Últimas indefectivações

sábado, 14 de julho de 2012

Proencilinária

"«Quosque tandem?», perguntava Cícero em pleno Senado romano. «Até Quando?». Lúcio Sérgio Catilina era um falido. Falido moral e financeiramente. Planeava o golpe que o conduziria ao poder. Um golpe que viria a falhar no campo de batalha. No campo das palavras, Cícero não o poupou: «Até quando Catilina abusarás tu da nossa paciência?» Os discursos de Cícero ganharam o nome de Catilinárias. A vitória do verbo sobre a ambição estúpida e desonesta.
Acabado de desembarcar do seu país das maravilhas, Proença também tem ambições. A mais grotesca de todas é a da exigência da fanfarra. Queria a sala de chegadas do aeroporto da Portela entupida de gaiteiros, com a Banda Filarmónica da Guarda Nacional Republicana atacando o Hino Nacional ao seu mais ligeiro vislumbre. Queria o Presidente da República, queria membros do Governo (licenciados ou não), queria os escuteiros e os bombeiros, queria Portugal ajoelhado a seus pés. Queria, se calhar, passar a ser conhecido pel'O Condestável. Queria muito provavelmente que a Igreja começasse desde já a meter os papéis para a sua beatificação. Ah! Até quando?
Sem noção do ridículo, desfez-se em entrevistas, em declarações. Portugal teve de o ouvir, teve de ler os seus doutos pensamentos. Ignorou os erros graves (muito graves até) que cometeu em Munique e em Kiev. Neste momento da sua existência ignora tudo excepto a sua suprema vaidade. Até quando? Até quando?
Comenta os prejuízos que provocou a terceiros com uma leviandade assustadora. Praticamente, promete repeti-los. Sempre contra os mesmos. Que não têm o direito de se lamentar pois ele é um ser abençoado por Deus com o dom de errar democraticamente contra todos, menos contra um. E esse um nós sabemos quem é. É quem lhe põe a mão por baixo e lhe dá azo a tanta pacóvia pavonada.
Ah! Até quando abusarás tu da nossa paciência?..."

Afonso de Melo, in O Benfica

Proença... ainda

"Já muito se falou na presença do árbitro Pedro Proença na final do Campeonato da Europa, concluindo da melhor forma uma grande época internacional. Parabéns! É uma honra para o País e para o Futebol Português. Com ou sem a presença do secretário de Estado à sua espera no aeroporto...
(Abra-se aqui um parênteses para referir que no Europeu de Atletismo, disputado ao mesmo tempo e do qual Portugal regressou com três medalhas, um dos apenas sete juízes internacionais era português e o (único) juiz de partida ('starter') internacional também era português - e nem se soube, talvez porque, felizmente, no atletismo não há penáltis nem foras-de-jogo...).
Há muito quem, face às boas arbitragens de Pedro Proença lá fora, afirme agora que não há razões para as críticas que lhe são feitas por cá. E até se reduzem essas críticas ao fora-de-jogo não assinalado aquando do decisivo golo da vitória do FC Porto na Luz (por sinal mais da responsabilidade do seu fiscal-de-linha, que também esteve no Europeu).
Acontece que as críticas do Benfica a Pedro Proença são muito mais extensas e não se limitam a esse fora-de-jogo, longe disso. Houve outros lances desse Benfica-FC Porto, como houve vários outros em diversos jogos  de há muitos anos para cá: começou num célebre Boavista-Benfica; continuou noutro célebre Penafiel-Benfica que só não ficou na história porque na jornada seguinte Luisão marcou o inesquecível golo do título ao Sporting; prosseguiu num também célebre penálti no Dragão; e por aí adiante, em jogos menos mediatizados mas com algo em comum: na dúvida, é contra o Benfica.
Os êxitos internacionais do árbitro português ainda tornam mais graves os seus deslizes internos. Porque provam que o árbitro é bom. Claro que todos os árbitros erram e Proença também tem direito a errar. A diferença está no facto de os melhores árbitros errarem menos. Proença erra menos lá fora mas erra mais quando jogo o Benfica e, infelizmente, normalmente para o mesmo lado.
Parece ter ficado definitivamente marcado pela 'acusação' de que era sócio do Benfica..."

Arons de Carvalho, in O Benfica

O espectáculo que se avizinha

"Com o aumento do IVA de 6% para 23% no preço dos bilhetes dos espectáculos, o sacrifício financeiro pedido aos adeptos do futebol só se torna legítimo se houver uma significativa melhoria na qualidade do espectáculo proporcionado.
Para que o futebol, em Portugal, fosse verdadeiramente um espectáculo teria de se garantir que um jogo de futebol não estava viciado à partida. Os exemplos das últimas décadas mostram-nos que só os mais crédulos (ou convenientemente inocentes) acreditam que a competição futebolística em Portugal não está ferida na credibilidade. Os exemplos são muitos e quotidianos. Dizia-me recentemente um ex-delegado da Liga que desconfiava ter sido demitido do cargo por se ter recusado a “ajeitar” um relatório de acordo com o pedido que vinha de um conhecido dirigente. O “jeito” no relatório seria em abono de uma equipa de arbitragem cujo chefe de fila está actualmente em alta no mundo do futebol.
Coincidentemente, numa entrevista recente, o árbitro Pedro Proença – em plena campanha de lavagem de imagem e de memória dos seus sucessivos erros em prejuízo do Benfica e benefício sistemático de quem se “ajeita” no futebol português há umas três décadas – enviava recados, alfinetadas e avisos à Direcção Benfica e aos benfiquistas. Ficou muito claro o espectáculo que a arbitragem portuguesa, com o Proença à cabeça, está a preparar para os jogos do próximo campeonato.
De facto, com a dita subida do IVA não se está a taxar a paixão pelo espectáculo de futebol, está-se a taxar a paixão pelo clube… a única que ainda nos leva a ver futebol em Portugal."

Pedro F. Ferreira, in O Benfica

sexta-feira, 13 de julho de 2012

Para matar a fome !!! Não foi mau...


