Formação aos seniores profissionais, consegue transmitir a esta população flutuante a dignidade e o amor por esta camisola.
Há muitas maneiras de celebrar um triunfo, mas a que mais me comove, por parte dos atletas do meu Clube, é quando beijam o emblema ou estreitam a camisola para festejar um golo, um ponto, uma marca que signifiquem sucesso e, eventualmente, vitória.
E a verdade é que os atletas de todas as modalidades terão ouvido e assumido as palavras do presidente do Clube dirigidas aos praticantes de Atletismo e entendido que o apelo também os abrangia. E foi assim que, três dias depois, os seniores do Futebol correram a celebrar o golo da vitória frente ao SC Braga. No Futsal os atletas da 'águia' não fizeram as coisas por menos batendo o Loures, por 21-2. No Hóquei em Patins, o Benfica ganhou em Espinho por 6-1 e festejou; na bola ao cesto foi uma cabazada de 118-41 ao Terceira Basket; no Andebol fomos ganhar em casa do Águas Santas, por 28-27; e em Coimbra, frente à Académica de Espinho, a fantástica equipa de Voleibol, orientada pelo professor José jardim, venceu, por 3-1, e conquistou a Taça de Portugal.
Nem sempre se pode ganhar. Mas dignificar a camisola no esforço e no sacrifício para procurar vencer é o dever de cada momento da competição."

João Paulo Guerra, in O Benfica

Trio da frente mas não "Troika"

"De forma que emociona e desafia, continua tudo em aberto, o que é uma forma de celebrar e preservar a magia do Futebol, deixando de lado as baixas manobras que tentam ferir de morte a 'Verdade Desportiva', expressão que, sendo franco, me causa alguma irritação, até por ter dificuldade em defini-la em termos filosóficos e por a ver tão banalizada pelo excesso de uso no espaço mediático.
A verdade é que o Benfica e o Braga jogaram um grande jogo de Futebol, daqueles que dignificam o espectáculo e nos fazem esquecer todos os aspectos sombrios que amiúde o degradam e lhe roubam claridade e beleza. Não houve truques nem bizantinices tácticas, porque todos deram tudo, num jogo que, como dizem os especialistas, depressa ficou aberto, ou seja, em condições de ser alterado graças a uma centelha de criatividade, a um momento de iluminação ou a uma jogada magistral como a concebida por Gaitán e Bruno César, que deu a justa vitória ao Benfica, deixando-o bem posicionado no trio da frente (coisa diferente de 'troika'), ainda com todas as contas a poderem ser feitas e desfeitas.
Estes são os jogos que valem a pena. Os que mantêm o ritmo cardíaco elevado até ao fim e que exigem dos jogadores um grau de entrega e um engenho que não se compadecem com calculismos ou outros expedientes. O Braga mostrou as virtudes e méritos que o fizeram chegar ao lugar em que está e o Benfica deixou claros os argumentos em que continua a assentar a sua ambição de conquistar o título.
Desta vez, não sei se alguém teve sentido de humor bastante para pedir a pastilha a Jorge Jesus, mas eu sei que fiquei sem nenhumas de reserva, tão grande foi a tensão até ao apito final.
Num país cabisbaixo, como o definiu Alexandre O'Neill nos idos da Ditadura, é saudável ver que a adrenalina sobe quando, no topo (e não falo do universo da Política), tudo está em aberto, por decidir, por conquistar. Pelo menos nisto, a famigerada 'troika' parece não ter ainda poder de decisão."

José Jorge Letria, in O Benfica

terça-feira, 10 de abril de 2012

Lixívia Extra-Forte XXVI

Tabela Anti-Lixívia Extra-Forte:
Benfica.......59 ( -13)...72
Corruptos...63 (+5)...58
Braga..........58 (+10)...48
Sporting.......50 (+2)...48

