Últimas indefectivações

segunda-feira, 9 de dezembro de 2019

E a história repete-se

"O West Ham UFC, quebrou, no passado fim de semana em Stamford Bridge, uma sequência de oito jogos sem vencer, tendo somado seis derrotas nesse período de jogo. A resposta, tendo em conta a maior parte da comunicação social inglesa e os adeptos dos Hammers, para a questão do porquê de uma queda abrupta nos resultados, bem como para a super vitória no dérbi londrino contra o Chelsea FC, é a mesma: a baliza.
Depois da lesão de craque polaco Lukasz Fabianski nos finais de setembro, a porta da titularidade abriu-se para o número dois da baliza, Roberto Jiménez. Experiente, o ex guarda redes do SL Benfica, foi contratado ao RCD Espanyol depois de uma temporada frustrante onde só realizou seis partidas, vivendo na sombra de Diego López. O guardião espanhol jogou assim oito partidas seguidas, ficando ligado por coincidência ou não, à má série de resultados.
Revelando uma enorme falta de confiança em se exibir ao nível que apresentou no Real Zaragoza SAD, no PAE Olympiacos e no Málaga CF, Roberto regrediu para o nível que apresentou no SL Benfica. Começou de forma instável na baliza do West Ham UFC, apareceram as primeira críticas e dúvidas e o espanhol caiu num buraco de onde não mais se conseguiu levantar.
Um problema mental que já o tinha prejudicado e muito na sua fugaz passagem por Lisboa e que o impede de exibir toda a sua agilidade e espectacularidade entre os postes (onde realmente é um portento, quando está em forma), bem como expõe ainda mais a sua debilidade em jogar com os pés e em sair aos cruzamentos.
Manuel Pellegrini ainda insistiu bastante, mas acabou por ceder à pressão. Encostou Roberto Jiménez e chamou à acção o também experiente David Martin. Atirado às feras para enfrentar o Chelsea FC na sua estreia na Premier League e pelo West Ham UFC (foi contratado ao Millwall FC, de onde era suplente há duas temporadas), o experiente guardião inglês deu a segurança e confiança que faltava à equipa lá atrás e foi a base do sucesso.
Quebraram a série de maus resultados com uma clean sheet num dos estádios mais difíceis do futebol inglês. Num mês de dezembro recheado de encontros, vamos ver se Martin continuará a dar resposta ou se o espanhol ainda recupera o lugar antes da janela de transferências.
Quanto ao polaco Fabianski, Pellegrini bem pode suspirar por ele, pois o regresso só está previsto para meio do mês de janeiro…"

Sem comentários:

Publicar um comentário

A opinião de um glorioso indefectível é sempre muito bem vinda.
Junte a sua voz à nossa. Pelo Benfica! Sempre!