Últimas indefectivações

sábado, 3 de janeiro de 2015

Benfica, sem medo da 'fera' !!!

Tigres 2 - 7 Benfica

Na terra da Sopa da Pedra, o Benfica voltou a vencer, sem grandes sustos. O Almeirim ainda fez o 1-1, mas depois foi sempre a somar... Firmes na liderança, e nota-se que a equipa está focada nos objectivos, com a confiança em alta...

Sólidos na liderança...

Benfica 5 - 0 Póvoa

Foi um daqueles jogos, que começou perigoso... com o Benfica a dominar, mas o adversário a criar perigo no contra-ataque, até que o Ré de ângulo apertado, desbloqueou a partida!!!
No 2.º tempo, voltou a ser o Ré a marcar, para terminar de vez com as esperanças do Póvoa, e a partir daí, era uma questão de quantos mais?!
Parece que as mini-férias não fizeram mal à equipa, continuamos a jogar bem, sólidos...

Com alguma surpresa, o Benfica contratou mais um jogador esta semana: Xande. É verdade que temos alguns lesionados de longa duração: Vítor Hugo, Pablito, Hemni, mas com o regresso provável do Hemni e mesmo do Pablito antes do play-off, não era expectável uma entrada... As informações são curtas sobre o Xande, vamos esperar para ver, antes de omitir opinião.

sexta-feira, 2 de janeiro de 2015

Uma previsão crítica e indiscriminada do ano de 2015

"O Sporting falhará um dos objectivos da temporada, conquistando em 2015, contra a sua vontade, a primeira Taça da Liga

REGRESSO DO ANO
- Pedro Proença volta apitar em Portugal
A pedido de várias famílias, e muito especialmente a pedido de uma família em particular, o árbitro Proença deitará às malvas a questões que o vinham incompatibilizando com o presidente dos árbitros cá da terra e volta a dirigir jogos do campeonato português antes que seja tarde. Antes que seja tarde, obviamente, para terminar em beleza e concórdia uma carreira e pêras.

FALÊNCIA DO ANO
- Liga de Clubes sem dinheiro para 'sprays'
Vai à falência a Liga de Clubes. Cairá com estrondo a solução Luís Duque. Na Liga nem haverá dinheiro para mandar comprar os sprays que tanto ajudavam os árbitros nas suas funções métricas. Perante isto agendam-se com urgência novas eleições para a Liga. Haverá grandes movimentações nos bastidores do futebol português.

BOLA DE OURO
- Ganha o guarda-redes porque já não há paciência
Manuel Neuer, o guarda-redes do Bayern de Munique e da selecção alemã, conquista a Bola de Ouro. Constará nos bastidores da cerimónia de Zurique que, tendo em conta as pretensões do português, foi péssima ideia a inauguração de uma estátua de Cristiano Ronaldo em Dezembro do ano passado. A votação pendeu decisivamente para o lado do Neuer por entenderem os eleitores que o cúmulo de auto-infligidas-honrarias não só já cansa como também vai contra o espírito republicano do futebol association

DESFALQUE DO ANO
- Peter Lim leva quase uma dúzia de jogadores do Benfica
Já não bastava a partida de Enzo para Valência ainda em 2014 e a ida de Gaitán e de Jardel para o Manchester United na abertura do mercado de Inverno! A investida do empresário Peter Lim no fecho do mercado de Inverno deixará a equipa do Benfica reduzida a escombros. O dono do Valência leva da Luz para o Mestalla onze de jogadores e, assim sendo, torna-se muito difícil para o Benfica revalidar o título de campeão nacional. Para não dizer impossível.

ELEIÇÕES NA LIGA
- Ganha José Eduardo com 98,70% dos votos
José Eduardo é o novo presidente da Liga de Clubes. O candidato apoiado pelo Sporting baterá com ferocidade nas urnas o doutor Dias Ferreira, o candidato apoiado pela aliança Porto-Benfica. E, assim, muda-se o paradigma do futebol português e, melhor ainda, volta a haver dinheiro para os 'sprays'.