Ficaram vários penalty's por marcar, mas ainda mais decisivo foi o torto critério disciplinar e o critério técnico (além da ausência do Aimar, e a presença do Insua após o jogo de Leiria)... costuma-se dizer que houve falta de critério, mas desta vez até houve critério, só que ele foi só para um dos lados:
Usando o critério que foi utilizado para expulsar o Luisão, pelo menos metade da equipa Lagarta tinha que ter sido expulsa!!! Não será exagero da minha parte?!!! Se calhar, até é, porque se logo de início os jogadores do Sporting tivessem 'visto' os cartões respectivos, não tinham reincidido tantas vezes...
Ficou logo um amarelo por mostrar ao Polga aos 40 segundos, pouco depois o Insua tem uma entrada para 'amarelo alaranjado' sobre o Bruno, o Shcaars tem uma entrada muito perigosa sobre o Witsel e é 'avisado', ficou um amarelo por mostrar, pouco depois levou amarelo (que seria o segundo!!!) numa falta sobre o Bruno (se calhar se tivesse levado o 1º não teria feito a 2º falta!!!), no meio desta impunidade João Pereira tem o seu primeiro 'grande momento' do jogo, no mesmo lance puxa os calções ao Gaitán, dá-lhe um pontapé, pisa-o, e dá-lhe propositadamente uma uma joelhada na cabeça do Nico!!! Qual a consequência disto tudo? Falta, só falta e mais nada!!! E isto foi só a 1ª parte!!! Onde o Javi levou amarelo (justamente) na 1ª falta que fez...
Na 2ª parte, o João Pereria continuou a distribuir 'fruta', onde se realça uma entrada aos pés do Nico, com os pitõns à mostra (nada foi marcado, e deu um contra-ataque perigoso)... aliás além dos cartões, a 2ª parte ficou marcada por uma quantidade brutal de faltas não assinaladas ao Sporting, que foram transformadas em contra-ataques perigosos... no meio disto o Insua continuou a fazer faltas sem nunca ver amarelo, o Polga logo ao minuto 46 fez novo penalty, desta vez num desnecessário empurrão ao Yannick que tentava disputar a bola com o Patrício, seria o segundo amarelo!!! O Carriço entrou e rapidamente se fez notar, numa entrada perigosa, depois agarra a bola, arranja confusão e atira-se para o chão (tudo na mesma jogada), conclusão amarelo para o Carriço e para o Witsel (que como estava à 'queima' foi o eleito!!!), pouco depois tem nova falta para amarelo, que o árbitro nem falta marca... O João Pereira que nesta altura ainda não tinha amarelo(!!!), finalmente após provocar o Nelson Oliveira, sendo que este respondeu com um ligeiro empurrão, e que o João Pereira respondeu com uma tentativa de agressão com o braço, finalmente, levou um amarelo (e o Nelson também!!!), pouco depois tem nova falta sobre o Nolito (muita parecida com a falta que deu o 2º amarelo ao Luisão), mas mesmo assim conseguiu acabar o jogo!!!
Repito além dos penalty's, este critério premeditado, propositado, estrategicamente aplicado pelo árbitro, condicionou todo o jogo, falar de Futebol, de remates à baliza, defesas dos guarda-redes, fintas, atitudes, cansaço, fadiga, opções tácticas dos treinadores é o cumulo do ridículo, é completamente absurdo...
Em relação aos penalty's, mantenho a minha opinião:
1º) Polga sobre Gaitán, aos 40 segundos. O árbitro viu, foi dentro da área, não marcou, porque não quis.
2º) Izmailov agarra Luisão. Mais uma vez, o árbitro viu, não marcou, porque não quis. Dizer que o Luisão jogou a bola, e portanto o agarrão é irrelevante é talvez um dos argumentos mais broncos algumas vez pronunciados!!!
3º) Polga empurra Yannick, aos 46 minutos. Desnecessário, parece-me que o Patrício chegaria sempre primeiro à bola... mas o penalty do Luisão também foi 'infantil'!!!
4º) Patrício sobre o Yannick. Neste dou o beneficio da dúvida. A falta existe, mas os árbitros raramente marcam estas faltas. Se fosse na área do Benfica seria falta, mas... Os guarda-redes fora da pequena área, são jogadores como os outros, e saltar para cima dos adversários à maluca, não é permitido...
O penalty do Luisão, como já disse, foi 'infantil', o mergulhador aproveitou-se, mas é falta... O 'chega para lá' entre o Garay, e o mergulhador acontece fora da área, a ser marcada falta não seria penalty, mas seria vermelho... Não foi marcado, porque nesta altura o Sporting já estava em vantagem, e o Benfica tinha que marcar 2 golos, portanto estava tudo sobre controle, não era preciso exagerar...!!!
Como consequência disto tudo, mesmo com um resultado positivo no próximo Sábado, vamos ter que aturar a novela do costume, durante todo o defeso. Nada de novo portanto, para branquear mais um Campeonato aldrabado (talvez o mais aldrabado dos últimos anos), nada melhor que os próprios Benfiquistas entrarem pelo caminho da 'terra queimada'!!! Já não tenho paciência... Como a memória é curta, ninguém parece se lembrar que os caminhos propostos já foram todos tentados... Quando todos, mas mesmo todos, não se convencerem que o Benfica neste momento só não ganha mais vezes por causa dos apitadeiros e dos seus patrões, não vamos a lado nenhum. Num passado relativamente recente (finais dos anos 90, início do século) o Benfica tinha graves problemas estruturais, inclusive planteis fracos, mas hoje continuar à procura de fantasmas internos, é estar a dar tiros nos pés. Quando no rescaldo de ontem, depois de todos os acontecimentos, alguns acham que a derrota deveu-se à teimosa aposto do Jesus no Emerson e não no Capdevila, está tudo dito... Não são só os jogadores a demonstrar falta de discernimento dentro do campo, existe muita gente frustrada à procura de 'sangue'... Quando fomos elimnados pelo Skomina ninguém atacou o Jesus, bem pelo contrário, porque ninguém estava à espera de ganhar a Champions, o problema é que os Benfiquistas convencem-se, no início de cada época, que vamos ganhar o Campeonato!!! Que temos realmente hipóteses de vencer. É tudo uma questão de expectativas. Eu também quero ganhar sempre, mas não sou ingenúo: quando todas as personagens mais importantes do Apito Dourado continuam em actividade, é prudente pensar que o Benfica tem menos de 10% de hipóteses, de ser Campeão em Portugal, e quem prometer outra coisa, é MENTIROSO!!! O Acórdão Bosman só existiu porque existiu um jogador chamado Bosman, que contrariou os poderes instalados. O Benfica está a 'mais' no Futebol Português, lá fora também existem 'Skominas' mas é uma ladroagem mais 'democrática', existem vários centros de poder, e nos 'entretantos' podemos passar ilesos, em Portugal temos uma ladroagem ditatorial!!! É tudo decidido no Comité Central!!! Defendo à bastante tempo que o Benfica tem que procurar alianças fora de Portugal, para mudar radicalmente a estrutura do Futebol, inclusive a criação de Ligas Internacionais... continuar por aqui, é chover no molhado...
Não sei se repararam, mas com 12 pontos em disputa, ontem à noite deveriamos ter celebrado o nosso 33ª título, pois na Tabela Anti-Líxivia temos 14 pontos de vantagem...!!! Esta é a diferença entra o Campeonato do Putedo, e a competência dentro das quatro linhas...


