Últimas indefectivações

sexta-feira, 18 de outubro de 2019

Obrigado por tudo, Rui

"O meu primeiro herói no futebol

Quando me perguntam qual foi o meu primeiro herói no futebol, não tenho dúvidas: Rui Jordão.
Foi com ele que tudo isto começou. Só depois vieram Carlos Manuel, Madjer, Paulo Futre e todos os nomes que me fizeram apaixonar-me perdidamente pelo jogo. Lá atrás, no início de tudo, sim, esteve Jordão.
Tinha seis anos e estava em casa dos meus avós, numa daquelas reuniões de família com muita gente, quando vi Jordão encher de sonhos toda uma nação. Eram as meias-finais do Euro 84 e Portugal, que não chegava a uma fase final de uma grande competição há vinte anos, colocou-se em bicos de pés para ameaçar atingir a final.
Não o conseguiu, é verdade, mas Jordão fez-nos sonhar.
É daquelas memórias que nos levam à infância e por isso não se esquecem, por muitos anos que uma pessoa viva: ele a festejar naquele jeito de correr batendo os pés com força no chão, para depois travar e levantar o braço direito ao ar.
Jordão foi um daqueles homens que nasceu para nos fazer sorrir.
Obrigado por tudo, Rui."

Sem comentários:

Publicar um comentário

A opinião de um glorioso indefectível é sempre muito bem vinda.
Junte a sua voz à nossa. Pelo Benfica! Sempre!