TAÇA DA LIGA
- Ganha o Sporting contra a sua vontade
O Sporting falhará um dos objectivos a que se propôs para a temporada de 2014/2015 conquistando, contra a sua vontade, a sua primeira Taça da Liga. Sem o apoio dos adeptos, contando desde com a hostilidade do presidente e utilizando ao longo da prova uma equipa mesclada de juniores e de jogadores da equipa B treinada, o Sporting conquista sensacionalmente o odiado troféu batendo na final o Nacional da Madeira no desempate por grandes penalidades depois de duas horas de jogo em que o nulo teimosamente persistirá. O nulo também será uma constante na decisão por penaltis já que haverá a registar 9 falhanços. Da série de 5 penalidades para cada equipa exigida pela lei só a última grande penalidade foi convertida com sucesso pelo presidente do clube. 

LIGA EUROPA
- Ganha o Trabzonspor com um 'hat-trick' de Cardozo
Os turcos do Trabzonspor sucedem ao Sevilha na lista de vencedores da segunda competição europeia de clubes batendo na final o Sporting de Lisboa por 3-2. Os golos dos portugueses são obtidos pelos veteranos Inácio e José Eduardo – curiosamente dois defesas – e os golos do Trabzonspor serão apontados pelo inevitável avançado paraguaio Óscar Cardozo, como já se adivinhava.

CAMPEONATO NACIONAL
- Ganha o Sporting
O Benfica vende a equipa toda em Janeiro e no Porto as dificuldades não são menores em 2015. Julen Lopetegui mandar subir para 21 metros em altura o posto de observação que mandou construir no Olival e por lá ficará trancado até ao final da temporada por ordem do presidente. Com o Benfica sem jogadores e com o Porto sem treinador, o Sporting recupera leoninamente todos os pontos que tem de atraso neste início do ano e será campeão antecipado por finais de Março de 2015.

TAÇA DE PORTUGAL
- Ganha o Sporting com um 'hat-trick' de Bruno de Carvalho
No Jamor, a necessitar de obras de beneficiação, o Sporting conquista a Taça de Portugal batendo o Belenenses por 3-2 numa final renhidíssima, superiormente resolvida pelo presidente-treinador que, ao ver a sua equipa a perder por 2-0 – o Belenenses adianta-se cedo no jogo por intermédio de Miguel Rosa e de Deyverson –, saltará do banco para o relvado e, trajando à civil, faz os golos necessários para levar o troféu para casa. Para casa dele, obviamente. Acresce que o Belenenses, inconformado com o atropelo dos regulamentos, protestará o jogo junto das entidades competentes.

CAMPEONATO INGLÊS
- Ganha United e Oliveira arrasa Mourinho
Com a chegada no princípio do ano de Nico Gaitán e de Jardel ao Manchester United a equipa de Louis Van Gaal não perde nem mais um jogo até ao final do campeonato inglês que acabará por conquistar com muito mérito. O Chelsea, que chegou a ter muito avanço, é o grande derrotado da season. Em declarações produzidas na SIC Notícias, António Oliveira, treinador e ex-seleccionador nacional, sempre sem papas na língua, dirá: «Com o Jesus a treinador o Chelsea tinha sido campeão com uma perna às costas!»

LIGA DOS CAMPEÕES
- Ganha o Mónaco desta vez
Porto e Mónaco voltam a encontrar-se na final da mais importante competição europeia de clubes. Só que desta vez ganha o Mónaco. O golo da vitória da equipa orientada por Leonardo Jardim será da autoria de Bernardo Silva, o irrequieto centrocampista português, a passe de João Moutinho.

