Últimas indefectivações

domingo, 16 de junho de 2019

David Banda e outras notas soltas

"Proença sabe, como bem percebeu nas presenças e, acima de tudo, nas ausências, que o caminho está cheio de degraus

1. Pela Europa, e só por este continente, e em termos de futebol, é tempo de férias. De férias e de casamentos pomposos. Daí que quase estejam definidos os potes da próxima edição da Liga dos Campeões. O Benfica sabe que só pode chegar ao simpático pote 2 se ou o Futebol Clube do Porto ou o Ajax não chegarem ao sorteio dessa fase. E ficar no pote 3 significa defrontar, nessa fase, os grandes nomes do futebol europeu: Liverpool, Barcelona, Juventus, Bayern de Munique, PSG, Zenit, Manchester City e Chelsea no pote 1. Mais o Real Madrid, Atlético, Dortmund, Nápoles, Shakhtar e Tottenham, por ora, certo no pote 2. E a anunciada reconquista europeia depois da extraordinária reconquista nacional é um legítimo desígnio directivo e uma permanente ambição da fiel e dedicada massa associativa do Benfica. Tendo a Academia do Seixal, e bem - como o João Fonseca da Rádio Renascença, e da sua Bola Branca, bem retratou esta semana -, como essência e como referência. Com múltiplos exemplos que se afirmam no futebol europeu - como Bernardo Silva ou Gonçalo Guedes, Semedo e Candelo - e outros que atraem, em razão do seu indiscutível talento, as gandes marcas do futebol europeu, como é o exemplo concreto do João Félix. Sei bem que eu gostaria que ficasse mais tempo por cá. Mas os meus desejos são, tão só, os de um visiense que sabe que só no mesmo berço se nasce e se morre. No mais vivemos no mundo. E o mundo do futebol é cada vez mais atractivo e bem sugestivo!

2. Por cá resta-nos hoje a final do futsal. Num pavilhão do Estádio da Luz totalmente esgotado, Benfica e Sporting lutam pela conquista do título nacional. E numa época em que o Sporting já conquistou o título europeu. O que sabemos é que o futsal tem cada vez mais praticantes - no feminino e no masculino! - e atrai cada vez maior número de telespectadores. Ou seja tem compromisso, paixão e qualidade!

3. Também no basquetebol há disputa acesa pelo título de campeão nacional. Amanhã, também num Pavilhão do Estádio da Luz, Benfica e Oliveirense disputam o quarto jogo e o Benfica sabe que tem de ganhar para lutar na próxima quinta-feira, em Oliveira de Azeméis, pela reconquista e impedindo que a forte e solidária equipa da Oliveirense se sabre bicampeã nacional. Acredito que amanhã o Pavilhão do Estádio da Luz também estará esgotado e largas dezenas de oliveirenses não deixarão de acompanhar, com verdadeiro sentido de Família, a equipa de uma cidade que se afirma nos moldes, nos sapatos e... no desporto. Do hóquei ao basquetebol e com um esforço notável das suas gentes e uma paixão que, de verdade, contagia e apaixona!

4. Arrancou no Brasil mais uma edição - a 46.ª - da Copa América, a mais antiga competição de selecções. E já com o VAR a ter protagonismo! No jogo inaugural e, também, ontem no Perú - Venezuela! A primeira edição oficial da competição teve lugar em 1917 no Uruguai. E desde 1993 são convidadas a participar em cada edição duas selecções que não pertencem à Confederação Sul-Americana de Futebol. Nesta edição a convidadas são as selecções do Qatar e do Japão. O Brasil sem Neymar tentará conquistar a nona Taça e, assim, regressar ao sucesso nesta competição, o que não ocorre desde 2007! A argentina de Messi procura erguer pela décima quinta vez o troféu. O Uruguai de Coates procura a décima sexta. O Chile de Alexis Sánchez procura o tri. E a Colômbia, agora liderada por Carlos Queiroz, ambiciona conquistar pela segunda vez este troféu de uma competição emblemática. E que recebeu grandes nomes da história do futebol, como Pelé e Bebeto, Batistuta e Roberto Dinamite, Aguillea e Burruchaga que foram, mesmo em diferentes edições, os melhores marcadores! Agora até ao doa 7 de Julho a Copa América vai prender a nossa atenção e a de largas dezenas de olheiros! E com jogadores que bem conhecemos dos nossos relvados, como Acuña e Borja, Osorio e Murillo, sem esquecermos Éder Militão.

