Últimas indefectivações

sexta-feira, 15 de fevereiro de 2019

Seferovic, porque não há dúvida que o futebol se joga com a cabeça

"O avançado suíço tem sido decisivo no bom momento do Benfica

Quem viu Seferovic conquistar metros a Marcão, para depois ganhar na luta de corpo e atirar com classe ao ângulo da baliza do Galatasaray, deve ter tido dificuldades em lembrar-se do que era este mesmo jogador há coisa de um ano.
O avançado suíço deu uma volta completa no destino, para se apresentar agora em grande momento. Confiante, autoritário, criativo e ligeirinho.
Seferovic corre, recupera bolas, tabela, toca de calcanhar, assiste e faz golos. Muitos golos.
Por alguma razão, aliás, é nesta altura o jogador com mais golos marcados no campeonato em 2019, entre todos os jogadores que actuam na Europa.
De dispensado a indispensável, portanto, foi uma questão de meses. E jogos, e minutos. Bastou-lhe afinal ter alguma continuidade, fazer o primeiro golo, e o segundo e o terceiro, para virar a cabeça do avesso. Hoje acredita que pode tudo, e acreditando fica mais perto de o poder.
Seferovic é, no fim de contas, a melhor prova que existe neste momento no futebol português de que o futebol é um desporto que se joga na cabeça dos jogadores: se eles confiarem que sim, mas confiarem mesmo cegamente que sim, então muito provavelmente vão tornar-se decisivos.
Como está a ser o suíço.
É naturalmente mais fácil, claro, fazer tudo isto numa equipa que está a jogar bem e vive, também ela, muito confiante. Como é o caso do Benfica. Mas boa parte do momento fulgurante da formação encarnada deve-se ao contributo do ponta de lança.
É certo que agora já há Jonas, mas a verdade é que Seferovic não corre: voa. Nas nuvens."

Sem comentários:

Publicar um comentário

A opinião de um glorioso indefectível é sempre muito bem vinda.
Junte a sua voz à nossa. Pelo Benfica! Sempre!