Últimas indefectivações

sexta-feira, 12 de agosto de 2016

Benfica, o mais bem preparado

"Exactamente o oposto de há um ano... Sporting: gigantesca dor de cabeça! FC Porto a meio caminho entre os rivais...

Frenesi de extraordinários espectáculos nos Jogos Olímpicos (vários atletas portugueses já merecem Parabéns, mas Telma Monteiro é especialíssima, fabuloso exemplo de ambição e garra sublimando talento, anos a fio figura mundial do judo).
Em simultâneo, vai arrancar a grande maratona do futebol lusitano. Já amanhã, com Rio Ave - FC Porto. Ambos remodelados, sobretudo porque tendo mudado treinador. Rio Ave - Nuno Capucho estreia-se como técnico na II Liga frente ao clube onde foi jogador - necessita de arrebitar após irremediável falhanço na Liga Europa. FC Porto - Nuno Espírito Santo regressa a Vila do Conde onde iniciou carreira de técnico levando o Rio Ave a duas finais - ainda mais pressionado está para não arrancar dando passo em falso...
Atenções centradíssimas no trio de eternos candidatos à glória (demora 9 meses a conquistar e só um pode atingi-la), que disse a pré-temporada sobre ponto da situação no potencial de cada gigante?

Benfica: marca intendo contraste com o estado em que se encontrava há um ano. Pelos resultados (Supertaça Cândido de Oliveira agora conquistada, em vez de perdida), mas, sobretudo, pela forma como, desta feita, se preparou. Afastou-se do erro desportivo que foi aquela longa/desgastante digressão americana; e, ainda mais importante, não deixou para última hora, quase em desespero, compras tão evidentemente urgentes (Mitroglou e Jiménez não fizeram pré-época, chegando muito depois da rápida saída de Lima); agora, Rui Vitória pôde trabalhar desde o início com 7 aquisições - e, perto da Supertaça, recebeu 8.ª...
Sim, no outro polo do que aconteceu há um ano, é do Benfica a estrutura que melhor preparou a nova temporada. Quando era bicampeã, pareceu colocar secundário foco na conquista do tri... Agora, tricampeão, o Benfica dá amplos sinais de tudo por tudo por objectivo nunca alcançado no seu brilhantíssimo historial: 4 títulos consecutivos (isso, nenhuma dúvida, é hegemonia; o FC Porto conseguiu 5!).
Encaixes financeiros já próximos de €100 milhões, tal fasquia até poderá ser superada com saída de bons jogadores que actuam em funções onde passou a haver excesso de quantidade... Exemplo: Jardel, ou Lisandro, ou Lindelof, um deles poderá ser transferido. Médios defensivos são 3: Fejsa, Samaris, Celis (ou 4, se Danilo não se impuser no previsto adiantamento para n.º 8). E extremos são 6 ou 7...: Pizzi, Salvio, Cervi, Carrillo, Zivkovic (contratação mais desejada, mas lesionou-se, ainda não pôde mostrar o que vale), eventualmente também Benitez e Gonçalo Guedes, em relação aos quais existe dúvida se podem render melhor no centro ofensivo ou num flanco.
Carências? Creio que de alternativa a Jonas: avançado de zona central que saina recuar fazendo bem ligação entre meio campo e ataque. E falta Jiménez justificar os €22 milhões!

Sporting: gigantesca dor de cabeça no problemão de precisar de reforços a sério (SOS por outro ponta de lança, um pelo menos) e não querer ficar sem alguém do quinteto de ouro (Patrício, William, Adrien, João Mário, Slimani). O que, creio, roçará missão impossível. Bom suplente de Patrício foi conseguido: Beto. Alternativa a William tem-se apresentado fraca: Petrovic. Opção a João Mário: Melo (interessantes indícios, mas é cedo...). Ponta de lança com a dimensão de Slimani é que nicles... E, com idêntica relação baixo custo/ala qualidade, será procurar agulha em palheiro.

FC Porto: a meio caminho entre um certo à vontade benfiquista e os berbicachos sportinguistas. Obrigatório muitíssimo melhorar a defesa, o que não é difícil... (contratou o central Filipe e o lateral Alex Telles, concorrente de Layún). A potencial grande contratação já lá estava: menino André Silva (talento conformadíssimo em excelente pré-temporada). Bueno é, quanto a mim, outro potencial reforço que não foi preciso ir agora buscar... Veremos se será possível Brahimi ficar... com a convicção que anda a faltar-lhe. Aboubakar na porta de saída? Acaba de chegar outro ponta-de-lança: Depoitre, gigante belga. Pinto da Costa afirmou nem o conhecer... Total responsabilidade atirada para o novo treinador. No FC Porto dos bons anos (muitos), isto seria impossível..."

Santos Neves, in A Bola

Sem comentários:

Publicar um comentário

A opinião de um glorioso indefectível é sempre muito bem vinda.
Junte a sua voz à nossa. Pelo Benfica! Sempre!