TORNEIO DE WIMBLEDON
- Chuva interrompe muitos jogos
Em Junho disputa-se o famoso torneio de ténis de Wimbledon, na Inglaterra. A chuva cairá de modo a interromper uma grande quantidade de jogos. Grandes lonas serão estendidas sobre o court para não estragar a relva. Enquanto chove e não há ténis, o público entretêm-se com champanhe e morangos. E em 2016 vais ser a mesma coisa.

A MELHOR NOTÍCIA DO ANO
- Equipamento alternativo volta a ser todo branco
O departamento de marketing do Benfica apresenta o equipamento alternativo para a temporada de 2015/2016 dando uma grande alegria a muitos benfiquistas. Volta a ser como está descrito nos estatutos do clube. Camisola branca, calções brancos e meias brancas. Uma beleza.

SUPERTAÇA CÂNDIDO DE OLIVEIRA
- Belenenses perde por falta de comparência
No próximo mês de Agosto ainda deambulará pela justiça desportiva, e longe da resolução, o protesto que o Belenenses lavrou referente às insólitas ocorrências registadas na final da Taça de Portugal, disputada em Maio. Caberia ao Belenenses, na qualidade de finalista vencido, defrontar o Sporting, detentor do troféu e campeão nacional. Em protesto contra a morosidade da justiça o Belenenses decidirá não comparecer na decisão da Supertaça.

EURO 2016
- André Almeida apura Portugal
André Almeida, o único jogador do Benfica na selecção nacional, vai ser o herói da qualificação portuguesa para a fase final do Euro 2016. Depois de um começo trapalhão com Paulo Bento, a selecção melhorou muito com Fernando Santos mas depois, já em 2015, deitará tudo a perder desperdiçando pontos nos jogos com arménios e albaneses. Para se apurar a selecção terá de vencer o último jogo do seu grupo, a 11 de Outubro de 2015, na Sérvia. E vai vencer. Por 1-0, golo de cabeça de André Almeida de quem se diz que será reforço do Valência em 2016.

CORRIDAS DE SÃO SILVESTRE
- Ganham os do costume
O ano desportivo de 2015 no nosso país encerra com as corridas de São Silvestre nas cidades de Lisboa e do Porto. Pode-se já adiantar que Dulce Félix, atleta do Benfica, vencerá a São Silvestre de Lisboa pela 5.ª vez na sua carreira e que Rui Pedro Silva, atleta do Benfica, vencerá a São Silvestre do Porto pela 7.ª vez consecutiva. E aqui, meus amigos, digam o que disserem, não há árbitros!"

Leonor Pinhão, in A Bola

PS: Continuamos a dar 'rebuçados' a quem não merece. A habitual entrevista de ano novo do Presidente à Bolha, não tem nada de relevante... sendo assim não me vou dar ao trabalho de a transcrever. Aconselho o blog do Hugo Gil para quem a quiser ler.

Adeus ao melhor

"Não será sensato relativizar a perda do Enzo Pérez para o Benfica no plano desportivo. O Benfica perdeu o seu melhor jogador. Aquele que criava mais equilíbrios defensivos e ofensivos. Enzo jogava de forma tão simples, que fazia crer, ser simples e fácil, tudo o que de excepcional fazia.
Não era o mais espectacular dos nossos jogadores, não era um artista virtuoso como seguramente é Gaitán, não era um líder como Luisão, ou um elemento carismático como o Maxi, era simplesmente simples e fantástico. Enzo era competitivo e ajudava a ganhar jogos e títulos.
Perdemos esse talento em troca de um avultado caso de notas. É assim a vida de quem quer honrar compromissos e manter o clube solvente.
Terá sido bom em termos económicos, devido à idade e aos montantes recebidos, mas chora-se a perda desportiva. Enzo faz parte dos que deixam saudades. Enzo parte e deixa o Benfica com seis pontos de avanço, na liderança do campeonato. Os que ficam, que o façam também a ele, bicampeão nacional. Gostei muito da opção de Jorge Jesus na Taça da Liga. Alinhar com uma equipa próximo do melhor para tentar ganhar o jogo, para tentar revalidar a Taça da Liga e para dar ritmo para a deslocação traiçoeira a Penafiel. Domingo vamos a um estádio tradicionalmente difícil, onde já perdemos várias vezes e algumas na luta decisiva pelo título. Tenho 45 anos e fechou o melhor ano (desportivo) que me lembro do Sport Lisboa e Benfica. Hoje temos na posse, os quatro títulos nacionais (mais uma final europeia).
Não foi só bom, foi excelente.
Pode ter havido melhores, assim reza a história mas eu não era nascido. Por isso, e pelo que vivi este ano, resta-me agradecer a todos os que tornaram possível o sonho de tantos. Se em 2015 me deixaram ir outra vez ao Marquês eu agradeço. Nunca lá fui duas vezes seguidas, mas sei que Jorge Jesus gosta sempre de bater mais records.
Um excelente ano para todos os leitores de A BOLA!"