Em Braga, uma equipa da casa apática,  fez o seu papel... Nem a expulsão perdoada ao Defour ainda na 1ª parte (e ao Sapunaru talvez...) levantou 'pó'!!! Tubo bem, quando acaba bem...!!!


Anexos:

Benfica
1ª-Gil Vicente(f) E(2-2), João Ferreira, Nada a assinalar
2ª-Feirense(c) V(3-1), Hugo Pacheco, Prejudicados, Beneficiados, Impossível contabilizar
3ª-Nacional(f) V(0-2), Soares Dias, Prejudicados, Beneficiados, Sem influência no resultado
4º-Guimarães(c) V(2-1), Duarte Gomes, Prejudicados, Beneficiados, Sem influência no resultado
5ª-Académica(c) E(4-1), Vasco Santos, Prejudicados, Beneficiados, Impossível contabilizar
6ª-Corruptos(f) V(2-2), Jorge Sousa, Nada a assinalar
7ª-Paços de Ferreira(c) V(4-1), Bruno Esteves, Prejudicados, Sem influência no resultado
8ª-Beira-Mar(f) V(0-1), Paulo Baptista, Prejudicados, Sem influência no resultado
9ª-Olhanense(c) V(2-1), Marco Ferreira, Prejudicados, Sem influência no resultado
10ª-Braga(f) E(1-1), Proença, Prejudicados, (0-2), -2 pontos
11ª-Sporting(c) V(1-0), Capela, Prejudicados, Sem influência no resultado
12ª-Marítimo(f) V(0-1), Sousa, Nada a assinalar
13ª-Rio Ave(c) V(5-1), Bruno Esteves, Nada a assinalar
14ª-Leiria(f) V(0-4), Cosme, Nada a assinalar
15ª-Setúbal(c) V(4-1), Malheiro, Prejudicados, Sem influência no resultado
16ª-Gil Vicente(c) V(3-1), Marco Ferreira, Nada a assinalar
17ª-Feirense(f) V(1-2), Rui Costa, Prejudicados, Beneficiados, Impossível contabilizar
18ª-Nacional(c) V(4-1), Jorge Sousa, Prejudicados, Sem influência no resultado
19ª-Guimarães(f) D(1-0), Xistra, Prejudicados, (0-0), -1 ponto
20ª-Académica(f) E(0-0), Hugo Miguel, Prejudicados, (0-3), -2 pontos
21ª-Corruptos(c) D(2-3), Proença, Prejudicados, (2-0), -3 pontos
22ª-Paços de Ferreira(f) V(1-2), Bruno Esteves, Prejudicados, Sem influência no resultado
23ª-Beira-Mar(c) V(3-1), Manuel Mota, Nada a assinalar
24ª-Olhanese(f) E(0-0), Capela, Prejudicados, (0-2), -2 pontos
25ª-Braga(c) V(2-1), João Ferreira, Nada a assinalar
26ª-Sporting(f) D(1-0), Soares Dias, Prejudicados, (1-3), -3 pontos

