Últimas indefectivações

sexta-feira, 25 de março de 2016

Amêndoas amargas

"O Campeonato de Futebol só volta no fim de semana de 2 e 3 de Abril. Até ao jogo com o SC Braga, na Catedral da Luz, muitos sais de frutos serão consumidos por quem vive, dorme e acorda a pensar e a dizer mal do Benfica. Não vai ser uma doce Páscoa ali para os lados do Lumiar. No domingo passado abriram garrafas de champanhe antes do tempo, declararam-se líderes em directo na televisão, encheram as redes sociais de comentários jocosos e depois... o normal - tiveram que se calar. O Boavista FC foi, provavelmente, a equipa que mais trabalho deu ao Bicampeão esta época. Fruto de uma preparação física invejável - só ao nível dos melhores atletas do fundo e meio-fundo do Quénia ou da Etiópia - e de um rigor tático defensivo (só comparável com os cérebros de Bobby Fischer e Boris Spassky na grande batalha de Reiquejavique), os de xadrez não deram um metro de terreno aos jogadores do SL Benfica. E quando deram, no metro seguinte houve falta ou simulação. Espero que mantenham até ao fim da época esta intensidade, mas duvido que o efeito dure tanto tempo, a efeito da adrenalina por jogarem num estádio cheio, entenda-se. Durante parte do jogo Rúben Ribeiro, um dos jogadores orientados por Erwin Sánchez, passou quase tanto tempo deitado no relvado como Teo Gutierrez de férias na praia em plena época competitiva. Chegou a provocar-me vergonha alheia, mas tudo passou com o bálsamo para a alma que foi a finalização do líder dos marcadores em Portugal e na Europa ao minuto 92.
Tenham então uma boa Páscoa, continuem à procura de ovos de chocolate e não abusem das amêndoas. Principalmente das amargas."

Ricardo Santos, in O Benfica

Sem comentários:

Publicar um comentário

A opinião de um glorioso indefectível é sempre muito bem vinda.
Junte a sua voz à nossa. Pelo Benfica! Sempre!