Últimas indefectivações

quarta-feira, 6 de fevereiro de 2019

De Alvalade à Luz e os 298 do Bonfim

"A propósito do dérbi de hoje, a história ensina-nos que os 4-2 do Benfica ao Sporting em Alvalade pouco importam para logo à noite. Recuemos à época de 1985/86 e aprendamos alguma coisa sobre a especialidade dos jogos entre os eternos rivais. Nessa temporada, a 12 de Março, o Sporting foi à Luz perder por 5-0, para a Taça de Portugal (e se não fosse a inspiração do divino Damas nessa tarde chuvosa...); um mês depois, a 13 de Abril, os leões, já fora da corrida pelo título, voltaram ao anfiteatro das águias, para a partida da penúltima jornada do Campeonato. E triunfaram por 2-1 (ao Benfica o empate chegava para ser campeão), entregando o título ao FC Porto, que assim se classificou para a Taça dos Campeões de 1986/87, que viria a vencer.
A dinâmica do dérbi tem vida própria, os jogadores sentem de forma particular estes momentos e o Sporting apresentar-se-á hoje na Luz, apesar das limitações de uma época que devia ser vista apenas como ano zero, qual leão ferido e por isso muito mais perigoso. O Sporting joga pela honra e mal do Benfica se pensar que hoje é o prolongamento do último domingo...

PS - Estiveram no estádio do Bonfim, na noite da última segunda-feira, a assistir ao Belenenses SAD - Moreirense (sétimo contra quinto da I Liga), 298 espectadores. Estará tudo a fazer de conta (especialmente a Liga de Clubes, que devia corar de vergonha por tão triste imagem do futebol profissional que tutela!) que não percebe que estamos a assistir a uma das maiores trapalhadas do desporto português, uma deriva em forma de fuga para a frente que já provocou danos irreparáveis e tem tudo para acabar mal?"

José Manuel Delgado, in A Bola

Sem comentários:

Publicar um comentário

A opinião de um glorioso indefectível é sempre muito bem vinda.
Junte a sua voz à nossa. Pelo Benfica! Sempre!