Corruptos
1º-Guimarães(f) V(0-1), Olegário, Beneficiados, (0-0), +2 pontos
2ª-Gil Vicente(c) V(3-1), Rui Silva, Beneficiados, Impossível contabilizar
3ª-Leiria(f) V(1-4), Capela, Prejudicados, Sem influência no resultado
4ª-Setúbal(c) V(3-0), Marco Ferreira, Beneficiados, Sem influência no resultado
5ª-Feirense(f) E(0-0), Bruno Esteves, Beneficiados, (1-0), +1 ponto
6ª-Benfica(c) E(2-2), Jorge Sousa, Nada a assinalar
7ª-Académica(f) V(0-3), Paulo Baptista, Nada a assinalar
8ª-Nacional(c) V(5-0), Cosme Machado, Beneficiados, Prejudicados, Impossível contabilizar
9ª-Paços de Ferreira(c) V(3-0), Hugo Miguel, Beneficiados, Sem influência no resultado
10ª-Olhanense(f) E(0-0), Capela, Prejudicados, (0-1), -2 pontos
11ª-Braga(c) V(3-2), Soares Dias, Prejudicados, Sem influência no resultado
12ª-Beira-Mar(f) V(1-2), Xistra, Prejudicados, Beneficiados, Impossível contabilizar
13ª-Marítimo(c) V(2-0), Duarte Gomes, Prejudicados, Sem influência no resultado
14ª-Sporting(f), E(0-0), Proença, Nada a assinalar
15ª-Rio Ave(c), V(2-0), Marco Ferreira, Nada a assinalar
16ª-Guimarães(c), V(3-1), Hugo Miguel, Prejudicados, Beneficiados, Sem influência no resultado
17ª-Gil Vicente(f), D(3-1), Bruno Paixão, Prejudicados, Impossível contabilizar
18ª-Leiria(c), V(4-0), Rui Silva, Beneficiados, Impossível contabilizar
19ª-Setúbal(f) V(1-3), Paulo Baptista, Prejudicados, Sem influência no resultado
20ª-Feirense(c) V(2-0), Jorge Ferreira, Beneficiados, Impossível contabilizar
21ª-Benfica(f) V(2-3), Proença, Benefeciados, (2-0), +3 pontos
22ª-Académica(c) E(1-1), Marco Ferreira, Beneficiados, Prejudicados, Impossível contabilizar
23ª-Nacional(f) V(0-2), Xistra, Beneficiados, Impossível contabilizar
24ª-Paços de Ferreira(f) E(1-1), Pacheco, Beneficiados, (2-1), +1 ponto
25ª-Olhanense(c) V(2-0), Manuel Mota, Prejudicados, Beneficiados, Sem influência no resultado
26ª-Braga(f) V(0-1), Olegário, Beneficiados, Impossível contabilizar

