Últimas indefectivações

sábado, 28 de maio de 2016

Acabou!

Corruptos 93 - 85 Benfica
22-25, 23-14, 21-19, 27-27

Derrota esperada.
A única coisa que me apraz dizer neste momento, é que espero muito sinceramente, que exista capacidade de auto-avaliação suficiente, para perceber que esta secção precisa urgentemente de mudanças profundas.

Esclareço que nada me move contra o Carlos Lisboa, bem pelo contrário, o jogador Carlos Lisboa será eterno... o treinador Carlos Lisboa, num contexto muito especial, também conquistou muitos títulos para o Benfica, mas contexto mudou...!!!

Benfica mais perto de continuar a jogar na BTV

"Jogos na Luz deverão ficar pelo menos mais um ano na BTV para pressionar a MEO a ceder na guerra pelos direitos desportivos. E a NOS estuda entrada de novo accionista na SportTV

Os jogos do Benfica em casa na Liga portuguesa deverão continuar a ser emitidos no canal BTV durante a próxima época. A administração da operadora NOS — que comprou em dezembro os direitos de emissão dos jogos do Benfica e os direitos de distribuição da BTV — não comenta o assunto, mas o Expresso sabe que a decisão está praticamente fechada e que deverá ser anunciada em breve pela NOS e pelo Benfica. 
Segundo as informações recolhidas pelo Expresso, o plano prevê que o canal continue, por isso, a ser pago durante pelo menos mais um ano e que mantenha, além dos jogos do Benfica, os direitos de emissão das ligas italiana e francesa. Só a Liga inglesa é que sai do canal, por ter sido entretanto readquirida pela SportTV.
Depois de ter fechado o acordo para a compra dos direitos do Benfica e da BTV — num contrato que pode durar até 10 anos e um valor na ordem dos €400 milhões —, a NOS manteve em aberto vários cenários para a emissão dos jogos do clube encarnado. O mais forte era o regresso destes conteúdos à SportTV, canal detido a 50% pela NOS e por Joaquim Oliveira, e de onde o Benfica tinha saído em 2012 depois de recusar €22 milhões/época para renovar o contrato.
Mas o braço de ferro que a NOS está a travar com a MEO para a garantia do acesso a todos os conteúdos desportivos detidos por cada operadora — e que já levou a MEO a suspender o acesso da NOS ao Porto Canal — fez com que a operadora liderada por Miguel Almeida alterasse os seus planos iniciais para os jogos do Benfica.
Na base desta estratégia está o facto de a MEO ter um contrato de distribuição da SportTV assegurado para as próximas épocas, enquanto o contrato de distribuição da BTV termina a 30 de Junho deste ano. Ou seja, se os jogos do Benfica regressassem agora à SportTV, a MEO tinha acesso automático garantido a esse conteúdo. Mas se os jogos do clube encarnado se mantiverem na BTV, a NOS pressiona a MEO a aceitar as suas condições para a partilha de conteúdos desportivos.
Um dos passos centrais nesta estratégia foi dado na semana passada, quando a NOS e a Vodafone divulgaram um acordo para a partilha recíproca de conteúdos desportivos detidos pelas duas operadoras. Um acordo que produzirá os seus efeitos já a partir da próxima época e que, como referia o comunicado, garante que os clientes da NOS e da Vodafone terão acesso à BTV e aos jogos do Benfica em casa “independentemente do canal onde estes jogos sejam transmitidos”.
Com este acordo, que foi elogiado pela Autoridade da Concorrência (AdC), a NOS consegue não só dar sequência à ideia que sempre defendeu sobre os conteúdos desportivos não serem exclusivo de nenhuma operadora como também ‘atar’ a MEO à contingência de aceitar as condições que a Vodafone já aceitou para aceder aos jogos do Benfica caso estes se mantenham na BTV. Caso contrário, os subscritores da MEO deixam de ter acesso aos jogos do Benfica em casa.

Novo accionista na SportTV?
Em paralelo a este dossiê, a NOS está também a avaliar a entrada de novos accionistas no capital da SportTV. A operadora não comenta o assunto, mas o Expresso sabe que a possível dispersão do actual capital detido a 50% pela NOS e por Joaquim Oliveira está a ser estudada e que o tema, embora numa fase embrionária, terá sido abordado com a Vodafone no âmbito das negociações para o recente acordo de partilha de conteúdos assinado pelas operadoras. A Vodafone e a Controlinveste de Joaquim Oliveira também não estiveram disponíveis para comentar.
A dispersão de capital da SportTV por novos accionistas já foi tentada em 2013, quando a NOS (ainda no formato ZON), anunciou um acordo com a PT (na era pré-Altice) para que esta comprasse 25% da sua participação no canal. Nesse acordo, Oliveira manteria a sua participação intacta, mas incluiria no perímetro da SportTV as empresas Sportinveste Multimédia e PPTV, o que implicaria na prática a repartição com a NOS e a PT dos direitos de futebol que então detinha.
O acordo foi no entanto chumbado em 2014 pela AdC, por entender que era “susceptível de criar entraves significativos à concorrência” no mercado de direitos desportivos. Algo que, segundo as fontes ouvidas pelo Expresso, não se colocaria no actual contexto se a dispersão de capital fosse feita com um operador como a Vodafone.
O objectivo da NOS neste plano é encontrar parceiros para uma ampla reestruturação da SportTV, que tem acumulado resultados negativos nos últimos anos. Só em 2015 os prejuízos do canal superaram os €10,3 milhões. No ano anterior tinham sido de €6,2 milhões."