Benfica 2 - 0 Marselha

Bom arranque... não é normal fazer o primeiro jogo  da época contra um adversário da qualidade do Marselha, mas o Benfica não se ressentiu, chegou mesmo a sufocar os Franceses, que nem pareciam ter mais tempo de preparação!!!
No onze inicial, a única novidade foi o Luisinho, de resto a equipa do 'costume'!!! As rotinas já existentes, ajudaram à exibição agradável do Glorioso... com as alterações, o ritmo manteve-se... e a vitória acabou por ser escassa. Os golos perdoados, talvez tenham sido o sinal mais preocupante!!!
Ainda vão sair jogadores - espero que seja só o Nico -, ainda vão entrar jogadores - defesa esquerdo e defesa direito... -, mas a base vai ser a mesma, em tempo de crise, com o mercado 'fechado' não haverá muitas alterações...
O Luisinho esteve muito bem, o Melga também, mas espero que seja utilizado a extremo, com a provável saída do Nico e a chegada de um defesa esquerdo, creio que é isso que vai acontecer... A substituição do Witsel pelo Carlos, foi o exemplo daquilo que na época passada, não podia ser feito, o Carlos é um bom suplente do Witsel e não do Pablo... O Ola John tem um talento enorme, mas notou-se ainda a normal falta de entrosamento...
Alguns jogadores não utilizados hoje, provavelmente vão jogar no Domingo, estou curioso para ver o Hugo Vieira e Michel... é preciso definir as situações do Kardec e do Enzo: ficam ou saem?!!!...
As únicas notas negativas foram as lesões do Ola John e do Matic, que espero que tenham sido só sustos...

Melhores marcas...


A manhã em Barcelona começou com a Vera Fernandes a bater o seu recorde pessoal nos 100m barreiras, com 14,14s... apesar da boa marca, não conseguiu a qualificação para as Meias-Finais.
Pouco depois, foi a vez da Marta Pen voltar a fazer uma grande corrida. Também não conseguiu a qualificação para a Final - foi por pouco -, mas tirou praticamente 6 segundos (!!!) à sua melhor marca anterior, fixou o seu novo recorde em 4:20.95m !!! Isto depois de nas duas corridas dos 800m que efectuou, ter também batido o seu recorde em quase 2 segundos. Grandes Campeonatos para a Marta, que provou com estas marcas, ter uma enorme margem de progressão, não é todos os dias que se tira 6 segundos - nos 1500m -, ao seu recorde!!!

Terminou o Mundial para os atletas do Benfica: excelentes prestações da Marta Pen (800m e 1500m), a Vera Fernandes também esteve bem (100 barreiras), o Ruben Miranda a caminho do seu melhor (Vara), uma corrida satisfatória do Samuel Barata, no meio da loucura Africana (10000m)... a Diana Almeida um pouco abaixo das expectativas, mas com tudo em aberto para o futuro.

Esta será uma pré-época de luxo

"O Benfica defronta em 20 dias de pré-época três campeões europeus. Marselha, Real Madrid e Juventus são ementa de luxo numa pré-época em que o principal objectivo é conseguir chegar ao jogo com o SC Braga em condições de ganhar. Não deixa de ser prestigiante que o clube aqueça os motores contra equipas deste prestígio.
Como não sou de excessivas expectativas, quanto à realização de novas aquisições de jogadores, espero para ver se a qualidade de quem entrou. Não raras as vezes, e em muitas paragens, os reforços saem tremoços. No escuro, e correndo risco sério de me enganar, apostaria em Ola John como aquele que mais alegria nos vai dar. Regra geral os melhores são os que falam menos. Após o Marselha, haverá outra capacidade de análise.
Ontem um amigo dizia-me que no final do jogo FC Porto-Benfica, onde nos sagramos campeões, o aglomerado de jogadores portistas à volta de Carlos Lisboa mais não faziam que lhe pedir emprego. O ecletismo do Benfica e o seu esforço financeiro são cada vez mais dignos de destaque e elogio.
Este debate existe em todos os clubes, mas eu garanto que com metade dos salários de um Cristian Rodriguez ou um Janko qualquer, o FC Porto estaria no top da modalidade.
Sacrificar tudo às mãos do futebol é fácil mas é um erro. Esta tentação não é exclusiva do FC Porto, mas depois de acabar há muitos anos com o Voleibol e Hóquei em Campo, o FC Porto sempre fez gala de manter as suas modalidades a um nível elevado. Para nós benfiquistas ficará o consolo de lembrar o último FC Porto-Benfica com uma alegria imensa, a ver a capacidade destrutiva que as nossas vitórias provocam nos adversários.
Confesso que não rejubilo com o fim do basquete portista, lamento que assim seja, é mau para a competição, para a modalidade e para a cidade.
Académico do Porto e Vasco da Gama, não têm, por agora, condições de estar numa liga profissional."

Sílvio Cervan, in A Bola

quinta-feira, 12 de julho de 2012

Telma e a Bandeira !!!


Justíssima a decisão de entregar à nossa Telma Monteiro o privilégio de ser a Porta-Estandarte da comitiva Portuguesa em Londres, na sessão de abertura dos Jogos Olímpicos.
Distinção conquistada, através do mérito desportivo... de toda a comitiva, é de longe, a atleta mais bem sucedida, além de ser a nossa mais provável medalhada...
Parabéns Telma...

Afundanço !!!


Aparentemente os Corruptos decidiram acabar a secção de Basket !!!
Trauma?!!! Mau perder?!!! Vingança contra a PSP?!!! Já sei, a culpa é o do Carlos Lisboa!!!