Sporting
1ª-Olhanense(c) E(1-1), Xistra, Beneficiados, Prejudicados, Impossível contabilizar
2ª-Beira-Mar(f) E(0-0), Fernando Martins, Nada a assinalar
3ª-Marítimo(c) D(2-3), Proença, Prejudicados, Beneficiados, Impossível contabilizar
4ª-Paços Ferreira(f) V(2-3), Paulo Baptista, Prejudicados, Sem influência no resultado
5ª-Rio Ave(f) V(2-3), Hugo Miguel, Beneficiados, Prejudicados, Impossível contabilizar
6ª-Setúbal(c) V(3-0), Cosme Machado, Nada a assinalar
7ª-Guimarães(f) V(0-1), Bruno Paixão, Nada a assinalar
8ª-Gil Vicente(c) V(6-1), João Capela, Beneficiados, Sem influência no resultado
9ª-Feirense(f) V(0-2, Gralha, Prejudicados, Beneficiados, Impossível contabilizar
10ª-Leiria(c) V(3-1), Manuel Mota, Beneficiados, Impossível contabilizar
11ª-Benfica(f) D(1-0), Capela, Beneficiados, Sem influência do resultado
12ª-Nacional(c) V(1-0), Vasco Santos, Nada a assinalar
13ª-Académica(f) E(1-1), Rui Costa, Nada a assinalar
14ª-Corruptos(c) E(0-0), Proença, Nada a assinalar
15ª-Braga(f) D(2-1), Capela, Nada a assinalar
16ª-Olhanense(f) E(0-0), Vasco Santos, Nada a assinalar
17ª-Beira-Mar(c) V(2-0), Duarte Gomes, Nada a assinalar
18ª-Marítimo(f) D(0-2), Cosme, Nada a assinalar
19ª-Paços de Ferreira(c) V(1-0), Jorge Ferreira, Prejudicados, Sem influência no resultado
20ª-Rio Ave(c) V(1-0), Paulo Baptista, Prejudicados, Beneficiados, Sem influência no resultado
21ª-Setúbal(f) D(1-0), Gralha, Prejudicados, Beneficiados, (1-1), -1 ponto
22ª-Guimarães(c) V(5-0), Soares Dias, Nada a assinalar
23ª-Gil Vicente(f) D(2-0), Bruno Paixão, Prejudicados, Impossível contabilizar
24ª-Feirense(c) V(1-0), Vasco Santos, Nada a assinalar
25ª-Leiria(f) V(0-1), Proença, Beneficiados, Impossível contabilizar
26ª-Benfica(c) V(1-), Soares Dias, Beneficiados, (1-3), +3 pontos

Braga
1ª-Rio Ave(f) E(0-0), Duarte Gomes, Beneficiados, (1-0), +1 ponto
2ª-Marítimo(c) V(2-0), Soares Dias, Beneficiados (1-0), Sem influência
3ª-Setúbal(f) V(0-1), Hugo Miguel, Beneficiados (0-0), +2 pontos
4ª-Gil Vicente(c) V(3-1), Rui Costa, Nada a assinalar
5ª-Guimarães(f) E(1-1), Pedro Proença, Nada a assinalar
6ª-Nacional(c) V(2-0), Xistra, Nada a assinalar
7ª-Leiria(f) D(1-o), Marco Ferreira, Nada a assinalar
8ª-Feirense(c) V(3-0), João Ferreira, Nada a assinalar
9ª-Académica(f) E(0-0), Jorge Sousa, Nada a assinalar
10ª-Benfica(c) E(1-1), Proença, Beneficiados, (0-2), +1 ponto
11ª-Corruptos(f) D(3-2), Soares Dias, Beneficiados, Sem influência no resultado
12ª-Paços de Ferreira(c) V(5-2), Marco Ferreira, Nada a assinalar
13ª-Olhanense(f) V(3-4), João Ferreira, Nada a assinalar
14ª-Beira-Mar(f) V(1-2), Rui Costa, Nada a assinalar
15ª-Sporting(c) V(2-1), Capela, Nada a assinalar
16ª-Rio Ave(c) V(2-1), Sousa, Prejudicados, Sem influência no resultado
17ª-Marítimo(f) V(1-2), Bruno Esteves, Nada a assinalar
18ª-Setúbal(c) V(3-0), Hugo Pacheco, Nada a assinalar
19ª-Gil Vicente(f) V(0-3), Hugo Miguel, Nada a assinalar
20ª-Guimarães(c) V(4-0), Capela, Nada a assinalar
21ª-Nacional(f) V(1-3), Vasco Santos, Nada a assinalar
22ª-Leiria(c) V(2-1), Xistra, Beneficiados, (2-3), +3 pontos
23ª-Feirense(f) V(1-4), Duarte Gomes, Nada a assinalar
24ª-Académica(c) V(2-1), Gralha, Beneficiados, (1-2), +3 pontos 
25ª-Benfica(f) D(2-1), João Ferreira, Nada a assinalar
26ª-Corruptos(c) D(0-1), Olegário, Prejudicados, Impossível contabilizar

