Últimas indefectivações

terça-feira, 6 de fevereiro de 2018

"A mais brilhante reunião de atletas portugueses"

"A 10 de Junho de 1944 inaugurava-se aquele que era o maior monumento ao Desporto e aos desportistas portugueses: o Estádio Nacional!

Era antiga a promessa da construção de uma infra-estrutura que honrasse o Desporto nacional e o dia da sua inauguração não foi escolhido ao acaso. A 10 de Junho de 1044, 'dia de comemoração da raça portuguesas e dum dos maiores poetas do mundo - Camões', realizou-se 'o festival de inauguração do Estádio Nacional' revestido 'de apoteótica e inédita solenidade', que contou com 'a maior assistência de todos os tempos e a mais brilhante reunião de atletas portugueses'.
'Com o Estádio repleto de multidão impaciente abrasada por sol glorificador que veio juntar-se à consagração, o cerimonial começou com o hastear da bandeira nacional no mastro de honra, situado no tôpo Sul do campo', seguida de uma parada de atletas da Mocidade Portuguesa, da FNAT e de todos os clubes portugueses convidados. Primeiro surgiu o atletismo, 'depois o hipismo, atiradores, esgrimistas, tenistas, automobilistas, remadores,velejadores, nadadores, ginastas, praticantes de pesca, de ténis de mesa, handball, basketball, volleyball, patinagem, hoquistas, rugby, ciclistas e futebolistas, desfilaram por todo o campo até se concentrarem no relvado, em tôda a sua extensão'. A inauguração do Estádio Nacional, com a presença de todos os clubes nacionais, confirmou a popularidade do Benfica, uma vez que o seu estandarte, conduzindo por Leonel Costa, foi um dos mais ovacionados pelo público: 'o nome do Benfica andava de bôca em bôca e à passagem dum dos seus grupos ouviam-se «vivas», soavam aplausos significativos e o nome dos seus atletas mais conhecidos eram vitoriados entusiasticamente'.
Para terminar a cerimónia inaugural foi proferido um discurso de agradecimento de todos os atletas portuguesas ao Governo, fortemente aplaudido pela multidão.
A coroar a inauguração do Estádio Nacional esteve um desafio de futebol que colocou em disputa a Taça Império, entre o Benfica, vencedor da Taça de Portugal, e o Sporting, campeão nacional. Ao fim do tempo regulamentar, as duas equipas estavam empatadas a uma bola mas o prolongamento acabou por dar a vitória aos 'leões', por 2-3.
A inauguração do Estádio Nacional foi destaque na capa de O Benfica e pode ser vista na exposição temporária Jornal O Benfica - 75 anos de Missão, no Museu Benfica - Cosme Damião."

Marisa Manana, in O Benfica

Sem comentários:

Publicar um comentário

A opinião de um glorioso indefectível é sempre muito bem vinda.
Junte a sua voz à nossa. Pelo Benfica! Sempre!