Últimas indefectivações

sexta-feira, 6 de julho de 2018

Um banho de valores...

"Nada mais oportuno no mundo de hoje que chamar a ética e os valores ao palco e dar-lhes primazia. Basta ver como vai o mundo!
Essa é a razão de existir do projecto KidFun - Educação para Valores da Fundação Benfica. Não vou explicar em que consiste, porque não é esse o propósito desta coluna, mas vale a pena divulgar que o projecto envolve mais de 20 000 crianças todos os anos numa mistura inovadora de brincadeiras, experiência, desporto, ética e valores com uma metodologia e uma equipa profissional que consegue brincar com coisas sérias e transformar diversão em aprendizagem cidadã.
Tudo começou com 3000 crianças, uma caderneta de cromos virtual online, vídeos, desenhos animados e um estádio insuflável e percorrer o país. Hoje, esse estádio ganhou um balneário, também insuflável, e outros atractivos para continuar a sua missão de propagar e importância dos valores junto das escolas.
Neste novo espaço, as crianças organizam-se em equipas, a cada equipa entra e instala-se junto dos cacifos dos Kids que estão caracterizados com valores como o Respeito, a Verdade, a Excelência, a Superação e por aí fora...
Tal como uma equipa, os miúdos organizam-se em torno do mister e dos quadros com as tácticas que vão ajudar a construir e compreender como se se tratasse de um jogo de futebol, só que este é um jogo da vida real! O que está em causa é muito simples. Se ter valores nos pode tornar mais fortes, então como é que isso acontece na prática? O que devemos fazer no dia a dia para tirar partido do poder dos valores e como podemos aplicar esse poder? E para quê?
Então as ideias fervilham com a imaginação, e é toda uma visão de mundo que se desenrola, transpondo esta linguagem dos valores e cada valor para as situações práticas da vida. Desde logo na dimensão infantil que é a sua, na escola, com os amigos, em família... Mas também na observação das atitudes dos adultos uns com os outros e perante as situações que a vida lhes coloca. É que as crianças nada escapa e também não se lhes aplica a velha máxima cristã 'olha para o que digo e não para o que faço'. Por isso não pode haver educação sem modelos nem comportamentos sem exemplos. Por isso também, se acharmos mesmo que a sociedade em que vivemos atravessa uma crise de valores e que é preciso mudar, temos de sair da posição confortável de educar as crianças para o futuro e desistir da nossa própria mudança apenas porque é difícil mudar. Vamos educar as nossas crianças desta forma e para dar o exemplo vamos mostrar-lhes que também entrámos neste balneário, despindo-nos de preconceitos e tomando o banho regenerador das nossas vidas. Um banho de valores!"

Jorge Miranda, in O Benfica

Sem comentários:

Publicar um comentário

A opinião de um glorioso indefectível é sempre muito bem vinda.
Junte a sua voz à nossa. Pelo Benfica! Sempre!