Ainda em 'ressaca' !!!

Corruptos 6 - 2 Benfica

Ainda a recuperar dos festejos do Bi e do título Europeu, o Benfica perdeu a invencibilidade no Campeonato.
Não é grave, mas estas descompressões são perigosas, ainda temos a Taça para vencer...

PS: As meninas venceram por 4-1 o Staurt de Massamá, nas Meias-finais da Taça de Portugal, amanhã temos a Final da Taça, contra a Académica de Coimbra...

Empate...

Benfica 1 - 1 Corruptos

Zoblin; Cabral, Escoval, Ferro, Amaral; Pereira, Lourenço (Zidane),  Mendes; Jorginho (Leo Natel), Dias; Alfa

Muitas ausências, entre lesionados, castigados e jogadores nas Selecções... num jogo fraquinho, onde estivemos na frente, mas permitimos o empate...
Mesmo assim, com o empate dos Lagartos em Belém, os Corruptos são os prováveis Campeões!

Santos e boas maneiras

"A época terminou com Maxi Pereira a falhar o penálti que manteria o Porto vivo no Jamor e houve muito benfiquista que rejubilou com a justiça poética do momento infeliz do uruguaio. Maxi merece fazer da carreira o que entender mas não merecerá, certamente, a inclemência dos benfiquistas porque foi um profissional inquestionável no período em que vestiu a camisola encarnada.
Aliás, foi ele o primeiro jogador do Benfica a vestir a camisola oficial de 2015/16 com o logótipo da Fly Emirates na cerimónia de apresentação do distinto patrocinador. Foi a primeira e a única vez que a vestiu, porque assinaria contrato com o Porto pouco depois. Ainda assim, já portista por opção, levou a camisola do Benfica para as férias gozadas no Uruguai e, quiçá insensatamente, depositou-a aos pés da imagem de Santo Cono, um santo da sua predileção na sua terra natal. Santo Cono nunca falha, essa é que é essa.
No domingo passado o Sporting de Braga levou para casa a Taça de Portugal. Terminada a função, o treinador do Porto não foi especialmente eloquente - nem podia ser, não é?...- mas, registe-se, não deixou de exibir o fair play possível naquela hora aziaga: "Resta-me dar os parabéns ao Braga", disse José Peseiro. E disse muito bem.
Ainda no domínio das coisas bem ditas... a meio da semana o treinador do Benfica multiplicou-se em entrevistas e sempre que questionado sobre a imensa trabalheira que o Sporting deu esta época aos tricampeões nacionais, não se escusou a confessar que, pela sua parte, daria com naturalidade os "parabéns ao Sporting" se, eventualmente, os rivais tivessem terminado o campeonato no primeiro lugar.
Prosseguindo no campo do desportivismo também Iker Casillas, na véspera da final do Jamor, deu os parabéns ao Benfica pela conquista do título. Todo este arraial de boa educação terá começado, há duas semanas, quando o presidente do Benfica elogiou o comportamento da equipa de Jorge Jesus na Liga, dando os parabéns à equipa e aos adeptos de Alvalade.
Foi assim que a temporada oficial fechou no nosso país: um triunfo total das boas maneiras e do respeito pelos adversários a contrastar com o ambiente doentiamente odioso que prevaleceu ao longo de 2015/16. É virtude dos responsáveis péssimos fazer com que os demais surjam como mais do que aceitáveis aos olhos de toda a gente. Foi o que aconteceu."

Benfiquismo (CXVII)

A transbordar...

Ser Benfiquista...

Claramente, a melhor equipa

"A próxima Supertaça será disputada entre Benfica e Sporting de Braga. Houve justiça. Foram as duas melhores equipas da temporada. Com a conquista da Taça da Liga (sete em nove edições) por parte do Benfica, com a goleada de 6-2, e com a vitória do Sporting de Braga no Jamor, reeditando o sonho de 50 anos volvidos, ficou claro o quadro da época.
Um Braga a lutar em todas as frentes internas (caiu apenas na meia-final da Taça da Liga e frente ao vencedor), com uma interessante prestação europeia, que finaliza com a conquista no Jamor, merece esse feito.
O Benfica ganhou o mais importante, o campeonato nacional, fez a melhor prestação europeia das equipas portuguesas, venceu a Taça da Liga, sendo a única equipa a vencer dois títulos nesta época, foi claramente a equipa do ano.
Haverá maré vermelha na Supertaça, troféu pouco importante por si mesmo, mas muito revelador de quem foram os melhores desta temporada. O Benfica está novamente habituadinho a vencer. Oito dos últimos doze títulos nacionais estão no Museu Cosme Damião. Em resumo, o dobro dos outros todos juntos.
Em Coimbra foi uma festa muito bonita, num jogo de goleada e que somou momentos para a eternidade. Quando Nico saí ao minuto 78 lavado em lágrimas por ser a última vez que vestia o manto sagrado, sussurrou-nos no coração aquilo que nós sabemos. Quem por aqui passa, sai apaixonado. Muito bonita a saída do mágico. Como foi reveladora a festa de Renato Sanches. Quase uma hora depois do apito final, o Municipal de Coimbra estava repleto, e a festa continuava sem ninguém sair. Rui Vitória termina a época merecedor de todos os elogios e começará a próxima merecedor credor de todos os créditos.
Que maravilhoso defeso. Enquanto outros gerem as crises nós aguardamos pela data e local da Supertaça, para poder comparecer nos sítios onde se escreve história."

Sílvio Cervan, in A Bola

PS: A Supertaça, será em Aveiro, no dia 7 de Agosto.