Últimas indefectivações

sexta-feira, 6 de abril de 2012

Ressurgiu o melhor Benfica...

"Contra ventos e marés, impecável organização e... tamanha alma que a fadiga levou sumiço... (...)

NUNCA desistir. Pelo menos nisso, o Benfica foi ontem brilhante. Tinha garantido ir a casa do Chelsea para ganhar e não esteve longe de o conseguir. Teve tudo a seu desfavor, começando pelo incrível rol de lesões nos seus 4 defesas centrais! Tendo de recorrer a impensável dupla Javi-Emerson, nem isso lhe conteve ímpeto atacante logo de início e pelo tempo fora. Espectacular e força anímica, resistiu a penalty, ao 1-0 daí decorrente e até à expulsão de Maxi que o atirou para 50 minutos em inferioridade numérica. Sempre ao ataque, dando o litro para virar do avesso a evolução da eliminatória. Exclente Benfica. Impecável na organização da equipa contra ventos e marés - defesa improvisada, linha média sem Javi e sem Witsel nos 50 minutos em que teve de ser lateral-direito; mas Matic foi... enorme! -, gigantesco coração, preciosa chamada de Nélson Oliveira, Yannick e Rodrigo para reforçar aceleração ofensiva. O Benfica não estará nas meias-finais da Champions (é difícil assinalar penalty contra o Chelsea - flagrante braço à bola na Luz; foi facílimo assinalar penalty contra o Benfica em discutível infracção de Javi...; e que discrepância de critério nos amarelos...), mas assinou ontem a sua mais convincente exibição dos últimos meses. Tamanha a alma que até a fadiga levou sumiço.
Ah!, ontem até houve a descoberta de que Emerson poderá ser muito melhor defesa-central do que defesa-esquerdo...

(...)"

Santos Neves, in A Bola

Sem comentários:

Publicar um comentário

A opinião de um glorioso indefectível é sempre muito bem vinda.
Junte a sua voz à nossa. Pelo Benfica! Sempre!