Últimas indefectivações

quarta-feira, 13 de abril de 2016

O safanão do Benfica

"Independentemente do desfecho da eliminatória dos quartos-de-final da Liga dos Campeões com o Bayern Munique - o Benfica dispõe de todas as condições para voltar a ser feliz -, esta já é uma época europeia histórica para o campeão português. Luís Filipe Vieira conseguiu não só projectar a boa imagem do seu clube nas competições da UEFA, aliás como os resultados o têm confirmado, como também alcançou a melhor receita de sempre para um clube português - o Benfica chegou aos 28,5 milhões só de prémios, aos quais há que contabilizar mais alguns milhões de verbas suplementares da UEFA que lhe permitem superar os 29,5 milhões de euros totais auferidos pelo FC Porto quando venceu a Champions, em 2004.
A eliminação da Liga dos Campeões na última época, ainda para mais na fase de grupos, foi uma ferida profunda no prestígio encarnado tanto na questão desportiva como na financeira. Daí a absoluta necessidade de dar um forte safanão na acomodação de olhar apenas para os objectivos internos - o que é curto para a dimensão do Benfica - e o que é certo é que o salto foi dado nos dias de hoje e com sucesso nas duas frentes - Liga nacional e Liga dos Campeões. É importante notar que, presentemente, o Benfica é o sexto melhor clube no ranking da UEFA - só Real Madrid, Bayern Munique, Barcelona, At. Madrid e Chelsea é que estão à sua frente -, sendo o maior contribuinte para o bom momento do futebol português na UEFA. Basta lembrar que está, desde já, garantida a continuidade do apuramento directo de dois clubes para a Liga dos Campeões e com um terceiro a entrar no playoff.
Esta boa imagem do Benfica estende-se ao Sp. Braga que, esta época, voltou à Liga Europa, como era desejo do seu presidente, e é nesta competição europeia que o clube tem feito a diferença, projectando-se para novos voos. Os minhotos, para além de já terem encaixado 7 milhões de euros, o que é uma excelente receita, têm ultrapassado degrau a degrau sucessivas barreiras, e impõe-se agora vencer mais esta, já amanhã, com o Shakhtar, para que esta caminhada não se fique por aqui. É difícil mas é possível ou não fossem estes guerreiros talhados para altos desafios..."

Sem comentários:

Publicar um comentário

A opinião de um glorioso indefectível é sempre muito bem vinda.
Junte a sua voz à nossa. Pelo Benfica! Sempre!