Terceiro

"From: Domingos Amaral
To: Leonardo Jardim

Caro Leonardo Jardim
Ainda é sempre a mesma história com o Braga, e para aqueles que pensavam que este ano é que era, os últimos dois jogos da tua equipa foram esclarecedores. O Braga pode até acabar campeão (o que seria uma injustiça), mas não tem pinta de campeão. Tanto na Luz como ontem, na sua própria casa, não jogou como quem quer ser campeão, não tomou conta de nenhum dos jogos, não mostrou ambição suficiente para ser melhor do que Benfica ou FC Porto.
Há uma semana, a jogar fora de casa, passou o tempo todo na retranca, a tentar lançar uns venenosos contra-ataques para ver se surpreendia o meu Benfica. Ainda conseguiu marcar um golito numa bola parada, com alguma sorte à mistura, mas não passou disso e mereceu claramente perder. O teu Braga, lamento dizê-lo, jogou na Luz como o Rio Ave, o Paços de Ferreira e o Olhanense, e muitas mais equipas de meio ou fim de tabela, fechadas lá atrás, a tentar não sofrer golos. Ou seja: foi pequeno, miudinho e tímido.
Ontem, passou-se uma coisa parecida, embora com a agravante de ser na sua própria casa. A tua equipa jogou encolhida, receosa, encostada às cordas, nunca conseguiu mandar no jogo e poucas vezes assustou o FC Porto. Pela segunda vez no espaço de uma semana, o Braga mostrou uma falta de ambição confrangedora e uma falta de audácia tremenda. Quem joga assim, cheio de receio e "respeitinho" pelo adversário, não merece sequer ganhar o jogo quanto mais ser campeão nacional.
Esta dupla jomada desfez um mito, o mito de que o Braga jogava o melhor futebol em Portugal. Por favor, tenham dó de todos os que gostam de futebol e esqueçam patacoadas como essa! Só há duas equipas a jogar o suficiente para serem campeãs: o FC Porto e o Benfica. O teu Braga não está à mesma altura e não merece mais do que o terceiro lugar."

