Últimas indefectivações

quarta-feira, 18 de março de 2015

Grego que foi o dono do jogo

"A pressão para fazer o que lhe era pedido impediu-o de expressar logo à altura do talento.

Samaris passou boa parte da época enredado em teia da qual só agora se libertou. Jorge Jesus pedia-lhe para cumpir o guião da posição 6 e ele, na dúvida, procurava ser perfeito a fazer o que mais gosta. Resultado: nem uma coisa nem outra.
Vem isto a propósito da exibição do antigo jogador do Olympiakos frente ao Sp. Braga, na qual selou, definitivamente, a conclusão do progresso de aprendizagem da função. O grego foi assombroso: travou qualquer intenção defensiva do adversário e agilizou muitas acções de ataque dos encarnados. Foi o dono do jogo. Valeu a pena esperar por ele."

Sem comentários:

Publicar um comentário

A opinião de um glorioso indefectível é sempre muito bem vinda.
Junte a sua voz à nossa. Pelo Benfica! Sempre!