Alguns defendem que esta decisão, é má para a modalidade em Portugal!!! Pois, eu não concordo. Qualquer modalidade desportiva sem a presença dos Corruptos, só tem a ganhar...!!! A Liga vai ficar menos competitiva? Provavelmente. Todos os Clubes estão com dificuldades, os orçamentos vão baixar, os estrangeiros de qualidade serão menos... mas ao mesmo tempo, os jogadores Portugueses vão ter mais espaço para jogar. O que para o Benfica é duplamente bom: orçamento mais baixo, e aposta nos jovens recentemente Campeões na Formação.
O argumento da redução do espectáculo, também não colhe, basta relembrar os jogos da Final, que foram quase sempre mal jogados, apesar dos orçamentos altos do Benfica e dos Corruptos...
Dito isto, é bom relembrar que no Volei, sem Corruptos e Lagartos, continuamos a ter adversários complicados - com os apoios da Câmaras e dos Governos Regionais -, por isso, para o Benfica vencer as competições, tem que jogar, e não pode adormecer...
Os problemas financeiros dos Corruptos, parece que são profundos, envolvendo inclusive alguns funcionários bancários e supostas garantias... antes do fim do Verão, até podemos ter mais 'desistências' no antro da Corrupção... mas se isso não acontecer, é óbvio que vão ficar com mais dinheiro para o Hóquei e o Andebol.
Também estou muito curioso para saber para onde o João Santos e o Diogo Correia vão jogar!!! (como já expliquei antes a situação do Carlos Andrade é diferente), além do Marçal...
Resumindo: excelente notícia!!! Mas podia ter sido melhor !!! Se a extinção fosse alargada ao clube...!!!


Satisfatório


O ano passado, no Europeu, o Ruben Miranda teve uma lesão gravíssima, podia mesmo ter acabado a sua carreira desportiva, mas conhecido pelo seu espírito divertido e determinado, o Ruben não desistiu, e teve uma recuperação que pela sua rapidez surpreendeu quase todos... Já esta época, voltou a ter um susto, felizmente não foi nada de grave...
Assim a participação no Campeonato do Mundo Júnior em Barcelona, teve um sabor especial... sem os azares, o Ruben muito provavelmente tinha ido para Barcelona discutir as medalhas, mas assim a qualificação para a Final já foi um excelente resultado.
Na Final saltou 4,85m e 5,00m à primeira, e depois não conseguiu ultrapassar os 5,10m, ficando assim no 13º lugar (em 14)... Depois da grave lesão o Ruben ainda não conseguiu chegar à sua melhor marca - 5,20m -, mas com tempo, tenho a certeza que vai retomar as grandes marcas...

Algumas matérias inflamáveis de verão

"Com 4 meses de atraso o CD já deliberou sobre uma porta partida no Dragão. Só lhe falta agora deliberar sobre uma bancada incendiada na Luz há meio ano. Será ainda antes do próximo Natal?

CARLOS MARTINS vai voltar a ser jogador do Benfica em 2012/2013 garantem os jornais. Depois de um ano emprestado ao Granada, o médio português vai voltar ao Estádio da Luz onde já foi muito feliz.
Na época passada, o Benfica nunca contou com um jogador com as caraterísticas e a disponibilidade para a luta de Carlos Martins e muita falta fez no meio do campo uma presença assim. Para ajudar os companheiros mais vocacionados para os rendilhados artísticos que entusiasmam o público e a crítica mas que, frequentemente, não bastam para arrastar a equipa para a área do adversário.
Carlos Martins, não sendo nenhum Iniesta, foi um jogador de grande utilidade prática sempre que o Benfica contou com ele. N terço final do último campeonato, quando Pablo Aimar foi suspenso por dois jogos depois de ter sido expulso em Olhão, muito jeito teria dado ao Benfica um Carlos Martins para suprir a ausência do pequeno maestro argentino nos confrontos que se seguiram.
Em momento histórico de contenção de despesas, com os bancos tradicionalmente amigos a fecharem os seus guichets à malta do futebol, o regresso de Carlos Martins à Luz, de onde nunca devia ter saído, é uma boa notícia.

PEDRO PROENÇA continua em alta nos meios de comunicação, o que se justifica amplamente porque não é todos os dias que um árbitro português apita de rajada uma final de uma Liga dos Campeões e uma final de um Europeu.
Proença tem vindo a revelar as suas mágoas e os seus anseios no que diz respeito ao sector da arbitragem no nosso País, de que será certamente o líder máximo quando chegar a devida altura, e tem também vindo a partilhar com o vasto público, que lhe segue agora todos os passos, algumas inconfidências e anedotas da sua profícua e brilhante carreira.
Como, por exemplo, a breve troca de palavras com Iniesta logo que deu por terminada a final de Kiev entre espanhóis e italianos. Contou Proença que Iniesta, no fim do jogo, foi ter com ele para o cumprimentar pelo bom trabalho ao apito e para lhe dizer quanto o queria ver a apitar em Espanha.
Depreende-se das palavras desse enorme jogador chamado Iniesta que os árbitros espanhóis não lhe agradam muito - o que também se aceita porque o seu Barcelona perdeu para o Real Madrid a última Liga -, e que preferia ver um português, como Proença, a dirigir os clássicos de Nou Camp e do Santiago Bernabéu.
É assim um pouco por todo o mundo do futebol. Quem perde tende a virar-se contra os árbitros da casa e a desejar árbitros vindos de fora, mais distantes das questiúnculas nacionais sempre condicionantes e agrestes.
Esta é a explicação corriqueira para o desejo de Iniesta de ver Pedro Proença a apitar todos os fins de semana em La Liga.
A outra explicação, menos corriqueira, mais rebuscada, é que Iniesta é do Benfica desde pequenino e que, por isso mesmo, mal por mal, preferia o Pedro Proença em Espanha do que a actuar em Portugal.
E nesse capítulo tem Iniesta muitos, mas mesmo muitos seguidores do lado de cá da fronteira.

