Últimas indefectivações

sexta-feira, 8 de fevereiro de 2019

Mudanças no Benfica

"Que o futebol do Benfica mudou com Bruno Lage não é novidade. As triangulações entre lateral, médio e extremo que representavam mais de 50 por centro do jogo ofensivo deixaram de ser um mantra para se tornarem apenas uma variável; as alterações de sistema e de movimentações beneficiaram Pizzi, hoje apenas mais uma peça na engrenagem; Grimaldo ataca muito mais que André Almeida porque um é lateral-esquerdo do mais ofensivo que há e o outro faz lembrar os defesas-direitos à antiga.
Mais do que a forma, também mudou o conteúdo e destaco três jogadores: a metamorfose de Gabriel ao nível da intensidade (hoje corre muito mais ao lado de apenas um médio do que correu quando jogou com dois), Samaris regressando às dinâmicas do 4x4x2 que exibiu com Jorge Jesus e um Rúben Dias com zero necessidade de recorrer a um jogo agressivo para se impor e exibindo assinalável qualidade técnica de passe.
O mais desafio de Lage será outro: continuidade. Fábio Capello dizia que os treinadores são ladrões de ideias e mais cedo ou mais tarde haverá fórmula de travar muitos das actuais movimentações das águias. A grande chicotada é aquela que tem efeitos quando já não se notam as feridas.
(...)"

Fernando Urbano, in A Bola

Sem comentários:

Publicar um comentário

A opinião de um glorioso indefectível é sempre muito bem vinda.
Junte a sua voz à nossa. Pelo Benfica! Sempre!