Últimas indefectivações

quinta-feira, 30 de junho de 2022

𝗢 𝗺𝗶𝗹𝗮𝗴𝗿𝗲 𝗱𝗮 𝗺𝘂𝗹𝘁𝗶𝗽𝗹𝗶𝗰𝗮𝗰̧𝗮̃𝗼 𝗳𝗮𝗹𝗵𝗼𝘂. 🙏


"Enquanto Jesus caminhava, viu um homem que era cego de nascença. “Mestre”, perguntaram-lhe os discípulos, “porque foi que este homem nasceu cego? Por causa dos seus pecados ou dos pecados de seus pais?”
“Nem uma coisa nem outra”, disse Jesus, “nasceu sportinguista”, concluiu."

O melhor onze encarnado para 2022/2023


"Concordas Com As Escolhas?

A pré-época do SL Benfica já está em marcha, mas na verdade a preparação já começou há algum tempo. Houve quem saísse do clube, rumo a outros destinos, e houve quem viesse reforçar o plantel para a próxima temporada.
Com tantos jogadores, é mais do que óbvio que não podem jogar todos, no entanto, nesta pré-época, cada um vai dar o seu melhor para tentar convencer Roger Schmidt. Enquanto não vemos os verdadeiros frutos desta preparação, decidi eleger o melhor 11 do SL Benfica, contando com os jogadores que foram confirmados até ao momento.
Posto isto, e deixando de fora deste 11 inicial os rumores e a especulação de possíveis vindas, para mim estes seriam os jogadores em quem o técnico alemão deveria apostar: Vlachodimos, Vertonghen, Otamendi, Grimaldo, Alexander Bah, Weigl, João Mário, David Neres, Rafa, Gonçalo Ramos e Musa.
Passando agora às explicações, começando pela baliza. Muito se falou que Vlachodimos ia sair do SL Benfica, no entanto, uma vez que o grego ainda faz parte da equipa, deverá ser o dono e senhor das redes encarnadas, tendo como principal substituto Helton Leite.
No que diz respeito aos centrais, inicialmente a aposta inicial deve recair sobre o argentino e o belga, porque Lucas Veríssimo ainda está na fase final da recuperação da grave lesão sofrida na época transata.
Grimaldo será o protagonista da ala esquerda, sem esquecer que tem como potencial substituto Ristic, reforço contratado em maio. Já o lado direito poderá ser mais disputado.
Apesar de que, a meu ver, Roger Schmidt deverá apostar em Alexander Bah (foi contratado com esse propósito), Gilberto conquistou muito os benfiquistas. Também há a hipótese remota de jogar André Almeida, mas ao mesmo tempo que me parece ser um cenário quase impossível, também penso que não seria de todo favorável para os objetivos da equipa.
O meio campo talvez seja a zona do terreno de jogo que mais dúvidas poderá suscitar. Se Weigl não sair tem de ser aposta do técnico, porque é o melhor jogador para cumprir aquela posição. Meïté será colocado de lado em detrimento do alemão.
No entanto, temos ainda João Mário, que foi perdendo espaço ao longo da época passada, mas que vai tentar agarrar novamente o lugar; Paulo Bernardo, que faz parte da formação e, assim sendo, deverá ter direito a minutos (Rui Costa afirmou que apostar na formação era essencial); Pizzi, que ainda não rumou a outra liga e até mesmo Enzo Fernández, que só chegará em dezembro. Para estes lugares há opções com fartura.
Na parte dianteira do terreno, surgem então David Neres e Rafa. Atitudes extra jogo à parte, o português foi aposta indiscutível nos últimos tempos, tendo proporcionado momentos de cortar a respiração aos adeptos encarnados, dentro de campo.
Por essa razão, Diogo Gonçalves poderá ficar como segunda opção. Já o brasileiro David Neres, que veio com o propósito de render a Everton, ficará com o corredor esquerdo, sem esquecer que Gil Dias também faz parte do plantel. A juntar a isto temos também aquela opção que pode ser considerada a maior novela de verão das águias – “Ricardo Horta vem ou não?”. Se vier é um forte concorrente para o lugar.
Por fim, no ataque há várias opções. A posta inicial deveria ser Musa (reforço desta época) juntamente com Gonçalo Ramos (que teve bastantes minutos na temporada passada ao lado de Darwin), no entanto não podemos esquecer que Seferovic já tem muitos anos de SL Benfica e que Henrique Araújo, a pérola da formação encarnada, sempre que teve oportunidades, deu provas de que estava preparado para assumir o papel de titular.
Yaremchuk também já conhece os cantos à casa e até foi jogando no ano anterior e Rodrigo Pinho ainda está a recuperar de lesão.
Estes são os nomes que poderão preencher a lista de convocados da equipa da Luz para a próxima época. Não obstante, importa frisar que há muitos miúdos da formação que podem ter oportunidades e ainda há saídas e chegadas de jogadores em cima da mesa."