NA próxima quarta-feira, no Estádio da Luz, apresenta-se o Benfica ao seu público num jogo de solidariedade copromovido com a Fundação Luís Figo em benefício da ACNUR, a agência da ONU para os refugiados.
Benfica versus Luís Figo & Amigos é o cartaz que vai, certamente, atrair muitos milhares de espectadores. A apresentação pública do acontecimento juntou Luís Filipe Vieira e Luís Figo à mesma mesa e o presidente do Benfica ofereceu ao antigo jogador, um dos melhores de sempre do futebol português, uma camisola do Benfica com o seu nome escrito nas costas, como é das regras.
Foi com um grande sorriso que Luís Figo recebeu a sua camisola do Benfica.
Pudera, realizou um sonho de infância! - disse-me logo um benfiquista que percebe imenso destas coisas.

DESDE que a época oficial terminou, as primeiras páginas dos jornais desportivos dedicaram-se por todo o mês de Junho ao Holandês De Jong e pelo mês de Julho, que ainda vai a meio, ao Argentino Rojo. Ambos foram ou são ou serão potenciais alvos do Benfica no mercado de Verão.
Há grandes probabilidades, justificadas pela História, de que nem um nem outro alguma vez joguem no Benfica. É de que um ou outro acabem em emblemas rivais, também são grandes as probabilidades.
Há quem explique este festival de capas com jogadores que interessam ao Benfica como a maneira mais fácil e mais óbvia de vender jornais quando não há jogos de futebol, nem a sério nem a brincar. E pelo peso que os adeptos-leitores do Benfica têm no panorama muito objectivo das vendas de papel, como todos reconhecerão.
Parece-me um conceito cada vez mais errado. Na pequena mas significativa amostra de benfiquistas com que me deparo no dia-a-dia, muitos são os que, escaldados por desilusões continuadas, se recusam sequer a olhar para as notícias dos quase-jogadores do Benfica «presos por detalhes» durante meses a fio.
É um sinal dos tempos.

A 10 Março, a Académica foi ao Dragão jogar para o campeonato. Vencia o jogo aos 90 minutos mas acabou por sofrer o golo do empate já no larguíssimo período de descontos concedidos pelo árbitro. Nada justifica, no entanto, que um jogador dos estudantes, de seu nome Pape Sow, tenha causado sérios danos na porta da cabina da Briosa, expressando de forma tão pouco elegante a sua frustração pelo resultado final.
O Conselho de Disciplina da Federação Portuguesa de Futebol decidiu agora, e já estamos em Julho, a pena a aplicar ao comportamento desabrido do jogador: foram 250 euros de multa para Pape Sow.
Provavelmente o preço do arranjo ou da substituição da porta danificada.
Quatro meses foi o tempo que demorou o Conselho de Disciplina a deliberar sobre uma porta de um balneário do Estádio do Dragão. A justiça desportiva é lenta e funciona por assoalhadas.
Só assim se explica e justifica que sobre o incêndio de uma bancada inteira do Estádio da Luz, ocorrido há meio ano, não haja ainda deliberação do dito Conselho de Disciplina. É que é muito metro quadrado de área danificada e os custos dos reparos já foram orçamentados em 500 mil euros por uma entidade independente.
O que se passou no Estádio da Luz no Benfica-Sporting do ano passado foi uma vergonha. Outra vergonha é a inoperância do Conselho de Disciplina da FPF sobre esta matéria altamente inflamável.
Quanto ao Benfica, registe-se também a sua inoperância política no rescaldo do sinistro.
Sem capacidade para pressionar os órgãos da justiça desportiva para que resolvam o assunto, o Benfica entretêm-se com menoridades.

ADRIEN regressou a Alvalade depois de ter estado emprestado à Académica e de ter conquistado uma Taça de Portugal disputada contra o seu clube-patrão.
Segundo a imprensa especializada, Adrien regressou depois de ter pedido desculpa ao Sporting por, na véspera da final do Jamor, ter anunciado a sua vontade de ganhar o jogo furando assim o blackout imposto pelo Sporting a todos os seus jogadores: aos do plantel que ficou em Alvalade e à multidão de emprestados a outros clubes.
Isto não tem pés nem cabeça.
Mas talvez assim se compreenda a posição do Sporting nesta guerra actual dos emprestados lançado pelo Nacional da Madeira e que colheu a maioria dos votos da última assembleia geral da Liga. O Sporting votou favoravelmente a deliberação que proíbe empréstimos de jogadores entre clubes que competem no mesmo escalão.
Está bem visto. Desde modo acabam-se de vez com os pedidos de desculpa dos jogadores emprestados que furem blackouts à distância ou que se atrevem a dizer que gostam de ganhar a quem lhes paga o ordenado.
Matérias inflamáveis deste verão."

Leonor Pinhão, in A Bola

Defeso B

"Gosto particularmente do defeso no futebol. Por uma simples razão, aparentemente paradoxal: é que gosto de futebol. Mas gosto - utilizando a sua própria linguagem - com peso, conta e medida. No defeso, há tempo para ilusões, sonhos, esperança. Dorme-se sem o tormento de uma noite mal passada quando a nossa equipa nos destroça com um mau resultado. A família agradece os fins-de-semana em que não há o suplício de compatibilizar horas de sua pertença com o tempo sempre diferente de uma panóplia de jogos.
Ontem escrevi sobre a técnica de perguntar por um jogador. Mas o defeso dá também a oportunidade de ler e ouvir declarações sempre arrebatadoras de jogadores que chegam ou saem. Muitas vezes com aquela pitada de amor eterno à camisola que se veste pela primeira vez, tal qual acontece com o que se vê amiúde nas revistas cor-de-rosa com juras de eterna fidelidade desmentida nos capítulos seguintes.
Nesta última semana, seleccionei duas frases que me chamaram a atenção. Uma raçuda e que é recorrente quando um clube está numa situação negocial complicada para contratar um craque: «vamos dar um murro na mesa.» Leia-se ao contrário: «vamos ceder e pagar o que nos pedem.»
Outra peituda e que foi a de um Indiano de seu nome Sunil Chhetri (com o cognome de bombardeiro de Deli) que tendo assinado pelo Sporting e estando nas nuvens por ir para a equipa B, afirmou peremptoriamente: «Não vou deixar pedra sobre pedra.» Ora aqui está um Indiano a absorver o melhor e mais delicioso condimento do defeso: o do atrevimento sem limites e do ridículo sem disfarces. Do defeso B, entenda-se."