Mais uma vitória dos Corruptos


Sporting 1 - 0 Benfica

Este jogo ficou decidido aos 40 segundos (sendo que a ausência do Aimar, só por si já era bastante condicionante), o Cardozo até podia falhar o penalty, haveria mais 90 minutos e descontos para jogar, mas pelo menos teríamos a garantia que o árbitro estava com boas intenções, e os jogadores não ficariam intimidados (tal como o Maxi referiu no final do jogo de Olhão!!!)... aos 3 minutos Insua tem mais uma entrada assassina sobre o Bruno César, falta, mas o cartão ficou no bolso. A partir daqui a mensagem era clara, e foi notório o medo com que os nossos jogadores se faziam aos lances, enquanto no outro lado a impunidade fazia lei... Polga (2 penalty's), Schaars, João Pereira (várias vezes, sendo que num lance agrediu o Gaitán, 3 vezes!!!), e até o Carriço (que já entrou tarde) deveriam ter sido expulsos. Comparar as faltas destas personagens com o duplo amarelo ao Luisão é o cumulo do ridículo!!! Ficaram 4 penalty's por assinalar: 1) Polga sobre Gaitán. 2) Izmailov sobre Luisão. 3) Polga sobre Yannick. 4) Patrício sobre Yannick (o penalty do Luisão existe, mas basta recordar Olhão, para exemplificar situações idênticas onde não foram penalty's a favor do Benfica. No lance entre Garay e o holandês mergulhador a existir falta seria fora da área, mas o cartão seria Vermelho). Mas curiosamente de todos os erros os mais demonstrativos estiveram ligados à falta de critério. Dizer que houve dualidade de critério disciplinar e técnico, é ser muito brando. Quando um árbitro erra a marcação de um penalty, e no resto do jogo está bem, podemos até dar o beneficio da dúvida, agora este tipo de arbitragens, com um critério torto durante 90 minutos, não deixam dúvidas a ninguém. Ainda por cima este senhor na Taça da Liga com os Corruptos, até apitou benzinho, mas aí estávamos na Taça da Liga, quando chegou a um jogo decisivo no Campeonato, não se esqueceu de aldrabar, como o dono mandou. Confundir tudo isto com incompetência, é não enxergar mesmo nada...!!! Esta noite até quando foi obrigado a marcar livres perigosos a favor do Benfica, inventou imediatamente faltas atacantes, não fosse o Benfica marcar um golo!!! Para aqueles que me acusam (e a outros) de desculpar tudo com os árbitros, este jogo é a prova cabal que com um árbitro 'amigo' até o Sporting consegue ganhar ao Benfica de Jesus!!! Digo mais, um Sporting com este Soares Dias todas jornadas: era Campeão!!! (os Lagartos que tanto se queixam dos apitos - hoje festejaram mais do que um eventual triunfo na Liga Europa -, devem achar que arbitragem foi super-competente!!!). Assim, se explicam os títulos pifíos conquistados pelas medíocres equipas Corruptas, com treinadores com I.Q. inferiores ao Emplastro!!!
Nos próximos meses (começando hoje...) vamos ouvir e ler, os Benfiquistas do costume, a teorizar sobre todos os problemas internos do Benfica, de 'cima a abaixo', tudo vai ser posto em causa, vão exigir revoluções, vão exigir 'sangue' (os traumatizados anti-Vieira, e anti-Jesus estão nas suas 'sete quintas'!!!), no entanto aquilo que se passou esta noite, provou inequivocamente que se o Benfica não vence mais vezes, é porque os 'Skominas' Lusos não querem... mudar tudo internamente terá na melhor das hipóteses um efeito nulo (declaro já que independentemente do que acontecer até o final da época a continuidade do Jorge Jesus é inquestionável)... enquanto num passado recente, bastaria um ou dois jogos no início da época e tudo ficaria condicionado, esta época foram precisos 5 roubos descarados, já no último terço do Campeonato, e se em alguns desses jogos o Benfica até poderia ter jogado melhor, não foi por isso que não conquistámos os 3 pontos (até porque os nossos adversários em 90% do Campeonato, jogam muito pior, mas devido à intervenção dos mesmos que nos roubam, conseguem sempre os preciosos 3 pontos!!!).
Afinal falhei o meu prognóstico, a expulsão só apareceu aos 90 minutos (e na minha opinião o Luisão viu o Vermelho, já a pensar na Final da Taça da Liga), com o Sporting em vantagem, sendo o empate para o Benfica igual à derrota, tudo estava controlado, e não foi necessário expulsar ninguém mais cedo... Mas ainda foi a tempo de impedir que o Witsel jogue com o Marítimo...!!!
Os Lagartos hoje passaram por 'Corruptos C', fizeram o que têm feito com o Sá Pinto, marcaram sem saber como, e depois defenderam com todos, sendo que o Benfica permitiu demasiados contra-ataques (sendo que vários desses contra-ataques nasceram em faltas não assinaladas a favor do Benfica, algumas bem perto da área dos Lagartos), onde o Artur esteve muitíssimo bem. As recentes lesões dos nossos Centrais talvez expliquem alguma falta de velocidade lá atrás. O Benfica até entrou bem, mas rapidamente se 'intimidou', ficou em desvantagem, e com o passar do tempo foi perdendo discernimento... As substituições deixaram a equipa desequilibrada, e as decisões do apitadeiro foram deixando os jogadores do Benfica nervosos, inquietos e até desmotivados, enquanto os Lagartos iam ganhando confiança...
Em condições normais o Campeonato não estaria decidido, não nós sabemos que pelo menos o jogo dos Corruptos com os Lagartos vai ser um 'passeio', mesmo que o Marítimo faça a sua obrigação nos Barreiros (acredito que tentem...), não será suficiente... Agora também não podemos 'abdicar' do 2º lugar, é muito importante vencer os próximos 4 jogos do Campeonato. O 3º lugar não garante a Champions, garante uma chata e perigosa pré-eliminatória...
Acabar uma época destas só com a possibilidade de vencer a Taça da Liga é revoltante, mas é o Futebol que temos... Agora é preciso recuperar mentalmente a equipa, e se alguém pensar que o jogo de Sábado em Coimbra vai ser fácil, podem estar muito, mas mesmo muito enganados... São nestes momentos difíceis onde os Benfiquistas têm que demonstrar o seu apoio ao Benfica...

segunda-feira, 9 de abril de 2012

Vai uma aposta?

