Últimas indefectivações

quinta-feira, 4 de março de 2021

Rumo à final


"Estamos a noventa minutos da final da Taça de Portugal, a segunda competição mais prestigiada do panorama competitivo nacional e que, por se disputar por eliminatórias, todos os clubes ambicionam vencer.
O palmarés da prova é elucidativo quanto ao leque, a cada ano, de potenciais vencedores. Somos o clube mais titulado, com 26 conquistas, entre 13 vencedores da competição. Houve ainda outros 12 finalistas. Acrescentando à análise o Campeonato de Portugal (Benfica venceu três vezes), prova predecessora da Taça de Portugal e disputada nos mesmos moldes, o total de vencedores ascende a 16 e são 14 os finalistas que não ergueram o troféu.
Um dos finalistas que nunca se sagraram vencedores é o Estoril Praia, o nosso adversário das meias-finais na presente edição. Curiosamente, essa final, disputada em 1944, tratou-se do primeiro jogo a contar para competições oficiais entre Benfica e Estoril, com a vitória a sorrir para as nossas cores.
Foi a primeira de 73 partidas entre os dois clubes em provas oficiais, sendo que, na Taça de Portugal, realizaram-se sete encontros, com seis vitórias para o Benfica e um empate. Este último, em 2016/17, época da nossa última conquista da prova rainha do futebol português, ocorreu na segunda mão das meias-finais, precisamente como o jogo desta noite (20h15 no Estádio da Luz).
O triunfo, por 1-3, no reduto dos estorilistas, coloca-nos em vantagem para alcançarmos a final, para a qual está já apurado o SC Braga, que ontem eliminou o FC Porto. Porém, seria errado pensar-se que a nossa presença na final, pela 38.ª vez, em maio próximo, já é um dado adquirido.
O Estoril será, por certo, um adversário apostado em contrariar o favoritismo que, muito naturalmente, é atribuído ao Benfica. Jorge Jesus, na conferência de imprensa de antevisão à partida, alertou para o facto de o futebol ser pródigo em surpresas, pelo que importa confirmar, no campo, a passagem à final. O nosso treinador recordou as dificuldades criadas pelo Estoril na primeira mão e elogiou a organização e a qualidade técnica em ataque posicional do oponente. Respeitar o adversário, conforme referiu Jorge Jesus, será fundamental para carimbar o passaporte para a final.
De Todos Um, o Benfica!"

Sem comentários:

Publicar um comentário

A opinião de um glorioso indefectível é sempre muito bem vinda.
Junte a sua voz à nossa. Pelo Benfica! Sempre!