Bagão Félix, in A Bola

Lixo


Todos os dias temos exemplos de mau jornalismo desportivo, incompetência, ignorância, estupidez, entre outras coisas mais graves... mas no meio de tanta parvoíce até existe alguma 'coerência': os 'ataques' directos ou indirectos são sempre ao Benfica!!!
Ontem na RTP Informação (sempre a RTP i !!!), vi uma reportagem sobre o Clube Naval de Cascais. Onde era afirmado logo no início:
«...o Clube Naval de Cascais, com 8 atletas, é o segundo clube com mais representantes na comitiva Olímpica Portuguesa para Londres 2012, só ultrapassado pelo Sporting (18)...»!!!
Incompetência?!!! Vontade em desvalorizar o Benfica?!!! Se erros como este, fossem raros, eu até poderia deixá-los passar, mas é praticamente todos os dias - sendo que a RTP (além do Rascord...) é uma das principais 'fontes' dos disparates!!!
O Benfica vai levar 12 atletas a Londres. 10 na delegação Portuguesa, 1 por Espanha, e outro na comitiva do Uruguai...
(Sendo que os Lagartos, depois de terem criticado violentamente o projecto Olímpico do Benfica, copiaram o conceito e contrataram vários atletas só para 'acrescentarem' número: no Triatlo, no Judo, na Canoagem e no Remo. Excluindo estes, curiosamente o Sporting teria 12 atletas!!!).
Para alguns Benfiquistas, estes assuntos não são importantes, não devemos perder tempo a desmontar estas atordoadas, mas eu discordo. Uma mentira repetida muitas vezes, facilmente se torna verdade...

quarta-feira, 11 de julho de 2012

Modalidades...

...as nossas modalidades de pavilhão estão de férias (mesmo assim no Hóquei a Federação ainda não homologou o título!!! Adenda: Afinal parece que finalmente somos Campeões oficialmente!!!), mas o Clube a conta-gotas, tem vindo a anunciar algumas contratações para a próxima época:

Com os maus resultados da última época, até é lógico que seja a secção de Andebol a mais 'mexida', assim já foram confirmadas a chegada de dois estrangeiros: o guarda-redes espanhol Vicente Álamo, e o lateral-esquerdo/central Davor Cutura, ambos jogadores com créditos firmados, já veteranos... mas parecem-me bons reforços... sem o anuncio oficial, mas 'apalavrados' temos o Álvaro Rodrigues (ex-ABC), o Tiago Pereira (ex-ABC) e o Dario Andrade (ex-Corruptos)... Creio que o plantel, mesmo com todas estas alterações ainda não estará fechado!!! Com estas entradas será natural pensar que pelo menos o Zaikin, o Graça e o Roque vão sair...!!! Tenho dúvidas sobre a necessidade de ficar com 3 guarda-redes!!! Fala-se também na saída do Rui Silva o que me deixa preocupado, porque assim só ficaríamos com 1 Pivot!!! A renovação do Cláudio Pedroso é na minha opinião uma aposta arriscada, devido à inconstância exibicional do Cláudio, além da propensão às lesões...

No Hóquei em Patins já está tudo decidido, o Sérgio Silva saiu - com muita pena minha!!! - e para o seu lugar foi contratado o Marc Coy, o melhor marcador da época passada na Liga Espanhola... não haverá mais alterações no Benfica.

No Futsal já foi anunciada a saída do Ricardinho e do Dentinho, e os empréstimos do Teka e do Anilton, também é esperada a saída do Vítor Hugo e o regresso do Carlos Paulo para a baliza. A única entrada 'semi-confirmada' é a do Ricardo Fernandes. Fala-se do Vítor Hugo do Leões de Porto Salvo, mas muito sinceramente sabendo que ele ainda tem contrato com a sua equipa, não acredito num acordo... repetindo-se o que se passou com o Freixieiro ano passado, por causa do Ricardo Fernandes!!! Internamente, sem lesões, com o Ricardo, a equipa na minha opinião fica equilibrada, mas se quisermos ter uma palavra a dizer na UEFA Cup, temos que contratar mais um ala desequilibrador (além do Vítor Hugo)... nós sabemos que os orçamentos são sempre 'curtos', mas contratar alguém 'somente' em Janeiro não é a opção ideal, porque existirá sempre uma questão de adaptação...

No Basket provavelmente só teremos notícias de entradas mais sonantes, mais lá para o final do Verão. Dito isto, parece que o Carlos Andrade vai regressar ao Benfica!!! Já li algumas frases infelizes sobre esta possibilidade, mas eu recordo que o Carlos ao contrário de outros, só saiu do Benfica porque foi praticamente obrigado, já que o Benfica estrategicamente abandonou a Liga e foi jogar para a ProLiga (II divisão), quando regressou a Portugal não me recordo do Benfica ter estado interessado, e a forma de jogar agressiva (admito: provocatória...) que ele joga, é uma das razões pela qual eu gosto dele (não gosto dos mergulhos...!!!), e tenho a certeza que os Benfiquistas na generalidade gostam muito dessa agressividade...
Hoje, foi anunciada a saída do Minhava, algo que já era esperado... o Sérgio Ramos também não vai continuar, com as constantes lesões, também já era esperado. Parece que o António Monteiro irá jogar para Angola, a ser verdade, não concordo. O António é um jogador que vai crescer muito, e gostaria que ele ficasse no Benfica. As regras também vão mudar, só vai ser permitido 2 estrangeiros em vez dos 3, sendo que o Seth Doliboa será um deles (recordo que o Heshimu está naturalizado... creio que o Norris e o Gentry também não contam como estrangeiros)... assim ficará a faltar um 'americano', obviamente que todos nós queríamos que esse jogador fosse o Ted Scott, mas duvido muito, só se as equipas das principais Ligas Europeias estiverem cegos (espero que sim!!!)...