Sílvio Cervan, in A Bola

A aposta na formação

"O debate inunda os espaços de opinião ligados ao Benfica, e não só. “Devíamos apostar mais na formação”, “Jesus não aposta na formação”, etc., são frases que entraram no léxico futebolístico, e no universo benfiquista em particular. Mas antes de concluirmos seja o que for a este respeito, importa esclarecer do que falamos quando falamos de “formação”.
Será essa aposta a construção de infraestruturas de ponta, dotadas da mais avançada tecnologia? Isso já o Benfica faz, desde que criou o Centro de Estágio do Seixal. Será ela a composição de uma estrutura técnica competente, capaz de juntar aos conhecimentos genéricos a mística benfiquista? Isso também tem sido feito. Será a prospecção de talentos, o seu acolhimento, e o seu desenvolvimento desportivo e humano? O nosso clube é quem mais alimenta as selecções jovens. À pergunta se o Benfica aposta ou não na formação, a resposta só pode, pois, ser claramente afirmativa.
Outra coisa é o reflexo dessa aposta na equipa principal. Mas isso depende do talento individual, e não da escolha do treinador – que, obviamente, quer vencer. Pretenderíamos ver já Bernardo Silva no lugar de Enzo? Quereríamos Cavaleiro no lugar de Gaitán? Gostaríamos de ter Cancelo no lugar de Maxi? Pese embora o valor dos jovens em causa, e a esperança que neles depositamos, não me parece que fosse esse o caminho para os títulos que se exigem. E estes, caro leitor, são o objectivo último (eu diria mesmo único) de um clube como o nosso.
Custará a admitir, mas a verdade é que há muitos anos não sai da nossa formação alguém com capacidade para se fixar como titular indiscutível no onze principal (um Chalana…um Rui Costa…). Há uma crise de talento no futebol português em geral, fruto de circunstâncias várias, algumas delas extra desportivas (vejam-se os efeitos na Selecção A). Assim sendo, não me parece prudente impor jovens, apenas porque são jovens. Há, do outro lado da rua, quem tenha feito algo como isso. Mas nós não queremos lutar pelo terceiro lugar, pois não?"

Luís Fialho, in O Benfica

PS: Sou assinante do jornal d'O Benfica, hoje recebi o último numero, mas devido à eficácia dos 'nossos' CTT, ainda não recebi a edição de 27 de Dezembro!!! E parece que não irei receber...!!!
Portanto das crónicas da edição de Natal d'O Benfica, só tive acesso à opinião do Luís Fialho, que publica em paralelo no seu blog...

Jesus...

quinta-feira, 1 de janeiro de 2015

1 de Janeiro

Neste dia, somos obrigados a ler este excelente e oportuno artigo do Miguéns. Para nunca esquecer...
Se 1905 não deve ser esquecido, 2014 também deverá ser lembrado:

quarta-feira, 31 de dezembro de 2014

Adeus a 2014...

