Últimas indefectivações

terça-feira, 9 de outubro de 2018

Da redacção para o campo

"O dia em que os jornalistas desportivos da capital deixaram de lado a caneta e o papel e suaram a camisola

'Com o intuito de estreitar camaradagem' entre os profissionais da imprensa desportiva da capital, realizou-se no dia 3 de Maio de 1923 um 'desafio de «foot-ball» entre o grupo do jornal «O Sport de Lisboa» e um outro constituído por redactores de jornaes diários'.
O campo do Sport Lisboa e Benfica, em Benfica, foi o palco escolhido para o encontro. Pel' O Sport de Lisboa jogaram Cosme Damião, Vítor Gonçalves, Ribeiro dos Reis, Félix Bermudes, Guilherme Neves, Ilídio Nogueira, Constantino Saial e Raul e Mário Oliveira. Do lado do misto de redactores dos jornais diários alinharam Artur Inez, Henrique Vieira, Alfredo Wunderli, N. N., José Malheiro, Belo Redondo, Licínio Miranda, Ribeiro da Silva, António Sequeira e Rebelo da Silva.
O jogo, embora 'rijamente disputado', decorreu 'com entusiasmo e correcção'. De acordo com a imprensa, 'notaram-se, evidentemente, muitas mais deficiências técnicas do que em desafios de primeiras categorias', sobretudo por parte do misto que se ressentiu 'da falta de combinação e do excesso de jogo pessoal', 'mas nem por isso se deixou de fazer bom «association»'.
'A victoria coube ao Sport de Lisboa por 3-0' porque, segundo Os Sports, 'jogou melhor que o seu adversário, que se mostrou destreinado'. Mas a desigualdade no número de jogadores também terá tido a sua quota parte de responsabilidade. A equipa dos jornais diários 'na primeira parte (...) jogou apenas com oito homens e na segunda parte com dez'. 'Os nossos adversários não aparecem completos. Não foi por certo o receio de sofrerem grande derrota que levou alguns a faltar', pode ler-se no periódico vencedor.
No final, 'realizou-se entre os contendores um almoço de confraternização'. O convívio 'decorreu animado' e, entre 'entusiásticos brindes', o jornalista 'Alfredo Wunderli ofereceu uma taça para ser disputada em futuros encontros entre jornalistas desportivos'. A Taça Armando Machado, assim baptizada em honra de 'um dos primeiros grandes jornalistas de futebol, falecido ainda novo', disputar-se-ia entre o final de 1923 e o início de 1924.
Da equipa d' O Sport de Lisboa constavam alguns nomes ímpares da história do futebol 'encarnado' como Cosme Damião, Vítor Gonçalves, Félix Bermudes e Ribeiro dos Reis. Conheça-os na exposição permanente do Museu Benfica - Cosme Damião."

Mafalda Esturrenho, in O Benfica

Sem comentários:

Publicar um comentário

A opinião de um glorioso indefectível é sempre muito bem vinda.
Junte a sua voz à nossa. Pelo Benfica! Sempre!