Atitude e suor, não foram suficientes... mais uma vitória dos Porcos!

Corruptos 3 - 2 Benfica

Existem impossíveis, e impossíveis... vencer hoje, nas condições existentes, era um daqueles impossíveis, mesmo impossíveis!!! Sem o Nicolia e sem o Lucas, não só nos roubou os dois nossos dois criativos, como nos retirou capacidade de rotação...

O jogo reforçou ainda mais a convicção que temos melhor equipa, porque mesmo com todas as condicionantes, lutámos até ao último minuto, e mais uma vez, foram os apitadeiros que acabaram por decidir o jogo! Quando o Benfica marcou o 2-2, era evidente que a 10.ª falta seria assinalada segundos depois... E foi mesmo, numa jogada onde o jogador dos Corruptos tenta fazer um bloqueio em movimento (ilegal), provoca o contacto com o defesa do Benfica, e atirar-se para a 'piscina'! Portanto faz duas faltas... mas como é óbvio, o apitadeiro, marcou falta contra o Benfica! E na sequência do lance, os Corruptos fizeram o resultado final, que ditou o título de campeão...
Isto já para não falar do resto do jogo, do Azul ao Pol, dos dois penalty's por assinalar a nosso favor (visíveis mesmo com a tentativa descarada da realização em esconder os lances)...

Aquilo que o Nicolía escreveu antes da partida, deveria deixar o dirigentes da modalidade preocupados, mas no Tugão, quando leram, até devem ter ficado orgulhosos!

Esta é sem dúvida a modalidade mais corruta em Portugal, título extremamente difícil de conseguir, perante a corrupção instalada nas outras!!!

Se existem coisas que não podemos mudar, outras dependem de nós! Uma das coisas que me incomoda, é como é que os jogadores do Benfica, após estes espetáculos vergonhosos, continuam a cumprimentar, a dar os parabéns e até a fazer guardas de honra (no futsal), a adversários, que têm a perfeita consciência de são levados ao colo, pelas arbitragens corruptas jogo, após jogo...!!!

A FPF, após pressão do Sporting, pediu dois pareceres independentes


"Num parecer foi concluído que os Campeonatos de Portugal eram equivalentes a Taças de Portugal, portanto, sem qualquer influência no número de campeonatos. No outro parecer foi concedido que seriam equiparado a campeonatos, com exceção dos quatro anos em que houve as primeiras quatro edições da Liga, onde seriam considerados apenas como taças de Portugal.
Ora, o Sporting não ficou satisfeito com a esmola de mais dois campeonatos e pretende anular as quatro ligas para poder retirar três campeonatos ao Benfica e acrescentar mais dois ao seu palmares.
A pergunta que se impõe é:
Por que carga de água a FPF aceitou que a proposta do Sporting vá a votação depois de ter pedido dois pareceres independentes? É evidente que há aqui vigarice preparada.
Terminamos dizendo duas coisas:
1. Qualquer adepto benfiquista que olhe para isto com indiferença está a desrespeitar a história do clube e das competições nacionais, pois nem os gloriosos atletas que vão ficar sem os títulos conseguem respeitar.
2. A Direção do Benfica deverá avançar para os tribunais, impugnado a decisão, e cortar terminantemente relações com a FPF. Não podemos, de modo algum, ser coniventes com a destruição do palmarés e história do Benfica.
Este assunto é demasiado sério para ser tratado com leviandade."

Focados em vencer


"A nossa equipa de hóquei em patins discute hoje, na negra, o título nacional. Só ganhar interessa. Este é o tema em destaque na News Benfica.

