Últimas indefectivações

sábado, 6 de julho de 2019

Karingana ua Karingana, era uma vez

"Rezam as palavras do poema de Craveirinha, pintadas com estilo no mural da Iverca e repetidas em blues mood pelo Ivan. Jovem fundador da associação Ivan, Erica e Carlos, Iverca, que começou como um sonho e hoje dá cartas no turismo de Maputo a mostrar o património e a história da Mafalala, o bairro dos craques da bola, dos intelectuais, dos dois presidentes da República e do povo, de tanto povo que tem em si toda a diversidade cultural de Moçambique.
O sol de Maputo aquece as chapas de zinco das velhas casas de carcaça esboroadas que lembram aos passantes as origens da Mafalala. Ivan guia-nos com mestria pelo labirinto poeirento das ruelas que revelam sorrisos a cada recanto. Uma brisa suave lembra que estamos no inverno, ameno abaixo do equador, moldando um estar a uma identidade serena e acolhedora, montra de um orgulho genuíno de ser moçambicano. É um povo que sabe ser e tem ciência de estar na vida, sem atropelar o tempo das coisas nem tornar irrelevantes as pessoas e as coisas mudanças. Está-se bem aqui, nesta cidade que outrora foi a não-cidade, da cidadania negada por cadernetas indígenas e livres-trânsitos, no tempo em que a circunvalação era barreira e não caminho, mesmo no limite para lá da velha Lourenço Marques, separando a 'Pérola do Índico' da cidade verdadeira e esta do país autêntico. Pela rua, uma placa na esquina 'Eusébio da Silva Ferreira', muitos benfiquistas e assomar-se a nós atraídos elo microfone vermelho da Benfica TV. No fim da rua, um emblema gigante a vermelho com a palavra tetra! Estamos em casa. E confirmamos o que sentimos durante a campanha 'Alimentos por Moçambique'. Mais precisamente 138 toneladas deles que vamos em caminho de entregar na Beira às vítimas do ciclone Idai: Somos um mesmo povo, com uma mesma língua, sem nações tal como Pessoa sonhou.
Karingana ua Karinhana. Uma história ainda por escrever chamada futuro em que se cumpra o destino da língua portuguesa. Com Benfica à mistura, claro!"

Jorge Miranda, in O Benfica

Sem comentários:

Publicar um comentário

A opinião de um glorioso indefectível é sempre muito bem vinda.
Junte a sua voz à nossa. Pelo Benfica! Sempre!