Normalmente não faço antevisões aos jogos, faltam-me dotes de adivinhação para tal - por acaso a semana passada no rescaldo do Benfica-Braga afirmei que o Braga a jogar daquela maneira iria ser facilmente derrotado pelos Corruptos, mas isso também era fácil...!!! -, mas hoje vou abrir uma excepção, em 3 pontos:
1º) Gostaria de saber a razão que leva ao facto do relatório do senhor Capela, referente ao jogo Olhanense-Benfica, ainda não ter sido tornado público!!! Nestas ocasiões, quando envolve outros clubes, existe sempre uma conveniente 'fuga de informação', mas neste caso só se falou de rumores!!! O tal rumor indicava que a 'agressão brutal' do Aimar, tinha infligido um golpe tão profundo, que o jogador adversário tinha ficado a sangrar!!! Eu ainda sou do tempo, onde a punição para um árbitro, em caso de mentir deliberadamente num relatório, era a irradiação - Calabote, e a hora exacta a que o jogo se iniciou!!!
2º) Noto que a principal preocupação da PSP é evitar que os adeptos do Benfica se vinguem dos tristes, vergonhosos e criminosos acontecimentos do jogo da 1ª volta. Mas não seria mais prudente, a PSP preocupar-se em vigiar os autores dos tristes, vergonhosos e criminosos acontecimentos da 1ª volta?!!! Sendo assim, sou levado a perguntar: quanto tempo vão ter que esperar os adeptos do Benfica para entrarem dentro do Estádio?!!! Será que conseguem entrar todos até ao intervalo?!!! E talvez a pergunta mais significativa: qual será o minuto, onde vamos assistir a uma Carga Policial sobre os adeptos do Benfica?!!! Da mesma PSP que na 1ª volta, nada fez...!!!
3º) Mas a minha grande dúvida em relação ao jogo desta noite está na arbitragem, do senhor Soares Dias - o mesmo que o ano passado expulsou o Sidnei ainda na 1ª parte com duplo amarelo: qual o minuto da partida, em que será mostrado um cartão vermelho, a um jogador do Benfica?!!! Alguém quer apostar?!!!
Como hoje estou optimista, e para não 'descascar' muito no árbitro, aposto no minuto 55... provavelmente o Maxi com duplo amarelo!!!

PS: Precisamos de atitude de Campeão, só assim será possível sonhar, e mesmo assim...

domingo, 8 de abril de 2012

Título na Pontinha


A nossa equipa de Infantis venceu o prestigiado Torneio da Pontinha, de forma bastante autoritária.
Na fase grupos começamos por derrotar o Sporting por 3-1, depois vencemos os Chineses do Shandong somente por 1-0, terminando esta fase derrotando os Franceses do Lyon por uns enfáticos 5-0 !!! Nas meias-finais eliminámos os Corruptozinhos por 2-0 (que pelo que vi no jogo de atribuição do 3º lugar, com o Barça, fartam-se de dar porrada!!! Começam cedo...!!!), e na Final voltámos a ganhar ao Sporting, desta vez o jogo foi mais equilibrado, vencemos por 1-0, com o golo da vitória a aparecer nos últimos minutos, pelo 'palito' Mesaque Dju... Aliás também vencemos os prémios individuais: Domingos Quina o melhor jogador, Diogo Garrido o melhor guarda-redes, e Edi Semedo o melhor marcador com 4 golos... Parabéns merecidos para os miúdos...

Apontamentos

"1- As palavras mais significativas sobre o que têm feito ao Benfica são as de Maxi Pereira no final do jogo com o Olhanense. São palavras deixadas a meio, feitas de sílabas secas, arrancadas à indignação, e de sílabas caladas na impossibilidade de exprimir fielmente a revolta. Tudo o que se disser é pouco, todas as palavras são poucas para exprimir o nojo que sentimos perante a chafurdice em que transformaram o futebol português.
2- O Benfica recebeu e venceu o Braga. Foi um jogo tremendo, com emoção, entrega total de todos os futebolistas e uma abnegação sem mácula. Tivesse havido essa entrega em todos os jogos do campeonato e não estaríamos sujeitos às incompetências encomendadas de muitos dos árbitros que poluem o futebol português.
3- Durante o jogo com o Braga, o speaker do nosso Estádio, certamente obedecendo a ordens, fez o que não devia. Nós, público benfiquista, com todas as nossas virtudes e defeitos que nos distinguem dos outros, não estamos habituados a exprimir emoções por encomenda, porque sim, porque fica bem ou porque convém. Exprimimos o nosso apoio de forma incondicional nos momentos em que sentimos que este se deve expressar. Mal ou bem, somos assim há mais de cem anos e não somos, nem seremos, um público amestrado à voz de ninguém. Há momentos em que puxamos pelos nossos dentro do campo e há momentos em que são os nossos que puxam pelo público. É uma relação nossa e directa, sem a interferência de ninguém. Não perceber isto é não perceber o Benfica.
4- Escrevo este texto antes de saber o resultado da nossa deslocação ao campo do Chelsea. Neste momento, a minha atenção está totalmente focada na próxima jornada do campeonato nacional. Ganhá-la é imprescindível. É nesta competição que temos de estar concentrados. É muito importante que todos percebamos isto."

Pedro F. Ferreira, in O Benfica