Lendo a gloriosasfera, parece que temos a obrigação de estar em depressão!!! Até parece que 2014 não aconteceu, que foi um sonho... ou um pesadelo para alguns!!!
Começou com a tristeza por Eusébio, a que pouco tempo depois de juntou Coluna. Dois dos maiores Benfiquistas de sempre... dentro e fora do campo.
Mas quando chegámos ao momento das decisões, fizemos o pleno interno... algo que ninguém ainda tinha feito. Para ser perfeito só faltou a Final de Turim, onde algumas lesões, muitos castigos, mas principalmente um grupo de Alemães apitadores não nos deixou ganhar...!!!
É verdade que as eliminações prematuras da Europa e na Taça de Portugal, na época em curso, são frustrantes, principalmente na Taça de Portugal, mas estamos a viver aquilo que se pode chamar o preço do sucesso, já que a revolução no plantel após todos os triunfos da época 2013/14 só aconteceu, porque triunfámos!!!
O contexto não se alterou muito, continuamos a viver num País, onde as competição desportivas são 'tortas', e por isso mesmo, o objectivo primordial desta época, o Bi-campeonato, é fundamental, decisivo mesmo... Não será fácil, como o nosso treinador já admitiu, temos uma margem de 6 pontos, cada jogo será uma Final... e no Benfica a fé é a última coisa a morrer!!!
Todos juntos, até à vitória final...

Por cá e por lá

"Por cá, a peleja do boxeur day, com especial incidência em Alvalade. Por lá, a luta leal na tradicional jornada do boxing day.
Por cá, as férias de jogadores cansados de ciclópico trabalho. Por lá, as férias de amantes do futebol usufruindo de um campeonato sem intervalos.
Por cá, 2 semanas sem campeonato. Por lá, 4 jornadas nas mesmíssimas duas semanas.
Por cá, a taça da Liga entre fastio de uns e desconsideração de outros. Por lá, qualquer liga para entusiasmo de todos.
Por cá, bilheteiras fechadas para clubes que precisam de receitas. Por lá, estádios cheios e boas receitas.
Por cá, e na falta de jogos, notícias de putativas transumâncias de Janeiro que começam em Dezembro. Por lá, jogos como matéria-prima para o pipeline noticioso de Dezembro que se prolonga por Janeiro.
Por cá, a exaustão de imagens de treinos e treininhos sem jogos. Por lá, os atletas que treinam nos jogos.
Por cá, comenta-se o comentário. Por lá, exporta-se o espectáculo.
Por cá, fazem-se teses sobre o antes e depois. Por lá, o fundamental está entre o antes e depois, ou seja no durante.
Por cá, os regulamentos das competições são volúveis. Por lá, a tradição ainda é o que era.
Por cá, há autocarros nos relvados. Por lá, há motociclos nos dois sentidos.
Por cá, há oportunidade de ver, por lá, um Southampton-Chelsea, 48 horas depois de anteriores jogos, com a mesma intensidade e capacidade e sem protestos ou pieguices.
Lá, na mátria do futebol, na velha Inglaterra.
Bom Ano!"

Bagão Félix, in A Bola

terça-feira, 30 de dezembro de 2014

Fim-de-ano com vitória...

Benfica 1 - 0 Nacional

Regresso das mini-férias de Natal, com um jogo parecido ao último com o Gil Vicente, onde marcámos relativamente cedo, e depois controlámos o jogo... e onde mais uma vez desperdiçamos demasiadas oportunidades para 'matar' o jogo.
Curiosamente o Nacional até criou menos oportunidades do que o Gil, mas obrigou o Júlio César a mais trabalho (2 defesas), sendo que a primeira defesa, foi após mais um corte defeituoso do André; e a segunda após um desvio com o braço do avançado do Nacional que passou impune...