O defeso do Voleibol é muito grande, as atenções estão concentradas nas Selecções, mas creio que já se pode 'anunciar' que o Raphael Margarido, mais conhecido por Vinhedo, será o Distribuidor do Benfica para a próxima época... é um jogador que ficou 'à porta' da Selecção Brasileira, jogou na Polónia na época passada, e tem excelentes referências... Não sei se a aposta para 2º Distribuidor, será no jovem Miguel Tavares... Deverá ser contratado um Atacante Zona 4, para compensar a saída do Flávio Cruz para o Sp. Espinho, e de resto caso todos os outros jogadores regressem não haverá mais alterações, a dúvida parece ser o Honaré, que estará em stand-by à espera de um contrato melhor lá fora...!!!

Um gesto...

Perguntas

"A contracção económica, embora com atraso, parece estar a chegar ao futebol. Há menos agitação no mercado e mais ponderação face a investimentos injustificados. Mas, é claro, não nos iludamos: com o absurdo limite de 31 de Agosto, as loucuras voltarão na razão inversa dos minutos que faltam para atingir aquela data.
Até lá, pergunta-se. Neste mercado, perguntar é o verbo para substituir a falta de um substantivo: verba. Todos os dias há notícias sobre clubes que perguntam por jogadores. Antes, observava-se, agora pergunta-se. Às vezes não sei a quem. E, de vez em quanto, dá a sensação que se trata apenas de perguntar por perguntar. Mas já ninguém pergunta por essa ficção contratual chamada cláusula de rescisão e, no mercado doméstico, com o inusitado fim dos empréstimos, os pequenos deixaram de perguntar aos grandes. Outras vezes pergunta-se para que outros deixem de perguntar ou continuando a perguntar o preçario pós-pergunta seja inflacionado. Também já se vai verificando o inverso: um jogador que pergunta por um clube. Por exemplo e se não estou enganado, Simão Sabrosa perguntou pelo Benfica.
Por este caminho, depois dos olheiros, agora promovidos a scouters, vamos ter nos clubes uma nova classe profissional: os perguntadores renumerados em função da sua maior ou menor língua de perguntador, mesmo que as perguntas sejam de algibeira (aqui no sentido literal)...
Neste contexto, vem-me à memória Alvin Toffler: «A pergunta certa é geralmente mais importante do que a resposta certa à pergunta errada.» Ou o nosso Virgílio Ferreira: «Uma pergunta não interroga: uma pergunta diz a resposta.»"

Bagão Félix, in A Bola

Positivo...


A Marta Pen voltou a bater o seu recorde pessoal nas Meias-Finais dos 800m, com 2:05.45, no Campeonato Mundial Júnior, não conseguiu a qualificação para a Final - de todas as participantes nas Meias-Finais era a atleta que tinha pior marca pessoal -, mas ficou em 4º na série, e fez o 16º tempo, em 24 atletas... Em dois dias, a Marta bateu por duas vezes a sua melhor marca, 'tirando' quase 2 segundos, demonstrando muita garra, sem se intimidar com o ambiente - algo que infelizmente acontece com muitos atletas Portugueses -, e com uma excelente ponta final - algo também raro a este nível nos atletas Portugueses nesta distância!!!

terça-feira, 10 de julho de 2012

Mundial Junior de Atletismo em Barcelona...



Começou hoje o Campeonato do Mundo Júnior de Atletismo, com a presença de 5 atletas do Benfica. O dia até não começou bem com a Diana Almeida nos 3000m obstáculos, a falhar a qualificação para a Final, com um tempo abaixo das suas possibilidades, cerca de 20 segundos abaixo do seu recorde pessoal, é verdade que mesmo fazendo a sua melhor marca, dificilmente se qualificaria, mas...
Pouco depois as coisas começaram a correr bem, com a Marta Pen a bater o seu recorde pessoal nos 800m, e a conseguir ser repescada para as Meias-Finais, com uma ponta final emotiva, com algumas ultrapassagens. Com o 16º tempo nas eliminatórias, a Marta vai ter muitas dificuldades em passar para a Final... mas ainda faltam os 1500m.
Mais ou menos ao mesmo tempo, o Ruben Miranda conseguia a qualificação para a Final do Salto com Vara... começou com 3 saltos válidos, a 4,75m, a 4,95m e a 5,05m. Com a melhor marca da temporada garantida, ainda tentou os 5,15m mas falhou as 3 tentativas. A Final não vai ser fácil, vários adversários têm recordes melhores, mas o Salto com Vara é uma prova onde regularmente existem surpresas nos grandes Campeonatos, mas para isso o Ruben tem que bater o seu recorde pessoal de 5,20m e depois logo se vê...!!!
O dia acabou com a louca corrida dos 10000m, com a presença do Samuel Barata. Com os miúdos Africanos a correrem 'à grande' e 'à antiga', os restantes participantes ficaram espalhados pela pista, todos com voltas de atraso!!! O Samuel acabou  por ficar longe da sua melhor marca, cerca de 1 minuto, mas foi o 4º Europeu!!!
Amanhã no final da manhã a Marta Pen vai correr a Meia-Final dos 800m, será a única Benfiquista em prova.

PS: Uma nota para o excelente resultado do Carlos Nascimento, que fez o 4º tempo de todas as eliminatórias dos 100m, confirmando o bom resultado do fim-de-semana passado nos Campeonatos Individuais de Portugal. Amanhã tem todas as condições para chegar à Final...

Dia 18 de Julho todos à Luz...