5. No próximo dia 21 arranca no Egipto a 31.ª edição da Taça Africana das Nações ou, na sua designação em língua francesa, a CAN. Os Camarões perderam a organização e, num ápice, o Egipto irá acolher as vinte e quatro selecções que vão disputar uma prova em que marcam presença 28 jogadores que actuaram, quase que exclusivamente, na época que agora termina nas duas competições profissionais portuguesas. São dezanove os clubes representados, como o Sporting e o Futebol Clube do Porto, o Rio Ave e o Moreirense,  Académico de Viseu e o Mafra, o Fabril e o Tondela, o Braga e o Santa Clara, o Boavista e o Amora, entre outros. É claro que esta Taça acompanha o arranque da independência de inúmeros Estados africanos e na primeira edição já não marcou presença - ao contrário do que inicialmente fora anunciado -, por razões óbvias, a África do Sul. A primeira edição ficou restringida a três selecções, o Egipto (ganhou a final por 4-0 à Etiópia), o Sudão e a Etiópia. Também importa acompanhar as selecções lusófonas, como Angola (com Bruno Gaspar e Mateus, entre outros) e a Guiné-Bissau (com Mama Baldé e Bura). E lá também estarão muitos olhos a acompanhar, até 19 de Julgo, esta CAN!

6. Pedro Proença foi reeleito, com uma quase que unanimidade, como Presidente da Liga de clubes. É uma quase que unanimidade que deve suscitar uma sério alerta do homem do desporto - e da gestão! - Pedro Proença. Sabe, como bem percebeu nas presenças e, acima de tudo, nas ausências significantes, que o caminho que vai percorrer está cheio de degraus e de múltiplas pedras. Sabe que tem de ser o denominador comum e não, apenas, o mínimo divisor comum. Sabe que desde hoje tem de conquistar - e de reconquistar - a generalidade dos clubes (diria em rigor das SAD's) e, com eles, procurar as causas comuns que os unam. Com a consciência que os tempos que se aproximam serão complexos, exigirão paciência e argúcia, determinarão alianças difíceis e rupturas inequívocas. É que o futebol português vai atravessar momentos europeus de decisões e instantes internos de certas convulsões.

7. A Ucrânia conquistou o Mundial de sub-20 na Polónia. É uma grande vitória e evidencia um trabalho de base que importa conhecer e reconhecer. E para a afirmação ucraniana foi um sábado histórico e para ficar na sua história. Com a Rússia, ao lado a ver, e a assistir, à bonita festa azul e amarela!

8. Nas últimas semanas, e pelo que leio - e escuto em diferentes e temáticos programas -, já mais de quarenta jogadores estarão à porta do Seixal e na antecâmara do Estádio da Luz. Estou como o extraordinário Camilo Castelo Branco: «A paciência é a riqueza dos infelizes!»

9. Cheguemos a David Banda. Um dos filhos de Madonna. E que leva a Mãe a «não deixar Lisboa»! E a nós a chamá-lo para o título deste artigo! É que o David joga futebol no Benfica! Centrado e concentrado, assim, na Academia do Seixal. Sabendo que ela, como lemos na última edição da Visão, vive «na TAP Air Portugal»! E com a nossa companhia a descobrir novas rotas americanas. Coincidências. Mas como escreveu o Marquês de Maricá «as circunstâncias ordinariamente nos dominam, poucas vezes nos obedecem»!"

Fernando Seara, in A Bola

Sem comentários:

Publicar um comentário

A opinião de um glorioso indefectível é sempre muito bem vinda.
Junte a sua voz à nossa. Pelo Benfica! Sempre!