1
O apito inicial está agendado para as 20h00. Benfica e FC Porto defrontam-se no Dragão Arena para um jogo de tudo ou nada, o vencedor sagra-se Campeão Nacional. O nosso adversário conta com a vantagem de jogar em casa, mas todos nos recordamos que foi no mesmo pavilhão frente ao mesmo clube que vencemos a nossa primeira Liga Europeia. Sem medo, é no título que estamos focados.

2
Pablo Álvarez foi o porta-voz do plantel na antevisão ao jogo decisivo: "Vai ser um jogo espetacular, duro e muito bonito. É um jogo em que todos os jogadores querem estar. É um privilégio para nós e vamos dar tudo, por nós e pelos Benfiquistas. Queremos terminar da melhor maneira."

3
Domingo há treino aberto na Luz. Venha ao estádio apoiar a nossa equipa. O início da sessão está agendado para as 17h00.

4
Está definida a data em que os bilhetes para a Eusébio Cup estarão à venda. É a 18 de julho, no dia seguinte à conclusão do período de venda e renovação dos Red Pass. O jogo é no dia 26 e o adversário é o Newcastle.

5
A equipa B também já trabalha. Veja a reportagem da BTV sobre o dia do regresso à atividade.

6
Já são conhecidos os possíveis adversários do Benfica na Liga dos Campeões de voleibol. Na 2.ª ronda de qualificação, o Benfica defronta o vencedor do confronto entre Strumica Strumica, da Macedónia, e Dynamo Apeldoorn, dos Países Baixos."

Falar Benfica #69

quarta-feira, 29 de junho de 2022

Precisa-se: um Benfica de têmpera!