"John Fitzgerald Kennedy, 35.º presidente dos Estados Unidos, disse um dia que «uma pessoa pode fazer a diferença, mas todos devem tentar». Fazer a diferença, nos dias que correm, não só em Portugal, onde a crise não deixa a ordem do dia, mas especialmente naqueles países em que o problema não é colocado ao nível da qualidade de vida mas da própria sobrevivência, é uma causa vital, vestida de uma nobreza sem paralelo.
No próximo dia 18 de Julho, duas instituições de bem, que têm por objecto criar condições para uma vida melhor - a Fundação Benfica e a Fundação Luís Figo - levam a cabo um espectáculo desportivo, no Estádio da Luz, que tem como ponto alto um jogo de futebol, de características muito especiais, entre a equipa dos encarnados e uma selecção de antigas glorias do futebol mundial, que vão actuar sob a bandeira da Fundação Luís Figo.
Trata-se de um evento imperdível, onde, revertendo as receitas para quem, do ponto de vista social, delas mais necessita, a que a generosidade dos portugueses, benfiquistas ou não, não pode faltar. Encher, no dia 18, o Estádio da Luz será um sinal fantástico de que Portugal, apesar da crise que nos fustiga, não deixa de pensar em quem vive em condições sub-humanas e responde presente na hora de ser solidário. Apesar da competição não ser, de todo, a razão deste jogo, os benfiquistas não deixarão de ver em acção as aquisições para 2012/2013 e os restantes adeptos do futebol poderão deliciar-se com a magia que continua a sair dos pés dos eleitos pela Fundação Luís Figo, a começar pelo próprio, membro do clube dos Bolas de Ouro de Portugal, onde é parceiro de Eusébio, Cristiano Ronaldo e José Mourinho. Ir à Luz, no dia 18, também é futebol. Mas é, sobretudo, um acto de cidadania..."

José Manuel Delgado, in A Bola


segunda-feira, 9 de julho de 2012

Águias em Londres


Aqui estão os 10 Benfiquistas 'convocados' pela Missão Portuguesa para os Jogos Olímpicos de Londres: nas provas de Atletismo temos a Marisa Barros (Maratona), Marco Fortes (Peso), Marcos Chuva (Comprimento), Alberto Paulo (3000m obstáculos), Jorge Paula (400m barreiras) e o  Arnaldo Abrantes (200m), na Canoagem a Teresa Portela (K1 200, K1 500, k4 500) e a Joana Vasconcelos (K2 500, K4 500), no Judo a Telma Monteiro (-57 Kg) e no Triatlo o Bruno Pais (Triatlo).
Além dos 10 'Portugueses' ainda vamos ter o Rodrigo na selecção Espanhola de Futebol e o Urreta na selecção do Uruguai, portanto vamos ter 12 Benfiquistas.

As aspirações são as possíveis... a ausência do Nélson Évora é um duro golpe, mas podemos ter alegrias: a Telma é na minha opinião a melhor hipotese nacional para uma medalha (o ouro é uma possibilidade real!!!); na canoagem a Teresa Portela tem conseguido finais  em quase todos os grandes Campeonatos, no K4, com a Joana, podemos mesmo chegar às medalhas; o Marco Fortes e o Marcos Chuva vão lutar pela presença na Final, uma medalha será uma surpresa; o Alberto Paulo e o Arnaldo Abrantes infelizmente não parecem estar em forma, as últimas marcas não foram boas...; o Jorge Paula está a recuperar, se baixar dos 50 seg. poderá chegar às Meias-Finais, se isso acontecer, já será muito bom; a Marisa Barros vai lutar pela posição de melhor 'não-africana' na Maratona!!! O Bruno Pais tem como objectivo melhorar somente o 17º lugar de Pequim. Os nossos dois futebolistas estão em duas boas equipas, ambas com excelentes resultados nas últimas competições, depois do ouro do Di Maria em Pequim pode ser que tinhamos outra boa noticia no torneio de futebol...!!!

Europeu de Sub-19

Portugal foi hoje eliminado do Europeu de Sub-19, após perder com a Grécia por 2-3, terminando assim em 3º lugar do seu grupo. Após a vitória contra a Estónia (organizadora do torneio, equipa muito 'frágil'), e do emotivo empate com a Espanha, já se 'cheirava' o habitual tom laudatório nos jornaleiros... os Lagartos com vários jogadores no 11 inicial já usavam esta equipa como mais um exemplo da 'sua' excelência!!! Mas mais uma vez, a alegria foi de curta duração...!!!
Não vi o jogo de hoje, mas deixo aqui a minha opinião. Esta equipa tem dois jogadores muitos bons, que têm tudo para triunfar: João Mário (Sporting), e André Gomes (Benfica) - 2 golos -, curiosamente são jogadores muito parecidos, jogam de cabeça levantada, típicos organizadores do jogo, como há muito não se via nas camadas jovens Portuguesas!!! O Agostinho Cá (Barcelona) a trinco tem potencial, o Cancelo (Benfica) como defesa direito, ofensivamente esteve muito bem - se calhar demasiado agressivo -, o Bruma (Sporting) é o típico 'brinca na areia', individualmente bom, mas colectivamente mediano... agora o resto da equipa nacional mostrou-se muito frágil: o guarda-redes Veloso (Sporting) é mediano, os Centrais Ilori (Sporting), e Ferreira (Corruptos) são lentos e duros de rins, o Daniel Martins (Benfica) - 1 golo - na esquerda tem um bom pé esquerdo, é alto, mas para defesa lateral é lento e pouco agressivo nas disputas de bola... mas o caso mais 'extraordinário' desta equipa é o Esgaio (Sporting): muito fraco!!! Repito: muito fraco. O Betinho (Sporting) é outro exemplo da boa imprensa Lagarta, avançado que tem tudo para ser mais um 'Postiga' - com toda a carga negativa possível!!! Quando o Ivan Cavaleiro (Benfica) e o Cafu (Benfica) não são titulares, nos lugares do Esgaio e do Betinho respectivamente, numa equipa com um bom trio de centro-campistas, mas com bastantes fragilidades nos restantes do sectores, não podiamos aspirar a muito mais...!!!
Mesmo assim Portugal qualificou-se para o Mundial de Sub-20 do próximo ano - também ficar atrás da Estónia era difícil...!!! -, com o Sandicino (Benfica) - actualmente lesionado, além do central Edgar Ié (Barcelona) - esta equipa ficará mais forte, mas se o treinador continuar a não aproveitar os melhores jogadores, vamos ter um Mundial sofrido... Com o Nélson Oliveira, o Danilo, o Nuno Reis o Mário Rui, e o Roderick (jogadores da anterior equipa de sub-20), teriamos uma grande equipa...


