Últimas indefectivações

terça-feira, 17 de setembro de 2019

Cadomblé do Vata (e os assobios que não foram...!!!)

"Derlei teve contrato com o Benfica, vestiu a camisola do Benfica, esteve em campo pelo Benfica e marcou 1 golo pelo Benfica. Nada disto invalida que seja tremendamente abusivo dizer que "Derlei foi jogador do Benfica". Entrou pela porta grande da Catedral, com as narinas em sangue de tanto anti benfiquismo por elas ter passado, num daqueles assomos de "a História do Benfica Sou Eu" que caracterizam Luis Filipe Vieira, provavelmente seguindo conselho do Arquitecto do Vietname Glorioso que se senta ao seu lado na Bancada presidencial e saiu pelo portão dos fundos rumo ao outro lado da estrada, para continuar a espalhar a palavra do Sumo Pontífice.
Vanderlei foi juntamente com Paulo Pereira, o jogador que mais odiei ver de Águia ao Peito. Curiosamente e porque no futebol não há coincidências, foram pedidos e treinados pelos indivíduos que mais odiei ver sentados no banco do Sport Lisboa e Benfica. Contudo e apesar do seu passado anti benfiquista que se confirmaria no pós-Luz, bem espelhado nas suas apresentações tingidas a vergonhosa falta de empenho e de tudo o que caracteriza um jogador do Glorioso, o Ninja Portista nunca foi assobiado pelo Terceiro Anel. Foi injusto, porque a única coisa que ele fez bem vestido de encarnado e branco, foi trabalhar para o assobio.
O direito ao assobio está implícito na condição de adepto e sócio, mas a menos que o Pateta das Calças Vermelhas sussurre ao ouvido de LFV "aquele Bruno Alves no lugar do Ferro é que era" e 65 mil adeptos invadam violentamente a apresentação do asqueroso central, as bancadas da Luz perderam a moral do assobio quando deixaram Derlei andar meia época a pastar impunemente com o Manto Sagrado no corpo. A falta de qualidade não merece assobio porque até prova em contrário, nenhum jogador obriga o clube a assinar com ele nem aponta pistola ao treinador para ser titular. Quanto muito, quem contrata e quem elege é que merece o silvo do repúdio. O desrespeito à Nação e a poupança de empenho é que devem ser constantemente reprimidas.
Raúl de Tomás não será 20 milhões de jogador, mas é bom jogador. Do que temos no plantel, é por larga margem, o nosso melhor avançado. Sofre a agonia da falta do golo, do peso do dinheiro e da herança do lugar. Mas o que mostrou até hoje, em momento algum careceu de falta de empenho. Não o tendo ainda feito, mais cedo ou mais tarde vai-se antecipar ao defesa e marcar antes dele. Não é o primeiro nem será o último reforço a demorar a carburar. Nada do que fez até hoje merece assobio. Até porque não há memória de algum atleta ter melhorado performance debaixo do coro musical do apito reprovador. Plenamente ciente do direito que têm a usá-lo, peço que o guardem para o próximo Vanderlei, que de certeza, há-de um dia chegar ao Sport Lisboa e Benfica. Aí será muito útil."


PS: Como o próprio Mão de Vata já 'assumiu', nos comentários na página do Face, os assobios de Sábado não foram para o R.d.T, foram para a Substituição.

Sem comentários:

Publicar um comentário

A opinião de um glorioso indefectível é sempre muito bem vinda.
Junte a sua voz à nossa. Pelo Benfica! Sempre!