Últimas indefectivações

quinta-feira, 17 de outubro de 2019

Portugal

"Portugal já está de calculadora na mão, tem que vencer os dois próximos jogos com a Lituânia e Sérvia, contudo ninguém nos garante que o consiga fazer. Portugal é o actual campeão da Europa e da Liga das Nações, mas está com dificuldades em se apurar. Portugal perdeu na Ucrânia e está em risco de classificação.
Antes do jogo o habitual excesso de confiança e o nosso treinador Fernando Santos não esteve bem. O empenho e a pressão dos ucranianos, aliada à rapidez e atitude dentro do campo, contrastou com uma certa apatia e lentidão nas transições de Portugal, levando a perder o jogo que era fundamental vencer.
Portugal jogou mal na defesa e principalmente na primeira parte, depois corrigiu esses erros, mas já era tarde.
Fernando Santos não optou pela melhor táctica e algumas escolhas foram inapropriadas para este jogo. Jogar sem um ponta-de-lança de raiz junto a Ronaldo foi um erro enorme. Ronaldo sozinho na área é uma presa fácil. A escolha de João Mário foi infeliz, Portugal em vez de ter médios que abrissem o jogo pelas alas, teve médios que iam mais para dentro e o jogo de Portugal não era fluido e amplo, mas muito previsível.
João Félix deveria ter entrado de início, dar-lhe algum tempo e minutos para se adaptar a jogar com Ronaldo.
Esta campanha tem sido uma desilusão e contra adversários mais fortes claudica, perde ou empata. Contra a Ucrânia perdeu e empatou, em casa empatou com a Sérvia.
A nossa sorte é que a Sérvia vai jogar com a Ucrânia e isso pode ajudar-nos nas contas, se a Ucrânia empatar ou vencer atrasa definitivamente a Sérvia.
Deste modo, Portugal ou fica segundo ou é repescado para um play off por ter sido vencedor da Liga das Nações.
Acredito que Portugal esteja presente no Euro 2020, mas até lá, vai sofrer muito e vai ter que voltar a pegar na calculadora.
Nesta campanha Portugal não tem estado cómodo e muito inconstante. Portugal a espaços mostrou que é muito melhor que a Ucrânia, mas depois não vem ao de cima essa capacidade e o seu rendimento é muito fraco.
Ronaldo marcou o golo 700 que é histórico, mas para a história fica a derrota de Portugal e a desilusão que tem sido nesta fase."

Sem comentários:

Publicar um comentário

A opinião de um glorioso indefectível é sempre muito bem vinda.
Junte a sua voz à nossa. Pelo Benfica! Sempre!