Últimas indefectivações

sábado, 24 de setembro de 2011

Venha o empate

"O FC Porto venceu 85 vezes e o Benfica 82. Empataram 53. Das 101 vezes que foi ao estádio do FCP, o Benfica só venceu 14 e empatou 25. A maior vitória do Porto em casa foi em 1933, com uma goleada de oito a zero. A maior derrota foi em 1952, no dia 28 de maio, em que perdeu dois a oito. Foi na inauguração do Estádio das Antas. Gosto de estatísticas. Dão-nos a ilusão de alguma racionalidade e previsibilidade no futebol. Mas, na realidade, são um amontoado de números mais ou menos inúteis. Basta ver a importância que Carlos Queiroz sempre lhes deu e olhar para as estatísticas da sua carreira para perceber o que valem. Ainda assim, se olharmos para estas, o FCPorto vai vencer amanhã.

Tento então fazer as minhas próprias estatísticas para perceber o que quero. Não tendo feito um levantamento exaustivo, posso garantir que a maioria dos meus amigos são do Benfica, quase todos os meus familiares são do Sporting e conheço, porque sou de Lisboa, pouca gente do FC Porto. Não me cruzo com muitos portistas. Tirando quando gritam que querem ver a minha cidade em chamas e quando tentam vencer na secretaria, não me aborrecem. Nunca estou por eles, nem quando jogam no estrangeiro. Pelo menos até Pinto da Costa ser o seu presidente. Já qualquer resultado do Benfica me traz problemas. Se vencem, ninguém os atura. Se perdem, não tendo um portista à mão, viram-se para este desgraçado. Assim, consultadas as minhas estatísticas pessoais e pensando exclusivamente no meu conforto, apostava num empate. O que, sendo no Dragão, além de improvável (25 por cento de probabilidade, para ser rigoroso), não me livra da arrogância encarnada. Ainda assim, uma arrogância moderada. Se é que isto existe num benfiquista."


Sem comentários:

Publicar um comentário

A opinião de um glorioso indefectível é sempre muito bem vinda.
Junte a sua voz à nossa. Pelo Benfica! Sempre!