Depois da venda confirmada do Enzo ontem, a maior expectativa para os próximos jogos, é saber como é que o Jesus vai 'calçar a bota'... E o jogo desta noite, acabou por não ser conclusivo nesse aspecto. É verdade que após o 1-0 deixámos o Nacional muito tempo no nosso meio-campo, quase sempre após faltas cometidas, mas foram raras as jogadas de perigo junto da nossa baliza. Agora foi notória a nossa dificuldade em manter a bola, mas sem o Nico, e o Salvio (além do Enzo), isso acaba por ser expectável.
Agora, nos diversos contra-ataques que efectuamos, podíamos e devíamos ter marcado mais alguns golos (então aqueles minutos após a expulsão do Gomaa, foram desesperantes!!!)... No 2.º tempo melhorámos um pouco, mas curiosamente as duas defesas complicadas do Júlio César foram nesse período.
Pessoalmente acredito que neste momento a dupla Cristante/Samaris será a melhor solução para o meio-campo, sendo o Talisca a opção para os jogos na Luz, onde o causal ofensivo do Benfica seja maior... Mas por exemplo em Penafiel o Samaris está castigado!!!
Destaque negativo para o Talisca, que a '8' falhou demasiados passes simples... e para o Ola John, parece que as férias lhe fizeram mal (a mudança para o flanco direito no 2.º tempo não ajudou... o Ola rende sempre muito menos na direita).
Pela positiva destaco o Cristante e o César: o Italiano está mais confiante, até exagerou nas fintas... mas nota-se que está cada vez mais enquadrado tacticamente nas exigências do Jesus; o César ainda comete alguns erros de leitura, mas com aquela passada larga, acaba por rectificar!!!
O Jonas continua a marcar o golinho da ordem, mas aqueles desperdícios posteriores irritam...!!! O regresso da noite acabou por acontecer somente 85 minutos com a entrada do Sulejmani (desde da Final de Turim!!!), apesar dos 9 minutos (4 de desconto) foi notória a fome de bola do Sérvio, merecia mais minutos, ainda por cima com o Ola John a fazer figura de corpo presente!!!
Foi notória a melhoria da equipa com a entrada do Nico e do Samaris, mesmo com alguns erros de decisão do Grego, a agressividade do meio-campo do Benfica aumentou bastante, com a substituição do Samaris para o lugar do Talisca.

Realce para a aposta do Nacional neste jogo: terá sido a única equipa em toda a competição que utilizou o seu '11' titular, na máxima força, outros, mesmo defrontando os ditos 'grandes', rodaram, o Benfica não teve essa sorte...!!!
Do nosso lado, com tantos indisponíveis, pouco havia a alterar, mesmo assim tivemos o Pizzi na meia-direita (provavelmente com a intenção de ajudar a nossa dupla do meio...). Sem Europa, e sem Taça de Portugal, também não é necessário gerir...!!!

Para finalizar, só tenho a destacar a forma como o Ghazal, somente aos 79 minutos levou um amarelo, isto depois de 90 minutos de cacetada, de cima abaixo, a tudo o que mexia!!!

PS: Não é novidade, mas para a memória futura sou obrigado a realçar mais uma vez a forma descarada como a 'lixivia' limpa os colinhos do costume: esta noite em Vila do Conte, os Corruptos cometeram um penalty nos momentos finais da partida, um daqueles penaty's que se vêem de Marte. O árbitro, Rui Costa, nada marcou, o treinador do Rio Ave não se queixou, e os jornaleiros mais uma vez, parece que não viram, ou então acham que não tem importância...
Isto quando qualquer suposto erro a favor do Benfica, é titulo de 1.ª página, abertura de telejornais, e tema de conversas durante semanas...!!!

