Últimas indefectivações

quarta-feira, 26 de dezembro de 2012

Sem adesão do público futuro será sombrio

"A crise económica e financeira que tem assolado Portugal será, com toda a certeza, responsável por retirar dos estádios muitas pessoas que, em condições normais, gostariam de assistir aos embates da principal competição futebolística nacional. No entanto, essa não será a única explicação para justificar os números registados após as 12 primeiras rondas da Liga.
Como sempre, os dados são consideravelmente afetados pelo facto histórico de só termos entre nós três clubes denominados grandes e – pior que isso – por não existir uma verdadeira identificação entre as populações fora de Lisboa e Porto e os clubes das respetivas regiões. Guimarães e Braga são exceções que confirmam a regra.
Com 95 partidas já realizadas – o V. Setúbal-FCPorto da derradeira ronda foi adiado, devido às más condições atmosféricas que também contribuiriam para uma assistência residual –, a média de espectadores está abaixo dos 10 mil (9.256), um registo que quase todos os clubes das melhores ligas da Europa superam.
Aliás, olhar para as médias de Alemanha (42.109), Inglaterra (35.614), Espanha (29.869), Itália (22.007), França (19.279) ou até Holanda (18.980), chega para ter a certeza de que, em Portugal, a maioria dos emblemas se encontra numa situação que, no futuro, acabará por ter consequências. Como resistirá, por exemplo, um clube como o Nacional que, sem ter muitos associados, apresenta um total de 7.184 espectadores após 6 jogos realizados em casa, à média de 1.197? E não se pense que o caso dos insulares é único. Beira-Mar, Estoril, Moreirense e P. Ferreira também ainda não acumularam 12 mil espectadores, enquanto Rio Ave (13.957) e Olhanense (16.821) estão só ligeiramente acima.
Como tem sido normal, a visita dos grandes funciona como um autêntico balão de oxigénio para a maioria dos participantes na Liga. No entanto, esta época, a má prestação do Sporting está a constituir um problema adicional. É que vendo a equipa render pouco, muitos adeptos leoninos têm desistido de marcar presença nos jogos fora. Os números dizem-nos que em quatro das seis deslocações, os verdes e brancos jogaram em estádios com menos de 4.500 espectadores.
Feitas as contas, o Benfica é o clube com mais assistência no seu recinto e no total dos jogos realizados, enquanto o Sp. Braga é a equipa que reuniu mais pessoas na condição de visitante, muito por culpa de já ter jogado na Luz e em Alvalade. De resto, saliente-se que na última jornada cinco jogos tiveram menos de 1.500 pessoas. Assim, o futuro é sombrio..."

Sem comentários:

Publicar um comentário

A opinião de um glorioso indefectível é sempre muito bem vinda.
Junte a sua voz à nossa. Pelo Benfica! Sempre!