"De vez em quando tenho privilégio de almoçar com benfiquistas que sofrem o Clube/SAD tanto ou mais do que eu, vivendo apaixonadamente os sucessos e os (recentes e sucessivos) insucessos, discutindo razões e dirimindo argumentos explicativos da atual situação a que chegámos, em que nos vemos a "esfregar as mãos" com a perspetiva de uma época diferente, por outras palavras… de sucessos!
Curiosamente, noto o ceticismo da chegada de um novo treinador, estrangeiro, disciplinador, com uma mentalidade diferente. As críticas vão-se ouvindo em surdina, sempre a preparar "as facas" para o dia seguinte, se infelizmente correr mal: "não conhece o futebol português, não conhece as equipas nacionais", como se a valia do futebol nacional fosse de uma categoria ímpar no futebol mundial. Em todas as discussões vou defendendo que o encetar de novos projetos começa exatamente pela mudança de mentalidades e que, na minha opinião, é tempo de mudar de paradigma, pelo que a escolha de um novo treinador se insere exatamente nestas novas opções.
Onde esses benfiquistas me conseguem embatucar, é mesmo na necessidade da mudança da estrutura. Referem, com indiscutível razão, que sendo a estrutura basicamente a mesma, mudando apenas uns rostos, como a promoção de Lourenço Coelho que estava "na prateleira", bem pode mudar o treinador que depois a estrutura não o acompanha. Se calhar, têm razão objetiva e, se não for possível uma profunda alteração até porque estamos a começar a época, no mínimo, algo mais deveria ter sido mudado.
Por exemplo, a continuidade de Rui Pedro Braz (RPB) é incompreensível (e não discuto a pessoa que nem a conheço). Apenas o cargo que lhe é atribuído, em que não se percebe se complementa Lourenço Coelho ou atua de forma independente. É, contudo, inquestionável que não faz parte da Comissão Executiva da SAD. Se assim é, porque bulas terá sido ele o escolhido para andar a fazer contratações, ao invés de ser alguém que dela faça parte? Este delegar de responsabilidades faz sentido?
Além disso, esta ida de RPB a Buenos Aires para adquirir Enzo Fernandez suscita uma questão elementar: como é possível que tendo recaído a opção do Benfica na aquisição deste jogador, porque alguém acredita que possa trazer uma mais-valia à qualidade do futebol jogado, fiquemos à espera que ele jogue a Libertadores? Se formos eliminados do acesso à Champions e/ou se o início do campeonato for titubeante, a pergunta seguinte é mais do que pertinente: que sucederia se ele aqui estivesse? Ou ainda: se chegar a seguir ao Mundial, quase de certeza que virá sem férias, autenticamente "de gatas". Quanto tempo será preciso para se adaptar? Resumindo: se foi mesmo adquirido o seu passe, já devia estar no avião para Lisboa.
Voltemos à estrutura – será capaz de responder aos desafios que um treinador exigente e de mentalidade diferente irá colocar no dia-a-dia? Gostaria de responder inequivocamente que sim, mas tenho fundamentadas dúvidas pelas características de quem compõe a Comissão Executiva… Vou ser claro: a única pessoa com "track record" para acompanhar um treinador que vem de um futebol com outro nível de organização é Domingos Soares de Oliveira (DSO) – porque "fala a mesma linguagem" (se alguém tiver dúvidas, é constatar o nível da atual organização interna do SLB e isso tem um nome: DSO).
Tendo este Benfica, no papel, 2 (dois) CEO, como é do conhecimento público – Rui Costa (a fazer um percurso de mudança e aprendizagem) e DSO, veremos como se processará no futuro o equilíbrio entre ambos. No entanto, é inequívoco, para mim, que RC seria mais Presidente, se deixasse DSO liderar literalmente a SAD. Obviamente que, para tal, algumas das suas atuais funções teriam de ser delegadas, sempre com um pensamento estratégico de futuro, quiçá para um CFO a recrutar.
Estou perfeitamente ciente dos engulhos que DSO causa no Benfica, até porque fui o único a votar "contra" a sua entrada na Administração da SAD, numa Assembleia Geral que se realizou há muitos anos e apenas porque, reconhecendo a sua competência, sabia ser adepto do Sporting, conforme expressei "alto e bom som". Mas já passaram tantos anos, durante os quais demonstrou a sua competência profissional, que até acho que já se entronizou benfiquista e, depois de 2 eleições em 2020 e 2021, precisamos de parar com guerras internas que só nos enfraquecem e divertem os nossos rivais e… seguir em frente.
Ainda mais uns temas que gostaria de referir: a necessidade de se devolver ao futebol profissional o nível de exigência que já foi apanágio do Clube, em que os jogadores, quando perdiam ou sequer empatavam, o ambiente na cabina era literalmente de "funeral". Atualmente, a impressão que colhemos para quem está de fora como eu, é que "encolhem os ombros e siga para outro jogo". O Benfica tinha "artistas a solo na orquestra do futebol", mas também tocadores de tambor, alguns mesmo "carregadores de piano", sendo esta mescla liderada, dentro da cabina, por jogadores com "mau feitio", os tais para quem ganhar é a única opção, sem condescendência para os que fingiam que corriam, no fundo "se encostavam"... Assim se constrói a mística, com vitórias que saem do balneário e levam as bancadas ao rubro.
Por fim, é tempo de acabar com a mania da perseguição, do permanente "chorar" sobre as arbitragens de que somos alvo e/ou dos organismos da Liga e FPF. Que tal, ter melhor plantel, jogar e correr mais do que os outros? Ou acham mesmo que para o Benfica que todos ansiamos, o não ganhar ao Nacional, Paços de Ferreira ou Marítimo por causa de um off-side ou de um penalti em que o árbitro erra, é suficiente desculpa? Eu não me revejo neste carpir próprio de um conjunto de desculpas que mais não são do que confissões de falta de categoria, de que realmente temos um Benfica menor e de pouca exigência.
Começaram os treinos e daqui a cerca de 1 mês é a doer, em jogos que podem marcar completamente a época. Há 36 jogadores no plantel, um emagrecimento para fazer, no fundo, tarefas elementares cujo atraso nas decisões pode minar o balneário. Veremos as decisões que Schmidt vai tomar e veremos a capacidade da organização em "despachar" os excedentários. Este o primeiro desafio que se coloca no imediato. Os outros desafios, como contratar jogadores que fazem falta, sobretudo com perfil para jogar num Benfica de máxima exigência e "cara feia", virão a seguir, mas tão essenciais para um Benfica de têmpera que nos permita fazer renascer a mística que nos conduzirá às vitórias."

BI: Taça de Portugal 1969

Visão: Enzo...