Últimas indefectivações

sexta-feira, 6 de maio de 2011

Derrota do Porto

"1. Embora na Secretaria, foi uma importante derrota do Porto: da sua Associação e, afinal, do seu principal clube. Ou antes, foi uma importante vitória do Futebol português. Apesar da oposição de algumas (já bem poucas...) associações distritais, nomeadamente Porto e Braga, os estatutos da Federação foram finalmente aprovados. Ao longo de três anos, algumas associações andaram a adiar o inadiável e ainda agora Lourenço Pinto, presidente da Associação do Porto (e antigo presidente dos árbitros, quando 'valia tudo'...), ameaça com a impugnação. Já ninguém lhe liga. Foi finalmente derrotado. Quando deixará o Futebol de vez?


2. O FC Porto rejubilou: pela 1.ª vez esta época, foi ultrapassada a barreira dos 40 mil espectadores no seu estádio. Num ano excepcional em termos de resultados, nem numa meia-final europeia, sem TV em canal aberto, o seu estádio, com 50 mil lugares, encheu. Estiveram 44 mil, menos 13 mil que na Luz, à mesma hora, com transmissão na SIC (que voltou a ganhar as audiências do dia graças ao nosso Clube). E com o Benfica em período de algum pessimismo...


3. Continuo preocupado com o nosso novo Centro de Documentação e com o nosso futuro Museu. Por motivos que não consigo descortinar, o 'nosso' historiador Alberto Miguéns continua colocado à margem de todo o processo. Que interesses levarão à marginalização daquele que é, reconhecidamente, a pessoa mais abalizada no sector e que até se prontificou a trabalhar gratuitamente para o Clube enquanto não for requisitado à escola onde dá aulas? Ao chamar (mais uma vez) a atenção para o facto, fico (pelo menos) de bem com a minha consciência.


4. Fim-de-semana em grande no Andebol (finalista numa competição europeia após grande recuperação) e no Basquetebol (quase na final da Liga). Fim-de-semana infeliz no Futsal (perdida a Europa, vamos à reconquista do Nacional) e no Voleibol (a melhor equipa nacional ao longo de toda a época foi batida por um anacrónico regulamento do Campeonato), Mas estamos em todas e na luta pelos títulos."


Arons de Carvalho, in O Benfica

Sem comentários:

Publicar um comentário

A opinião de um glorioso indefectível é sempre muito bem vinda.
Junte a sua voz à nossa. Pelo Benfica! Sempre!