Últimas indefectivações

segunda-feira, 25 de janeiro de 2016

Memória


3 comentários:

  1. UM DOS NOSSOS JAMAIS SERÁS ESQUECIDO!

    ResponderEliminar
  2. Tenho orgulho em ser Benfica também por isso. Quem honra os seus merece ser honrado. E o Benfica honra os seus. Nem sempre foi assim. Lembro-me de vários episódios. Mas esta direcção trouxe o humanismo benfiquista para o primeiro plano. As velhas glórias. Os ex-presidentes e dirigentes. Os símbolos vivos do clube homenageados. O Féher nem era um jogador de excepcional qualidade. Se tivesse sobrevivido teria o mesmo caminho de muitos, mas não foi por isso que foi menos recordado. Era um dos nossos. E se fez a passagem com o nosso manto vestido passou a sê-lo para a eternidade. Assim o quiz a providência. Por esta altura do ano é esse o sentimento que me fica. O sentimento do jovem que fez a grande viagem e o sentimento da nação benfiquista no acontecido. Nós sempre junto dos nossos. E nisso o nosso presidente foi o primeiro a dar o exemplo e nisso temos todos de reconhecer o mérito. Como é dele a ideia da fundação que tão bem tem feito por esse mundo fora. Estamos contigo Féher! Viva o Glorioso Sport Lisboa e Benfica! E Pluribus Unum.

    ResponderEliminar

A opinião de um glorioso indefectível é sempre muito bem vinda.
Junte a sua voz à nossa. Pelo Benfica! Sempre!