Tempo de crise

"From: Domingos Amaral
To: Luís Filipe Vieira

Caro Luís Filipe Vieira
O senhor bem avisou, há uns meses, que o próximo ano ia ser de “contenção”. Com a gravíssima crise económica que alastra pela Europa, os principais mercados compradores de portugueses estão sem crédito disponível. Tanto em Espanha como em Inglaterra, o mercado retraiu-se e não está fácil vender jogadores, e muito menos pelos exorbitantes valores das suas cláusulas de rescisão. Assim, com a banca nacional em aperto, o modelo de negócio dos clubes nacionais entra em colapso profundo. Pequenos, médios e grandes habituaram-se a abastecer-se em mercados baratos e depois a tentar vender mais caro os seus jogadores. Pelo caminho, pagavam salários altos e também elevadas comissões aos intermediários. Mas, a roda da fortuna mudou. Ao mesmo tempo que o principal viveiro, o Brasil, se tornou um país caríssimo, o mercado de transferências está anémico. Pequenos, médios e grandes estão pois numa encruzilhada perigosa. Quase todos falidos, observam que quem ganhou neste jogo foram em primeiro lugar os jogadores, que estão ricos, e depois os intermediários. Com as receitas de bilheteira a sofrerem também por causa da austeridade nacional, como irão grandes e pequenos pagar as colossais dívidas que contraíram nos últimos anos para alimentarem as ilusões dos adeptos? Irão Benfica, FC Porto e Sporting aguentar os elevados salários que pagam, sem vender ao desbarato as suas principais pérolas?
Que este será um verão sem o habitual espectáculo das contratações para encher o olho dos adeptos, já todos o percebemos. O que ainda ninguém percebeu é qual será o novo modelo de negócio de instituições à beira do abismo. Terá chegado o tempo dos cortes salariais?"

De quê Adrien teve de pedir desculpa?!

"O Sporting não fez por menos, enconstando Adrien à parede: obrigou-o a pedir-lhe desculpa, única forma de ficar no plantel. Mas por que carga de água Adrien teve de pedir desculpa? Que grave infracção cometera? Culpado de, estando inscrito pela Académica e com essa camisola ir disputar a final da Taça de Portugal, não ter cumprido o blackout imposto em Alvalade?! Culpado por, nas vésperas da final, ter alinhado na expressa vontade academista de vencê-la? Culpado de ter jogado muitíssimo bem na conquista da Taça frente ao Sporting? Culpado dos festivos abraços trocados com os colegas de Coimbra quando, pelos vistos, deveria tê-los repelido e exibido profunda tristeza?! Para o Sporting - e não só para ele? - que raio de obrigação têm os jogadores emprestados?
Foi com meia equipa emprestada por Sporting, Porto e Benfica que a Académica aplicou 3-0 ao Porto na Taça, travou o Benfica em ora H na Liga e venceu o Sporting no Jamor. Mas, fim de empréstimos decidido por pequenos clubes... Com acordo do Sporting, enquanto Porto e Benfica logo votavam contra e Braga contra veio a ser. O mesmo se passara quanto a liguilha para alargamento da I Liga. Estratégia do Sporting aliar-se aos pequenos no combate aos maiores? Pode é ser muito mau sinal..."

Santos Neves, in A Bola

domingo, 8 de julho de 2012

Mais alguns Campeões...

Realizou-se este fim-de-semana o Campeonato Nacional Individual de Atletismo ao Ar Livre. Os resultados podiam ter sido melhores - estamos 'bem' habituados nos últimos tempos, por isso esperava-se mais vitórias!!! -, mas o objectivo de vários atletas do Benfica passava essencialmente pela obtenção de Mínimos Olímpicos, e não de vitórias - parece estranho, mas não é!!! -, infelizmente como já era esperado, o objectivo não foi alcançado.
O Estádio Universitário de Lisboa tem uma longa tradição, nas marcas anuladas, devido ao excesso de vento... Um dos treinadores dos velocistas do Benfica, ainda a semana passada, durante o Europeu, comentando na Eurosport, tinha avisado para a grande probabilidade de isso acontecer, e foi isso mesmo que aconteceu, as marcas foram feitas, mas com o vento irregular, não podem ser consideradas. Sendo que o Yazaldes foi o principal prejudicado... O Rasul como já tinha demonstrado está longe do seu melhor e também não conseguiu os mínimos... Se calhar teria sido melhor, levar o Campeonato para uma pista 'menos' ventosa, ou então permitir que os atletas que necessitavam dos Mínimos, pudessem ter ido fazer provas internacionais neste fim-de-semana!!!
Deixo ainda uma nota dobre os 400m barreiras: existem dois atletas com mínimos B (só um atleta poderá ser seleccionado), o Jorge Paula tem demonstrado estar em nítida subida de forma, após uma lesão, em sentido contrário o João Ferreira tem coleccionado, ultimamente, maus resultados. Nem quero considerar a não chamada do Jorge Paula para os Jogos Olímpicos!!!
Os Benfiquistas Campeões Nacionais são:
Jorge Paula, nos 400m barreiras
Miguel Moreira, 800m
Miguel Moreira, 1500m
Alberto Paulo, 3000m obstáculos
Marcos Chuva, Salto e Comprimento
Marcos Caldeira, Triplo Salto
Tiago Aperta, Lançamento do Dardo
Marco Fortes, Lançamento do Peso
Eva Vital, 100m
Tânia Duarte, 200m (ficou em 2º, mas a 1ª classificada foi uma atleta Dinamarquesa!!!)
Liliana Vieira, Salto em Altura

PS: Carlos Nascimento, 17 anos, Campeão nos 100m, 10,19s com vento irregular, a contratar...!!!