Últimas indefectivações

sábado, 2 de abril de 2016

Tudo o que os Campeões costumam ter

"Primeiro, a estrelinha. Depois, uma exibição para emoldurar. O Benfica continua a mostrar embalagem para o título, num sprint que, curiosamente, começou no jogo da 1.ª volta em Braga e que ainda não se sabe onde irá terminar. Desse duelo no Minho para cá, em 19 jogos, os encarnados somaram um total de 52 pontos em 57 possíveis. A uma equipa que apresenta números tão extraordinários não fica mal a sorte que lhe tocou nos primeiros 10 minutos de ontem. Até porque, depois dos falhanços de Wilson Eduardo e Rafa, o que se viu foi um Benfica de sonho que, passe o exagero, é capaz de ter deixado Guardiola a fazer contas à vida...
A verdade é que a Champions é outra história e aí, se imperar a normalidade, as águias vão perceber, já na 3.ª feira, o enorme problema que é ter de enfrentar um dos mais extraordinários projectos do futebol mundial. A realidade do Benfica é outra e acontece no espaço da competição interna. E deve dizer-se que, aí, a corrida pelo sonho do tricampeonato ganhou mais sentido depois da brutal goleada imposta a um Sp. Braga de alta qualidade. O mesmo que em Alvalade teve os 3 pontos na mão e também o mesmo que ainda há pouco tempo vergou o FC Porto sem qualquer piedade.
Os números da equipa de Rui Vitória são cada vez mais impressionantes. Ontem, de uma assentada, a equipa chegou aos 100 golos no total da temporada, aos 76, no campeonato e ainda viu Jonas voltar a isolar-se no comando da Bota de Ouro. O brasileiro, afinal, não deu quaisquer sinais de cansaço e festejou da melhor forma não só o recente regresso à selecção do Brasil como os 32 anos que ontem completou. E o que dizer dos 48 golos que, juntos, Jonas e Mitroglou já levam nesta Liga? Se pensarmos que o Sporting tem apenas mais 8 e que o FC Porto apenas mais 5..."

Sem comentários:

Publicar um comentário

A opinião de um glorioso indefectível é sempre muito bem vinda.
Junte a sua voz à nossa. Pelo Benfica! Sempre!