Últimas indefectivações

sexta-feira, 7 de junho de 2013

Triunfo exemplar

"1. O nosso título europeu de Hóquei em Patins (finalmente!) não apaga as mágoas da azarenta época do Futebol - continuo a pensar que, Taça de Portugal à parte, foi (muito) mais azar que falhanço. Mas soube muito bem aquela vitória no Dragão, para mais depois de tudo quanto se passou no sábado (e ainda no domingo os adeptos do Benfica apenas puderam entrar depois do intervalo!...). Foi uma vitória que fica na história (gloriosa) do nosso Hóquei em Patins.
Vitória que se juntou ao título nacional de Juvenis em Futebol (depois do título de Juniores), também alcançado no campo do FC Porto e que teve um final muito triste, já que a equipa da casa não soube perder.
Curiosamente, Pinto da Costa, que no sábado já dizia que o seu clube iria ser novamente campeão europeu, 'desapareceu' de cena no domingo, após a derrota.

2. A semana passada ficou marcada pela dúvida relativamente ao treinador: Jorge Jesus fica ou não? Ouvi vários benfiquistas e opiniões bem divididas. E até houve quem estivesse contra Jesus no dia a seguir à Final da Taça e já o admitisse como melhor solução um ou dois dias depois. Da mesma forma que muitos daqueles que o assobiaram naquele domingo fatídico o haviam incentivado a ficar uns dias antes. É sempre assim. Com a cabeça quente não se decide bem. E, como disse há uma semana, quem lá está dentro e acompanha o dia-a-dia do Clube está em muito melhores condições para decidir, pois tem dados que o simples adepto não possui. No dia em que escrevo, é certa a continuação de Jorge Jesus. Não sei em que condições mas espero que valorizando mais os prémios e menos o montante mensal a pagar, que parecia manifestamente exagerado.

3. Ao longo de toda a semana, a decisão quanto ao futuro treinador do Benfica foi assunto de 1.ª página: Jesus fica, Jesus não fica, quem lhe poderá suceder, as 'divisões' no interior da SAD quanto à continuidade do treinador. Curiosamente, ao mesmo tempo, o FC Porto (ou Pinto da Costa?) também ainda não tinha treinador (parece que estava à espera de resposta de Vítor Pereira!...) e os jornais nada especulavam sobre o assunto. Dias houve em que nem uma linha foi escrita. Porquê?"

Arons de Carvalho, in O Benfica

Sem comentários:

Publicar um comentário

A opinião de um glorioso indefectível é sempre muito bem vinda.
Junte a sua voz à nossa. Pelo Benfica! Sempre!