Plantel Glorioso

"Em boa hora, o meu caro João Tomas e o Fernando Arrobas levaram a cabo a iniciativa de promover a escolha dos melhores jogadores da história do Benfica.
O resultado é um livro – que aconselho vivamente -, onde 100 pessoas, de alguma forma ligadas ao benfiquismo, elegem 26 jogadores e 3 treinadores da sua preferência.
Tive a honra de ser um dos votantes, e devo dizer que as minhas opções pouco diferiram do plantel vencedor. Como se calcula, o exercício não foi fácil, pois, para nossa felicidade, da história centenária do Benfica constam muito mais do que 26 nomes merecedores de uma distinção como esta. Dos que escolhi, apenas Pietra, Vítor Paneira, Simão Sabrosa e Di Maria, não figuram na lista final. De entre estes, confesso que foi a ausência do extremo argentino a que maior estranheza me causou, por estar convencido de se tratar de um dos melhores - senão o melhor… - estrangeiros de sempre a vestir o Manto Sagrado. Democracia é democracia, e os escolhidos são também, todos eles, craques de primeiríssimo plano. Todos nos orgulham, e alimentam a nossa memória colectiva. E nem me atrevo a dizer, neste momento, quem deixaria de fora para colocar Di Maria, ou qualquer outra das minhas preferências pessoais.
Quanto a treinadores, tive menos dúvidas. Optei por Béla Guttman, pelo impressionante palmarés, por Eriksson, por ter revolucionado o futebol do Benfica na minha adolescência (nunca esquecerei a equipa de 82-83…), e por Jorge Jesus, por tê-lo feito nos anos mais recentes. Foi, de resto, este trio que venceu a votação, se bem que Otto Gloria, Jimmy Hagan e Toni também merecessem uma menção honrosa. Nem percebo a relativa polémica que a escolha de Jesus causou nalguns meios (mais externos do que internos): quem fere uma hegemonia de décadas do FC Porto, quem alcança todos os títulos nacionais numa temporada, quem chega a duas finais europeias consecutivas e coloca o clube no top 5 do ranking europeu, tudo com um futebol bonito e empolgante, entra claramente para a eternidade."

Luís Fialho, in O Benfica

segunda-feira, 29 de dezembro de 2014

Enzo...


É oficial, o Enzo vai para Valência. Depois de uma novela de vários meses, o negócio concretizou-se. Finalmente o SuperDepor acertou...!!!
Financeiramente, vender um médio, por €25 milhões, perto dos 29 anos, é um excelente negócio em qualquer parte do Mundo... Desportivamente, vamos ver como é que o Jesus vai 'inventar' mais um '8' titular. O próximo jogo do Campeonato, em Penafiel, com o Samaris castigado, será o 1.º teste. Enquanto o Amorim e o Fejsa estejam indisponíveis, o Talisca será a 1.ª opção; e o Pizzi a 2.ª.

O Enzo chegou envergonhado, como suposto médio-direito. Lesionou-se, chateou-se, e voltou para a Argentina, sem convencer... Regressou, e devido às necessidades do plantel, acabou por ser adaptado a '8'. Com a sua qualidade, com a sua combatividade, e com o sangue na guelra nas reacções, rapidamente passou a ser um dos favoritos da Luz. O equilíbrio entre o comando ofensivo, e as transições defensivas, transformou o Enzo no indispensável do Jesus...
O melhor elogio que lhe posso fazer, é admitir que ficará na minha memória como um dos melhores jogadores, que vi jogar com a camisola do Glorioso.
Obrigado, por tudo Enzo... Desejo-te todos os sucessos pessoais, mas não o posso fazer em termos colectivos!!!

A FIFA anda preocupada com os Fundos, mas continua muito contente por ver os Clubes serem comprados, por multi-milionários 'suspeitos', que usam o Futebol para lavar dinheiro, ou para se auto-promoverem... Pervertendo totalmente a verdade desportiva. O Valência, um clube super-falido, devido a sucessivos erros, de sucessivas direcções, sem capacidade de dar a volta, através dos seus adeptos e sócios, é 'salvo' sem saber ler nem escrever... Acabando por condicionar o mercado, inflacionado ordenados, tornado o negócio do Futebol e os Clubes cumpridores, insustentáveis....